Início Notícias ConsenSys junta-se à AMD para desenvolver nuvem baseada em blockchain

ConsenSys junta-se à AMD para desenvolver nuvem baseada em blockchain

112
0
ConsenSys junta-se à AMD para desenvolver nuvem baseada em blockchain

Segundo a publicação da Coindesk, a ConsenSys está em parceria com a fabricante de chips de computadores AMD para desenvolver uma nova infraestrutura de computação em nuvem baseada na tecnologia blockchain.

A startup anunciou na última sexta-feira, 04 de janeiro, que estava trabalhando com a Halo Holdings, empresa de investimentos da AMD e de Abu Dhabi, no W3BCLOUD, uma arquitetura de computação em nuvem suportada pelo hardware de computação da fabricante, projetado especificamente para suportar aplicativos descentralizados.

A ConsenSys fornecerá conhecimentos sobre como as transações de blockchain podem precisar ser processadas, bem como os casos de uso, por meio dessa parceria.

Em um comunicado, o diretor de gerenciamento de produtos da AMD para a tecnologia blockchain Jerog Roskowetz explicou que a gigante da tecnologia proporcionaria à ConsenSys acesso a “tecnologias de hardware de alto desempenho capazes de ampliar e proliferar redes e serviços descentralizados”.

Por sua vez, a plataforma deve atender à uma demanda crescente de grandes empresas e agências governamentais que queiram usar a tecnologia para dar suporte a identidades inteligentes, datacenters corporativos, rastreamento de identidade de saúde, licenciamento e soluções de gerenciamento da cadeia de suprimentos, acrescentou.

No comunicado, o fundador da ConsenSys Joe Lubin disse que o aumento do poder de computação das redes blockchain usando a tecnologia AMD ajudará a “adoção escalável de sistemas descentralizados emergentes em todo o mundo”, acrescentando:

“A combinação de hardware e software dará força à uma nova camada de infraestrutura e permitirá uma proliferação acelerada das tecnologias blockchain.”

Os chips da AMD têm sido populares na execução de redes blockchain, em particular por clientes de varejo que buscam por criptomoedas. Até 10% da receita trimestral da AMD veio do espaço de mineração de criptomoedas, informou a empresa no ano passado, no entanto, as vendas para mineradoras caíram para níveis “insignificantes” até o final de 2018.

Dito isto, a empresa já havia lançado atualizações de software para seus equipamentos de mineração especificamente destinadas a reforçar os processos envolvendo blockchain.

Compre e Venda Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Decred de maneira simples, rápida e segura !!CLIQUE AQUI