Confira algumas das notícias mais importantes que circularam pelos veículos nacionais e internacionais:

Preço do Bitcoin dispara e atinge máxima de R$47 mil no mercado brasileiro

A poucos dias do lançamento dos contratos de futuros de Bitcoin nos Estados Unidos, o preço da moeda digital atingiu a maior alta de todos os tempos, batendo recordes tanto no mercado nacional quanto no mercado internacional. No Brasil, o Bitcoin chegou a ser negociado por até R$47 mil, ou cerca de US$14,5 mil, nas principais corretoras de criptomoedas do mercado, de acordo com dados da ferramenta BitValor. O volume de negócios nas últimas 24h supera os R$100 milhões. O destaque é para a corretora Mercado Bitcoin que tomou a liderança em termos de volume da Foxbit neste dia 6 de dezembro.

Mercado Futuro de Bitcoin cria incertezas no mercado

Durante os últimos meses, o mercado de futuros de Bitcoin tem sido notícia. É inegável que o fato de que a inclusão do Bitcoin em algumas das maiores bolsas de derivativos do mundo oferece à moeda digital uma credibilidade institucional única e incrível. O mercado não tem religião e nem ideologia, a ele interessa tudo aquilo que pode ser capitalizado, monetizado e convertido em lucro. Por isso nos perguntamos: será que os touros de Wall Street estão realmente interessados na ideia do Bitcoin e em toda sua filosofia, ou estão apenas desenvolvendo uma forma de ganhar mais dinheiro ainda? Para o investidor comum o que esse tal de mercado futuro pode significar? Um artigo de Lanre Sarumi, publicado pela Coindesk, agência de notícias especializada em cripto, tenta responder algumas destas questões.

Blockchain poderia revolucionar a dinâmica de votação e as eleições

O artigo de opinião publicado pelo The Business Journal comenta sobre como a tecnologia Blockchain poderia auxiliar os países em suas dinâmicas de votação e nas eleições. Existem diversos segmentos que têm procurado estudar a tecnologia para integrá-la em suas estruturas, deixando de ser algo restrito às finanças e passando a servir também para áreas de saúde, de identificação de pessoas e agora para as eleições. O uso da tecnologia pode diminuir os casos de fraude e de manipulação de votos, além de permitir uma maior participação dos eleitores. Confira na íntegra.

Bolsa de Tóquio se prepara para lançar contratos futuros de Bitcoin

Uma das principais bolsas de derivativos do Japão iniciou os preparativos para lançar contratos futuros de Bitcoin, criando concorrência às bolsas dos Estados Unidos que anunciaram o lançamento do produto ainda este mês, de acordo com um artigo publicado pela Bloomberg, agência de notícias norte-americana. A Tokyo Financial Exchange Inc., que tem bancos como JPMorgan e Barclays Bank como parceiros comerciais, planeja criar um grupo de trabalho para estudar criptomoedas em janeiro do próximo ano, disse Shozo Ohta, diretor executivo da empresa, durante uma coletiva de imprensa na semana passada. Dentre algumas exigências, estaria a alteração na legislação de valores mobiliários do país, disse Ohta. No Japão, a formação de um grupo de trabalho significa, tipicamente, o primeiro passo para a elaboração de novas leis.

Famoso trader de Wall Street diz que o Bitcoin é parecido com a prata na década de 70

A história do Bitcoin é muito semelhante à da prata que ocorreu há quase 40 anos, disse Mark Fisher, renomado negociante de Wall Street, durante uma entrevista à CNBC nesta última terça-feira, 06 de dezembro. “A razão pela qual as pessoas são atraídas pelo Bitcoin é porque elas querem algo que realmente moveu-se dramaticamente”, disse Fisher, fundador e CEO da MBF Clearing. “É o assunto que todos os taxistas estão comentando atualmente”, completou. “Bitcoin é hoje o que a prata foi no final dos anos 70 e 80”, afirmou o trader.

loading...