Início Notícias Cripto Radar: as principais notícias de 22 de fevereiro de 2018

Cripto Radar: as principais notícias de 22 de fevereiro de 2018

546
0

Confira algumas das notícias mais importantes que circularam pelos veículos nacionais e internacionais:

Litecoin Cash foi lançado e seu interesse parece continuar baixo entre os investidores

O plano de lançar uma nova criptomoeda através de um hard fork na rede do Litecoin aconteceu durante o final de semana, porém o mercado não parece estar abraçando a nova moeda digital. Negociada por apenas US$5, com pouco mais de US$1 milhão em volume, a Litecoin Cash (LCC) é avaliado em apenas 2% do preço do projeto oficial Litecoin, a quinta maior criptomoeda do mundo e um das poucas para ver acumular US$1 bilhão em volume. Saiba mais.

Evento em São Paulo reúne empresários para falar de blockchain e criptomoedas

Nesta quarta-feira, 21 de fevereiro, ocorreu em São Paulo a primeira edição do LIDE Next Solutions. O evento que trouxe o tema “Blockchain e criptomoedas: o futuro das transações digitais” para importantes empresários da capital dos negócios do Brasil, contou com a presença de figuras influentes do ecossistema de criptomoedas brasileiro. Confira.

Estados Unidos prende fundador de bolsa de ações de empresas de criptomoedas

O dono da BitFunder, uma bolsa de ações de empresas relacionadas com criptomoedas, foi preso pelo governo dos Estados Unidos. As acusações contra Jon Montroll, também conhecido como “Ukyo”, foram reveladas nesta quarta-feira, 21 de fevereiro, pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos na sequência de uma investigação que envolveu o FBI e a SEC. A SEC está buscando acusações civis contra Montroll em uma ação separada, alegando que ele operou uma bolsa de valores não licenciada e investidores defraudados. Montroll foi preso quarta-feira, de acordo com o Departamento de Advogados dos Estados Unidos do Sul do Distrito de Nova York.

Deputado russo propõe a legalização das criptomoedas para atrair investidores estrangeiros

Sergey Zhigarev, presidente do Comitê Estatal de Política da Rússia, propôs, durante recentes audiências do parlamento russo sobre o desenvolvimento da economia digital, a legalização das criptomoedas. Zhigarev acredita que esta medida atrairia investidores estrangeiros, inclusive de países que impuseram sanções à Rússia. O deputado também observou que em breve as grandes empresas com suas próprias criptomoedas poderiam entrar no mercado, acrescentando que “testemunhamos o nascimento de um novo mercado, livre e aberto. É de se esperar que as empresas russas estejam envolvidas”.

App de mensagens arrecada US$850 milhões e avança na construção da sua criptomoeda

Nesta semana, o Telegram, aplicativo de mensagens, anunciou ter arrecadado mais de US$850 milhões apenas na primeira fase da sua oferta inicial de moeda (ICO, na sigla em inglês). Segundo Pavel e Nikolai Durov, seus desenvolvedores, a empresa pretende lançar a criptomoeda denominada TON. O montante arrecadado foi revelado pela Comissão de Valores Mobiliários e Câmbio dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) e especifica que apenas 81 investidores foram os responsáveis pelos fundos levantados.