Início Notícias Confira as criptomoedas que valorizaram e que desvalorizaram em outubro

Confira as criptomoedas que valorizaram e que desvalorizaram em outubro

780
0
Confira as criptomoedas que valorizaram e que desvalorizaram em outubro

Durante oito meses, o mercado de criptomoedas desvalorizou, e outubro não foi exceção, com queda de 9,4% no valor total do mercado. Isso resultou na perda de mais de US$20 bilhões durante o mês. A maior baixa do mês, ocorrida numa sexta-feira, 12 de outubro, na qual o mercado chegou a valer US$197 bilhões, não foi tão profunda quanto a queda de setembro, mas muito próxima. No final de outubro, o marketcap girava em torno de US$200 bilhões, uma queda de 75% em relação à alta de janeiro. A tendência de baixa ainda é muito clara, mas as perdas diminuíram, indicando que um limite pode estar próximo.

O Bitcoin perdeu terreno em outubro, começando o mês valendo pouco mais de US$6.600 e terminando valendo US$6.320. Esse declínio de 4,5% não é tão ruim quanto parece, uma vez que o BTC está acima do nível de US$6 mil há um ano. A principal criptomoeda do mercado percorreu um longo caminho nos últimos dez anos e alguma estabilidade é bem-vinda.

Criptomoedas valorizadas em outubro

Tron foi uma das criptomoedas “vencedoras” em outubro, afinal o token fechou o mês valendo US$0,222, tornando-se a primeira moeda digital da lista que não terminou o mês pior do que iniciou.

A criptomoeda Maker também conseguiu passar do tumultuado mês com uma valorização de 21%, saindo de US$495 para cerca de US$ 600 no final de outubro. O Bitcoin Gold sobreviveu sem perdas, começando e terminando o mês em US$26. 0x também fez ganhos durante o mês, terminando 17% acima, saindo de US$0.654 para US$0.767.

A Decred foi outra sobrevivente sem perdas permanecendo em US$39 no final do mês.

Criptomoedas desvalorizadas em outubro

O Ethereum perdeu 15% durante outubro, começando em US$232 e terminando em US$197. São os níveis mais baixos do ETH desde julho de 2017 e nenhuma recuperação parece vir ainda. O valor de mercado da criptomoeda está em torno dos US$20 bilhões, com a segunda maior criptomoeda do mundo tendo perdido quase US$4 bilhões no mês passado.

O XRP mostrou alguma promessa nas últimas semanas, mas isso não impediu a perda total de 25% no mês. O XRP terminou o mês em US$0,44 depois de começar outubro muito perto de US$0,60.

O Bitcoin Cash também foi abatido em outubro com uma queda de 21%, de US$534 para US$422. E a EOS também não escapou. Uma queda de 10% fez o token EOS cair de US$ 5,78 para US$5,20 durante o mês.

A Stellar também terminou outubro com uma queda de 15%, de US$0,26 para US$0,22. A Litecoin se saiu ainda pior com uma queda de 18%, de US$61 para pouco menos de US$50 no final do mês. A Cardano não fez um ganho este ano e apresenta uma das piores performances dentre as principais criptomoedas.

As coisas foram tão ruins em outubro que até mesmo o Tether teve prejuízo, caindo abaixo de seu preço em dólar para um mínimo de US$0,958. Também está nessa lista a Monero, que caiu de US$116 para US$104, resultando em uma perda de 10%.

Indo mais para baixo no gráfico, as perdas foram maiores, com a Iota, por exemplo, registrando uma perda de 20% em outubro. A Dash também sofreu queda de 18%, Binance Coin caiu 6% e Neo na 15ª posição também perdeu 20%.

As perdas foram maiores para o Ethereum Classic, que caiu 21%, Nem só caiu 6%, Tezos caiu 12%, assim como Zcash, e a VeChain foi trucidada em quase 22% em outubro.

No final de outubro, as coisas estavam ruins para a maioria das criptomoedas, com perdas generalizadas.

Resumidamente, as únicas criptomoedas que valorizaram em outubro foram Tron, Maker, 0x e Bitcoin Gold. Já as criptomoedas que desvalorizaram 20% ou mais foram: XRP, Bitcoin Cash, Cardano, Iota, Neo, Ethereum Classic e VeChain.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!