Início Notícias Cripto Radar: as principais notícias de 14 de fevereiro de 2018

Cripto Radar: as principais notícias de 14 de fevereiro de 2018

789
0

Confira algumas das notícias mais importantes que circularam pelos veículos nacionais e internacionais:

Preço do Bitcoin se mantém estável durante o Carnaval

O mercado das criptomoedas parece estar vivendo o seu período mais estável desde que iniciou o ano. Depois da audiência no Senado dos Estados Unidos que ocorreu na semana passada, o preço do Bitcoin retomou fôlego e voltou a ser cotado na casa dos US$8 mil. Durante o feriado de Carnaval no Brasil, o Bitcoin atingiu a cotação mais alta no sábado, dia 10 de fevereiro, chegando a valer US$9.050. No dia seguinte ele caiu levemente para em torno de US$7.900, mas logo se recuperou novamente voltando para a faixa dos US$8 mil. Até o fechamento deste artigo, a moeda digital era cotada a US$8.908, de acordo com dados da CoinMarketCap.

Coinbase comunica sobre implementação do SegWit, confusão entre Bitcoin Cash e Bitcoin e bloqueio de novos cartões de crédito

Nesta última terça-feira, 13 de fevereiro, a Coinbase, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo com sede nos Estados Unidos, emitiu um comunicado sobre alguns assuntos polêmicos levantados por seus clientes. A corretora comentou que em breve irá disponibilizar o SegWit para as transações de Bitcoin. Ela também incluiu uma tela em seu aplicativo que alerta seus clientes para que não enviem Bitcoin Cash, ou outras moedas digitais, para um endereço de Bitcoin, e que caso aconteça, os fundos serão perdidos. Por fim, a corretora comunicou o bloqueio da adição de novos cartões de crédito como opção de pagamento para a compra de Bitcoin.

Representante do Tesouro dos EUA clama por regulação global de criptomoedas

A subsecretária do Escritório de Terrorismo e Inteligência Financeira do Tesouro dos Estados Unidos convidou a comunidade internacional para fortalecer as regulações em torno das criptomoedas, com o intuito de proteger o sistema financeiro de segurança nacional, em um discurso nesta última terça-feira, 13 de fevereiro. “A falta de regulação de provedores de moedas digitais em todo o mundo exacerba os riscos de financiamento ilícito que utilizam criptomoedas. Atualmente, somos um dos únicos países importantes do mundo, juntamente com o Japão e a Austrália, que regulam estas atividades. Precisamos de muitos outros países seguindo o exemplo, para tornamos isso uma prioridade de alcance internacional.”

É hora de forkar: confira o que aconteceu com os inúmeros hard forks prometidos

Um artigo exclusivo publicado pelo Criptomoedas Fácil relaciona todos os hard forks que estavam previstos para acontecer na rede do Bitcoin desde o ano passado. Entenda como cada um deles prosseguiu desde as notícias de seu lançamento, como é possível resgatar as moedas subjacentes, quais carteiras dão suporte, entre outros.

Notícias sobre hard fork na rede do Litecoin faz com que o preço da moeda valorize 33% em 36 horas

O preço da Litecoin subiu consideravelmente nesta quarta-feira, 14 de fevereiro, em meio às notícias de que o primeiro hard fork na rede da criptomoeda deverá acontecer em breve. A criptomoeda chegou a ser cotada a US$216, de acordo com dados da CoinMarketCap, o que significa uma valorização de 33% nas últimas 36 horas e de mais de 100% em comparação com a baixa de US$106 registrada em 06 de fevereiro.