Início Notícias Confira a performance das criptomoedas em novembro; Um terço do mercado é...

Confira a performance das criptomoedas em novembro; Um terço do mercado é eliminado

106
0
Confira a performance das criptomoedas em novembro; Um terço do mercado é eliminado

Novembro foi, sem dúvida, o pior mês do ano para o mercado de criptomoedas. Ele marca o nono mês deste ano que o mercado caiu e o declínio mais acentuado no período de um mês por cerca de quatro anos. Mais de US$70 bilhões, ou um terço do mercado, foram eliminados em novembro, levando todas as altcoins a seus níveis mais baixos por mais de um ano.

Segundo o artigo publicado pela News BTC, o Bitcoin teve seu pior mês dos últimos sete anos, caindo cerca de 35% durante o período de 30 dias. Começando o mês em mais de US$6.500 em 01 de novembro, o Bitcoin despencou para cerca de US$4.280 até o final do mês. O BTC atingiu a maior baixa do ano quando chegou a ser cotado a US$3.600 no dia 25, registrando um recorde de desvalorização de 45% em menos de 15 dias.

A dor do Ethereum foi ainda maior, pois a criptomoeda atingiu uma baixa de cerca de US$100, que não vivenciava há 18 meses. O ETH chegou a cair mais de 50% desde sua maior alta do mês e, ao longo de todo novembro, a perda foi de cerca de 42%, caindo de US$200 para US$115.

O XRP poderia ser considerado como um dos sobreviventes do mês, afinal ele passou a ocupar o segundo lugar no ranking das maiores criptomoedas do mercado, fazendo com que o Ethereum caísse para a terceira posição. Em comparação com as demais criptomoedas, o XRP se saiu relativamente bem com uma perda de apenas 15% ao longo do mês. A Stellar também tem sido mais resistente que o resto das criptomoedas ao ocupar a quarta posição no ranking, desbancando o Bitcoin Cash. O XLM perdeu pouco menos de 30% em novembro, o que supera o Bitcoin e o Ethereum.

O Bitcoin Cash não teve tanta sorte ao ganhar 60% em novembro. O BCH começou o mês valendo mais de US$420 e terminou perto de US$170. A grande briga originada do hard fork e da guerra de hash não favoreceu nem um pouco a criptomoeda.

A EOS também foi uma grande perdedora em novembro, com uma perda de 45%, passando de US$5,20 para US$2,87. Da mesma forma, a Litecoin desvalorizou em torno de 36% durante o mês, caindo de US$50 para US$32. Mesmo as stablecoins, como o Tether, não estavam imunes, uma vez que o USDT desvalorizou e atingiu a mínima de US$0,951 no início do mês e depois caiu para US$0,975 mais seis vezes durante o mês.

A Cardano está rapidamente caindo no gráfico, com um despejo de 45%. A Monero caiu uma porcentagem semelhante, também perdendo posições no ranking das criptomoedas.

Tron caiu em torno de 36% em novembro, Iota perdeu 38% e Dash perdeu quase 40%. Nem não se saiu muito mal, pois só caiu 18%, mas a Binance Coin desvalorizou 46%, da mesma forma que o Ethereum Classic perdeu 47%. Neo perdeu 49% e Zcash reduziu 30%.

A maioria das criptomoedas atingiu seus níveis mais baixos durante esse mês de novembro. Apenas algumas das principais altcoins conseguiram limitar as perdas a menos de 30% e essas foram XRP, XLM e NEM. Os maiores perdedores entre as 10 principais criptomoedas foram Ethereum, Bitcoin Cash, EOS e Cardano.