Início Notícias Cripto Radar: as principais notícias de 10 e 11 de março de...

Cripto Radar: as principais notícias de 10 e 11 de março de 2018

399
0

Confira algumas das notícias mais importantes que circularam pelos veículos nacionais e internacionais durante o final de semana:

Relatório mostra que o Egito está minerando criptomoedas nos computadores dos cidadãos do país

O Citizen Lab, um laboratório interdisciplinar da Universidade de Toronto, publicou um relatório na última sexta-feira, 09 de março, sugerindo fortemente que o Egito tem minerado, secretamente, criptomoedas nos computadores dos cidadãos do país. O relatório explicou que os dispositivos Sandvine / Procera Networks Deep Packet Inspection (DPI) foram usados ??”para arrecadar dinheiro secretamente através de anúncios afiliados e de mineração de criptomoedas no Egito”. Além disso, o laboratório também descobriu que o software está instalando pelo menos um script de mineração de criptomoedas, o Coinhive, que está prontamente disponível para minerar a Monero, criptomoeda cuja principal característica é a privacidade. Saiba mais.

Banco Central da China não descarta a criação de uma moeda digital estatal

Zhou Xiaochuan, presidente do Banco Popular da China (PBoC, na sigla em inglês), disse que o desenvolvimento de uma moeda digital apoiada pelo banco central é “inevitável”. No entanto, não é certo se essa moeda digital assumirá a forma de uma criptomoeda ou se alguma outra inovação tecnológica será a base dessa moeda, disse Xiaochuan em alguns declarações na última sexta-feira, 09 de março. Qualquer potencial desenvolvimento de uma moeda digital seguirá as necessidades que a China acredita que deve ser cumprida, disse ele. A primeira necessidade, explicou, é que qualquer moeda digital deve se concentrar em “conveniência, rapidez e baixo custo em um sistema de pagamento de varejo, levando em consideração a segurança e a proteção da privacidade”.

Ripple ganha a atenção do mercado financeiro, mas o que realmente são seus produtos?

Os anúncios que envolvem a criptomoeda Ripple tem se multiplicado ao longo dos últimos meses, associando a startup norte-americana com os maiores players do mercado financeiro. Money Gram, Itaú, Santander, Febraban, American Express e BBVA são apenas algumas das instituições que têm feito testes com os produtos em blockchain da Ripple. Diferente de outras blockchains, como a do Ethereum na qual é possível transacionar todos tipos de dados, na blockchain da Ripple somente dados relacionados a valores são possíveis de serem transacionados. Isso ocorre através de três produtos em blockchain e todos, segundo a empresa, trazem benefícios como rapidez na liquidação de pagamento, rastreabilidade em tempo real dos fundos transacionados, baixos custos operacionais e liquidez e conectividade entre diferentes redes de pagamentos. Confira.

Hackers tentam atacar 400 mil computadores com vírus relacionado à mineração

Mais de 400 mil computadores pessoais foram atacados em uma tentativa em larga escala para distribuir o malware (vírus) relacionado à mineração de criptomoedas. Os hackers usaram trojans sofisticados para infectar PCs, principalmente na Rússia, mas também na Turquia, Ucrânia e outros países. O assalto coordenado durou mais de 12 horas. Saiba mais.

Muitas ICOs enfrentarão ações judiciais coletivas

Neste mês, um escritório de advocacia chamado Polsinelli LPP publicou um estudo chamado “Cryptocurrency Class Action Lawsuits: A New Frontier” (em português algo como “Processos judiciais coletivos em criptomoedas: uma nova fronteira”), que explica que as ofertas iniciais de moedas (ICOs, na sigla em inglês) provocarão um grande número de processos judiciais contra projetos e negócios relacionados às criptomoedas. Michael Foster, Mark Olthoff e Richard Levin, pesquisadores da Polsinelli, explicaram que o Bitcoin e o Ethereum são geralmente usados para captar dinheiro através dos projetos de ICOs.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!