Início Notícias Coreia do Sul deixa de ter contas de criptomoedas anônimas

Coreia do Sul deixa de ter contas de criptomoedas anônimas

405
0
Contas anônimas não são mais permitidas na Coreia do Sul

A Coreia do Sul começou a converter as contas digitais de criptomoedas existentes, até então anônimas, em contas nominais nesta última terça-feira, 30 de janeiro, conforme determinado pelo governo do país.

A implementação desta nova medida acaba efetivamente com o “uso de contas bancárias anônimas em transações evitando que as moedas digitais sejam usadas para lavagem de dinheiro e outras atividades ilegais”, afirmou Yonhap, jornal sul-coreano.

Até agora, seis grandes bancos do país estão participando desta nova medida: Shinhan Bank, Nonghyup Bank, Banco Industrial da Coreia, Kookmin Bank, Hana Bank e Gwangju Bank.

“A abertura de contas de criptomoedas foi banida durante semanas enquanto os bancos instalaram o sistema, o que garante que apenas contas bancárias nominais e contas correspondentes em corretoras de criptomoedas estejam disponíveis para depósitos e saques”, dizia a publicação do site de notícias.

“Estrangeiros e investidores menores de idade estão proibidos de abrir contas de criptomoedas na Coreia do Sul”, completou a publicação, acrescentando que “o novo sistema também exige que as corretoras de moedas digitais compartilhem dados de transações de usuários com os bancos”. Os negociadores de criptomoedas com contas digitais já existentes, portanto ainda anônimas, serão multados caso continuem utilizando tais contas.

O mercado prevê que ocorrerão muitos pedidos de abertura de novas contas após a introdução do sistema de conta nominal, de acordo com Maekyung, site de notícias do país. No entanto, no primeiro dia de adoção da nova medida, o site observou que os bancos estão vivenciando poucas mudanças em relação ao ano anterior, acrescentando que apenas alguns clientes podem ter aberto contas online.

A Korea Business, agência de notícias sul-coreana, explica que “a verificação de nome real só é possível se houver uma conta nominal no banco correspondente à conta que a pessoa usa na corretora de criptomoedas”. Para abrir uma nova conta bancária para realizar transações com criptomoedas, os clientes “devem enviar seus documentos ao banco, como folha de pagamento, contas de serviços públicos, pagamentos com cartão de crédito”, detalhou a agência.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!