Início Notícias Cripto Radar: as principais notícias de 19 de fevereiro de 2018

Cripto Radar: as principais notícias de 19 de fevereiro de 2018

546
0

Confira algumas das notícias mais importantes que circularam pelos veículos nacionais e internacionais:

Cotação do Bitcoin ultrapassa os US$11 mil pela primeira vez desde janeiro

O Bitcoin chegou a ser negociado a US$11.328 neste domingo, 18 de fevereiro, seu nível mais elevado desde 30 de janeiro, de acordo com dados da ferramenta CoinMarketCap. No Brasil, a moeda digital também atingiu seu pico máximo de preço a R$37.735 também no domingo, conforme dados da Bravenewcoin. Nesta manhã de segunda-feira, 19 de fevereiro, a criptomoeda viu seu preço cair levemente, e até o fechamento deste artigo era cotada a US$10.968 no mercado internacional e a R$36.591 no Brasil.

Lenovo solicita patente para validação de Blockchain

Um novo pedido de patente da Lenovo sugere que a empresa chinesa, e gigante do segmento de tecnologia, poderia procurar usar a tecnologia blockchain como parte de um sistema para verificar a validade dos seus documentos físicos. Em um documento divulgado pela U.S. Patent and Trademark Office, a Lenovo descreve uma configuração que utiliza assinaturas digitais codificadas em documentos físicos, que podem ser processados ??por computadores e outras máquinas, para verificar a legitimidade de um documento. O pedido foi enviado pela primeira vez em agosto de 2016, mostram registros públicos.

Indianos compram Bitcoin de outros países devido à regulação dentro do seu país

À medida que os regulamentação do mercado de criptomoedas começa a se intensificar na Índia, uma nova tendência está emergindo entre seus cidadãos: a compra de moedas digitais no exterior através de amigos ou parentes que vivem fora do país. Recentemente, o governo indiano prometeu que em breve será divulgado um novo quadro regulatório para as atividades envolvendo criptomoedas dentro do país. No início deste mês, o órgão responsável pela cobrança tributária emitiu avisos para 100 mil comerciantes de criptomoedas pedindo-lhes que paguem os impostos.

Demanda por Bitcoin dispara na Coreia do Sul

À medida que a demanda por Bitcoin retorna aos mercados, a Coreia do Sul volta a liderar o volume de negociação da moeda digital. O Bitcoin registrou um volume de negócios mensal elevado nas corretoras de criptomoedas do país conforme os receios em relação à repressão diminuíram e a confiança foi retomada no mercado de moedas digitais. O volume de transações de Bitcoin registrado nesta segunda-feira, dia 19 de fevereiro, foi o mais alto do mês, o que indica uma retomada do comércio de criptomoedas no país sul-coreano. Mais de 84.979 Bitcoins foram negociados, o que corresponde ao valor de US$1.152.614. Esta soma é maior do que o último pico de negociação atingido em 20 de janeiro, quando 80.829 Bitcoins foram transacionados. Esta evolução representa um aumento de mais de 100% do volume negociado comparado com o volume de três dias atrás, de 16 de fevereiro, que foi de 42.094 Bitcoins.

Sistema de garantia de investimentos em ICO é construído na Rússia

Um sistema para garantir os investimentos em ofertas iniciais de moedas (ICOs, na sigla em inglês) está sendo construído na Rússia pela Globex, uma subsidiária do banco comercial do banco estatal VEB, e pela Associação Russa de Criptomoedas e Blockchain. O mecanismo de proteção legal ainda não foi elaborado. O sistema, uma vez concluído, será testado por pelo menos três meses. Alexander Mineev, chefe do departamento da Globex para o desenvolvimento do comércio eletrônico e serviços bancários remotos, foi citado declarando que “o projeto começará em março, então a estratégia de seu desenvolvimento começará a ser elaborada”.