Início Notícias Cripto-milionário cria exoesqueleto igual ao Dr. Octopus do Homem-aranha para menino com...

Cripto-milionário cria exoesqueleto igual ao Dr. Octopus do Homem-aranha para menino com deficiência

969
0
Cripto-milionário cria exoesqueleto igual ao Dr. Octopus do Homem-aranha para menino com deficiência

Enquanto alguns dos cripto-milionários visam construir cidades utópicas com criptomoedas e blockchain e desfilar com carros de luxo em conferências, como na Consensus que aconteceu em Nova York em maio, outros desejam investir sua fortuna em projetos que podem beneficiar e dar uma nova vida às pessoas comuns que nunca participaram do mercado de criptomoedas. Esse é o caso de Erik Finman, hoje, um adulto que fez fortuna com o Bitcoin, quando, aos 12 anos, comprou cerca de 400 Bitcoins ainda em 2011. Na ocasião, a criptomoeda valia apenas US$12.

Finman financiou o desenvolvimento de um exoesqueleto, semelhante ao do Dr. Octopus, vilão da série Homem Aranha, para ajudar uma criança de 10 anos que sofre de uma síndrome de hipermobilidade articular, problema que causa diversas limitações ao menino. Aristou Meehan, o menino com a síndrome, é filho de amigos da família de Finman.

“Ele [Meehan] chegou com a ideia – porque é um grande fã de quadrinhos e do Homem-Aranha – de ter seu próprio traje do Dr. Octopus. Ele disse que resolveria os problemas. Achei que aquilo foi tão inteligente e doce. Para mim, teria sido muito bom se alguém tivesse me ajudado quando eu tinha essa idade”, disse a família de Finman.

A proposta é que a estrutura de braços mecânicos, que contém micro-controladores acoplados na parte traseira, aumentem as habilidades de seus usuários, no caso, do menino Meehan. O dispositivo, criado em uma impressora 3D, funciona por meio de uma luva que interage com o equipamento através de comandos feitos pelos dedos.

Finman, que é apaixonado por robótica, já pensa em transformar a ideia e desenvolver novas habilidades para o traje e novas aplicações para o exoesqueleto, como a possibilidade de usá-lo para levantar um carro, talvez um uso mais direcionado à indústria bélica do que o inicial proposto pelo pequeno Meehan que queria apenas ter a possibilidade de segurar objetos.

COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã