Início Notícias Cripto Radar: as principais notícias de 24 e 25 fevereiro de 2018

Cripto Radar: as principais notícias de 24 e 25 fevereiro de 2018

361
0

Confira algumas das notícias mais importantes que circularam pelos veículos nacionais e internacionais durante o final de semana:

Bitmain registra lucro de cerca de US$4 bilhões em 2017

Era de se imaginar que a riqueza acumulada por uma das principais empresas responsáveis pela indústria de mineração de Bitcoin é enorme. Graças à sua quase monopolização do mercado de fabricação da ASIC, placa de vídeo específica utilizada na mineração de criptomoedas, a Bitmain tem efetivamente uma “licença para imprimir dinheiro”. Esta semana, analistas de Bernstein lançaram um relatório sobre as operações da Bitmain. Ele estima que a empresa chinesa tenha lucrado de US$3 a US$ 4 bilhões em 2017, somente no mercado de Bitcoin.

Áustria planeja nova regulação para criptomoedas e ICOs

A Áustria juntou-se à lista de países que planejam regular as criptomoedas e pretende usar o modelo de regras usado para as negociações que envolvem ouro e outros derivativos. A principal preocupação do governo é de reduzir as atividades de lavagem de dinheiro que utilizam criptomoedas. “As criptomoedas ganham importância na luta contra a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo”, afirmou Hartwing Loeger, ministro das finanças do país. “Precisamos de mais confiança e segurança”, completou.

Criptomoeda venezuela possui uma série de questões não respondidas

O El Petro, a primeira criptomoeda estatal do mundo, foi lançada a poucos dias e colocou a Venezuela entre as principais notícias mundiais do mercado de criptomoedas. A nação sul-americana anunciou que, apenas no primeiro dia, a pré-ICO institucional da moeda digital arrecadou cerca de US$735 milhões. No entanto o que Maduro e os funcionários do governo venezuelano ainda não esclareceram são as controvérsias que existem no projeto, como, por exemplo, a blockchain em que o Petro está sendo emitido. Confira.

Maioria dos bancos canadenses ainda permite a compra de criptomoedas com cartões de crédito

Enquanto muitos bancos norte-americanos têm revisado seus políticas, deixando de permitir que os seus clientes utilizem cartões de crédito para comprar criptomoedas, alguns importantes bancos do Canadá ainda permitem esse tipo de transação. Seguindo a mesma linha das entidades norte-americanas, o maior banco canadense, o TD Bank, também emitiu um comunicado informando que estaria “interrompendo o uso de seus cartões de crédito para a compra de criptomoedas”, mesmo assim a notícia não abalou outros bancos. Como foi o caso do Royal Bank of Canada, o segundo maior banco do país, que disse que continua permitindo a operação, porém em circunstâncias limitadas. O banco também alertou para a volatilidade do mercado de criptomoedas.

Johann Gevers renuncia ao cargo de presidente da Fundação Tezos

Johann Gevers, controverso presidente da Fundação Tezos, e o membro do conselho Diego Olivier Fernández Pons renunciaram formalmente aos respectivos cargos. Gevers travou uma série de intrigas com os fundadores da Fundação Arthur e Kathleen Breitman, que controlam a propriedade intelectual associada à Tezos através da sua empresa, Dynamic Ledger Solutions. A briga chegou a tal ponto que foi cogitado a realização de um fork antes mesmo do lançamento oficial da moeda. Ryan Jesperson, o novo presidente, e Michel Mauny foram nomeados unanimemente para o conselho de administração. A reestruturação aparentemente agradou os membro da comunidade que demonstraram seu otimismo nas redes sociais esperando que essas mudanças ajudem a colocar o projeto de volta nos trilhos.