Início Notícias Cripto Radar: as principais notícias de 10 de abril de 2018

Cripto Radar: as principais notícias de 10 de abril de 2018

549
0

Confira algumas das notícias mais importantes que circularam pelos veículos nacionais e internacionais:

Hyperledger está se abrindo vagarosamente para ICOs

Embora as empresas em geral tenham sido mais conservadoras quando se trata de criptomoeda, um dos principais participantes do mercado, o consórcio Hyperledger, parece estar abrindo seu código para objetivos mais ousados. Revelado exclusivamente para a CoinDesk esta semana, a Fundação Sovrin, criadora da base de código Hyperledger Indy para gerenciamento de identidade digital (e membro do grupo Hyperledger desde 2016), pretende tornar-se uma das primeiras a levantar dinheiro lançando um token criptográfico usando o código do consórcio, seguindo com eficácia uma promessa descrita pela primeira vez em um white paper no ano passado. Essa notícia pode ser uma surpresa para aqueles que têm seguido o consórcio Hyperledger desde que foi lançado pela Linux Foundation em 2015, na época buscando fornecer um repositório para muitas bases de códigos de blockchain privadas em desenvolvimento de empresas como a IBM.

Coinbase pede aprovação da SEC para tornar-se corretora licenciada

A Coinbase fez movimentos para se registrar na Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) como uma corretora licenciada e uma plataforma de negociação eletrônica, de acordo com o Wall Street Journal. A empresa sediada em São Francisco é uma das maiores plataformas do mundo para negociar Bitcoin e outras criptomoedas. Atualmente, é avaliada em US$1,6 bilhão. A empresa se recusou a comentar oficialmente o pedido, mas o relatório indica que representantes da Coinbase se reuniram com autoridades da SEC nas últimas semanas para iniciar o processo de registro na agência. Este passo permitiria que a Coinbase adicionasse tokens digitais que a SEC governou como títulos e poderia aumentar a aposta de que outras exchanges sigam o exemplo e registrem-se também.

São Paulo recebe evento europeu de Blockchain em maio

A tecnologia por trás das transações de criptomoedas, como o Bitcoin, já vem sendo debatida e difundida em eventos pelo mundo. No ano passado, aconteceu em Lisboa a primeira edição da Blockspot Conference e, agora, o evento se prepara para ser realizado em São Paulo nos dias 28 e 29 de maio. Esta foi a primeira conferência sobre o Blockchain na Península Ibérica e, para 2018, o objetivo é realizar três eventos em diferentes partes do mundo (Brasil, Singapura e Portugal). De acordo com Filipe Boldo, fundador da Blockspot Media (empresa que organiza o evento), o papel da conferência é “conectar e educar pessoas em torno dessa nova onda de serviços que o Blockchain tornou possível”. Como a edição de São Paulo será a única realizada na América Latina, a intenção é receber visitantes de vários países além do Brasil.

Twitter gera teorias de conspiração após suspender a conta @Bitcoin

As teorias de conspiração estão se espalhando por toda a comunidade de criptomoedas depois que o Twitter suspendeu a conta @Bitcoin da sua plataforma durante o último final de semana. Durante os dias 07 e 08 de abril, a conta Twitter @Bitcoin, que é administrada por um usuário anônimo, foi brevemente assumida por dois usuários, um deles afirmando ser turco e outro alegando ser russo. O hack alegado levou a plataforma de mídia social a suspender a conta antes de entregá-la ao proprietário anterior na tarde desta segunda-feira, 9 de abril. A conta @Bitcoin tinha mais de 821 mil seguidores, mas quando foi finalmente recuperada, faltavam cerca de 750 mil seguidores. O Twitter parece estar lentamente restaurando-os. Sobre o incidente, um porta-voz do Twitter disse. “Não comentamos sobre contas individuais, então nada a declarar”. O usuário por trás do @Bitcoin claramente discorda: “Gostaria de saber por que minha conta foi entregue a outra pessoa e, quando ela é restabelecida, estou perdendo 750 mil dos meus seguidores.”

Deloitte nomeia nova chefe de blockchain

A Deloitte, uma das maiores empresas de consultoria e auditoria do mundo, tem uma nova líder de blockchain. Após a saída de Eric Piscini do cargo, Linda Pawczuk, que anteriormente dirigiu os projetos de blockchain do setor de seguros da empresa, estará participando como nova chefe do grupo Blockchain da Indústria de Serviços Financeiros da Deloitte nos EUA, anunciou a empresa nesta terça-feira, 10 de abril. Pawczuk vai trabalhar no avanço da agenda blockchain da Deloitte, disse o porta-voz Chris Faile. Para este fim, ela trabalhará “criando novos modelos de negócios, interrompendo os processos de negócios existentes e colhendo as tecnologias subjacentes e os participantes do ecossistema para construir soluções com clientes e indústrias”, disse ele.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!