Início Notícias Cripto Radar: as principais notícias de 11 de abril de 2018

Cripto Radar: as principais notícias de 11 de abril de 2018

443
0
Roger Ver, chief executive officer of Bitcoin.com., speaks during a Bloomberg Television interview on the sidelines of the Shape the Future: Blockchain Global Summit in Hong Kong, China, on Wednesday, Sept. 20, 2017. Bitcoin will probably see another splintering off in November as miners and developers debate how best to scale the cryptocurrencys rapidly growing marketplace, Ver said. Photographer: Anthony Kwan/Bloomberg via Getty Images

Confira algumas das notícias mais importantes que circularam pelos veículos nacionais e internacionais:

Jesus do Bitcoin diz que ainda possui Bitcoins e não somente Bitcoin Cash

Um dos defensores mais sinceros do Bitcoin Cash, o token digital que surgiu a partir de uma bifurcação na rede do Bitcoin em agosto do ano passado, ainda detém parte das criptomoedas originais porque, bem, todo mundo sabe que é inteligente diversificar. Roger Ver, um antigo evangelista do Bitcoin cujo trabalho lhe valeu o apelido de Jesus do Bitcoin, expôs seu raciocínio na Bloomberg TV nesta terça-feira, 10 de abril. “Como qualquer investidor inteligente, eu não coloco todos os meus ovos na mesma cesta”, disse Ver, dono da Bitcoin.com, em uma entrevista da Bloomberg Invest Asia Conference em Hong Kong. “Então eu ainda possuo um pouco de Bitcoin, mas a grande maioria eu converti em Bitcoin Cash.”

Exchange promove pagamentos offline com criptomoedas na Coreia do Sul

A Bithumb, maior corretora de criptomoedas da Coreia do Sul, com um volume diário de aproximadamente US$245 milhões, está levando as moedas digitais para o “mundo real”, promovendo seu uso em atividades cotidianas, como a compra de mercados em máquinas de vendas automáticas. Durante esta semana, a exchange anunciou que seus quiosques no país sul-coreano estão também aceitando Bitcoin Cash. No final de março de 2018, a exchange fez uma parceria com a operadora de pagamento mobile Korea Pay’s Services, em uma tentativa de alcançar mais de 8 mil comerciantes em todo o país até o final do ano. A Coreia do Sul tem cerca de 200 marcas de franquias dispostas a experimentar pagamentos em criptomoedas. Espera-se que um piloto da parceria seja lançado em junho.

Bank of America diz que a bolha do Bitcoin já está estourando

Uma equipe de pesquisadores do Bank of America Merrill Lynch (BAML), um dos maiores bancos dos Estados Unidos, está argumentando que o Bitcoin é uma das “maiores bolhas de preço de ativos da história”. Em uma nota divulgada no último domingo, 08 de abril, a equipe liderada pelo estrategista-chefe de investimentos Michael Hartnett chegou ao ponto de categorizar o mercado atual, que já registrou uma correção de 60% até agora desde 2017, como uma bolha que já está estourando, informou a Bloomberg, agência de notícias internacional. O banco publicou um gráfico comparando o Bitcoin com famosas manias financeiras: a Mississippi Company e a South Sea Company no século XVIII, o ouro, o mercado de ações norte-americano em 1929 e a bolha holandesa das tulipas em 1637.

Hacker invade servidor de prefeitura no ES e pede resgate em Bitcoin

O servidor de informática da Prefeitura de São Gabriel da Palha, região Noroeste do estado do Espírito Santo, foi invadido e bloqueado. O invasor exigiu um pagamento em Bitcoin em troca da liberação. Os funcionários perceberam que na manhã desta última segunda-feira, 09 de abril, os sistemas de dados da prefeitura não estavam funcionando. Desta forma, descobriram que o servidor havia sido invadido. Ceia Ferreira, prefeita do município, disse que alguns serviços administrativos estão parados, mas a prefeitura funciona normalmente. A polícia civil informou que o sistema foi infectado e houve sequestro de dados. A investigação está em fase de recolhimento dos equipamentos para a perícia.

Mineradores de Bitcoin escolhem Quebec por sua energia limpa

Quebec, uma província predominantemente de língua francesa no leste do Canadá, abriga uma das maiores fazendas de Bitcoin na América do Norte. A corrida da criptomoeda está tomando conta, mas os ambientalistas estão cada vez mais preocupados com as implicações da mineração de Bitcoin à medida que o consumo de energia dispara. Para isso, a Hydro-Québec surgiu com o intuito de fornecer energia limpa para mineração de criptomoedas. Em 2016, a Hydro-Québec anunciou um plano para atrair investidores. Os mineradores de criptomoedas apresentaram propostas em setembro de 2017. A demanda esmagadora de energia das mineradoras de Bitcoin levantou questões sobre o quão bem a rede da Hydro-Québec pode atender às necessidades. Saiba mais.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!