mineração

Mercado bagunçado, os preços com amplas variações e a gente querendo fazer uma mineração de maneira eficiente e lucrativa, tentando manter seu Hashrate dentro dos constantes aumentos de dificuldade, e o mercado de GPUs super concorrido, tanto por mineradores quanto por gamers, pois o recurso é comum.

Depois da Asus anunciar placas de vídeo voltadas para mineração de criptomoedas, a Nvidia chegou com  uma alternativa para satisfazer ambos os mercados consumidores de GPUs deixando as placas GTX para os gamers e lançando uma linha exclusiva para mineração.

Apresentando o Nvidia P106-100

A Nvidia apresenta a GPU P106-100 que é baseada na GPU Nvidia GP106 normalmente conhecida como (GeForce GTX 1060). É basicamente o mesmo cartão com algumas modificações e peculiaridades.

mineração

A versão mining (P106-100) não apresenta nenhuma saída de exibição e não possui placa traseira.

mineração
MSI P106-100 Miner

Além disso, as especificações são o que você provavelmente esperava onde a nova GPU possui memória de vídeo GDDR5 de 6 GB com um clock de 1506 MHz que pode chegar em overclock até 1708 MHz. O conector de alimentação de 6 PIN permanece o mesmo.

O que esperar do Hashrate

Segundo testes reportados devemos esperar quase o mesmo que as GTX 1060.

Claymore:

  • 20 MH/s @ 750 W – Clock básico
  • 24 MH/s @ 830W – Memória de 800 MHz e overclock de núcleo de 100 MHz

EWBF ZCash Miner:

  • 290 Sol/s @ 830W – Clock básico
  • 310 Sol/s @ 830W – Em Overclock de 200MHz

Esta versão P106-100 funciona como um cartão regular GTX 1060 de 6GB, como podemos observar. O Modelo “miner” não significa que seja melhor na mineração do que a sua contraparte de jogo (a GTX 1060). O mesmo acontece com o desempenho quanto ao consumo de energia.

E o preço?

É difícil comparar os preços hoje, primeiro pela enorme demanda de GPUs de mineração que fez com que a GTX 1060 dobrar de preço, e segundo devido ao recente lançamento mas segundo consta nos EUA estão custando cerca de 30-40% mais em conta que a GTX.

Conclusão

Todos concordamos que a ausência de saídas de exibição é uma desvantagem vantajosa. Pois quando o minerador optar por deixar a mineração esta GPU somente servirá para mineradores entrantes de certa maneira esse fato afeta negativamente o ROI da placa. Além disso, espera-se que estas edições “miner” tenha um período de garantia mais curto, o que definitivamente também não é bom. É quase certo que a garantia será apenas de 1 ano ao invés dos 3 anos. Mas a versão “miner” deve ser mais durável do que sua contraparte gamer. Graças aos seus ventiladores de rolamento duplo e sistema de resfriamento resistente à poeira, feitos para funcionar 24/7 por meses sem parar.

loading...
COMPARTILHAR

ePavanatti – Engenheiro alucinado por tecnologia e adepto da façocracia. – Gostou do meu conteúdo e quer me apoiar, pague-me uma cerveja 17wQ6RRKgqrYaeha5gTWgaQimMgRGqXjbC

  • PauloB.83

    Radeon da AMD, ainda é superior para mineração

  • Pingback: Conheça as GPUs da Nvidia para mineração de criptomoedas | Traderize()

  • Acácio Da Rosa Florentino

    830W numa só placa de vídeo… tem algo errado aí no artigo, obviamente.

    • Marcos Souza Junior

      exato. a 1060 chega no maximo a 120 W

  • Carlos Ramon S S

    Gostei da oferta de pagar-me uma cerveja. kkk