Início ICO Como as tecnologias IoT e blockchain da Pavo podem ajudar a China...

Como as tecnologias IoT e blockchain da Pavo podem ajudar a China a alcançar seus ambiciosos objetivos agrícolas

456
0
Como as tecnologias IoT e blockchain da Pavo podem ajudar a China a alcançar seus ambiciosos objetivos agrícolas

A economia da China tem sido uma das que mais crescem no mundo e, desde 1978, o país tem como alvo implementar o desenvolvimento e a reforma agrícolas para ajudar a aumentar o rendimento das plantações e os padrões de vida de seus agricultores e trabalhadores rurais. De acordo com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o país ocupa o primeiro lugar mundial na produção de cereais, algodão, frutas, legumes, carne, aves, ovos e produtos da pesca. De acordo com a FAO, atualmente, a principal prioridade da China é continuar a promover o desenvolvimento agrícola sustentável e resiliente às alterações climáticas. É aí que a equipe da Pavo, a solução de IoT e blockchain para o setor agrícola, acredita que ela pode desempenhar um papel importante em ajudar o país a alcançar a eficiência agrícola ideal que, por sua vez, aumentará a economia crescente do país.

As outras prioridades do país incluem não apenas aumentar a produção agrícola sem colocar mais pressão ecológica sobre a terra – incluindo a contenção da degradação dos pastos, melhorando o uso de fertilizantes e produtos químicos – mas também aumentando o bem-estar dos agricultores e demais trabalhadores do campo. Uma das melhores maneiras de atingir esses objetivos é que os países combinem novas tecnologias com os métodos tradicionais de cultivo. Em outras palavras, o futuro mais eficaz da AgTech será aquele que aprimora o conhecimento local adquirido por gerações de produtores, ao mesmo tempo em que oferece aos agricultores ferramentas acessíveis que podem ajudá-los a prever e adaptar-se às diferentes condições de crescimento. Essa é a filosofia que impulsiona a equipe de desenvolvimento da Pavo. A empresa introduziu recentemente um produto que atende às necessidades exclusivas dos agricultores modernos, já em lançamento nos EUA.

A equipe da Pavo tem uma profunda compreensão de casar antigas técnicas agrícolas com tecnologia, uma vez que originalmente criaram seu sistema IoT para ajudar os produtores de avelã na Turquia a lidar com as consequências de eventos climáticos severos quatro anos atrás. Seu software proprietário permite que os agricultores prevejam a produção total de avelã modelando as respostas de cada árvore individual ao seu ambiente local. Enquanto sua modelagem compara previsões com dados coletados ao longo de 10 anos, o sistema da Pavo também incorpora estimativas para as condições atuais do clima, de modo que a metodologia pode ser estendida para identificar padrões de condições que sejam mais favoráveis ​​a rendimentos mais altos. A tecnologia mapeia praticamente qualquer cultura agrícola. O CEO e co-fundador da empresa, Erhan Cakmak, explica:

“Nossa plataforma rastreia informações e as utiliza para otimizar todo o ciclo de crescimento, garantindo que as medições vitais da cultura permaneçam dentro dos intervalos ideais. Nossos cientistas de dados fizeram modelagem preditiva que mostra aumentos significativos no rendimento podem ser alcançados, independentemente da cultura, através da implementação do Pavo em epicentros agrícolas como a China, por exemplo.”

A Pavo está liderando o caminho no ecossistema AgTech, combinando a tecnologia blockchain com sua tecnologia IoT comprovada para fornecer um sistema confiável e robusto que escala para pequenos e grandes agricultores. Sua solução de gerenciamento de software como serviço, desenvolvida pela Machine Learning, coleta dados e permite que os produtores monitorem, analisem e otimizem condições de crescimento específicas a qualquer momento, de qualquer lugar do mundo, por meio de interfaces de usuário baseadas na web e em dispositivos mobile. A Pavo permite que eles tomem ações importantes e necessárias com base nas necessidades reais.

O componente blockchain da plataforma também faz a curadoria de todo o processo de crescimento, rastreando tudo de forma transparente, desde a seleção de sementes e a otimização do crescimento, até as condições ideais de remessa, armazenamento e entrega final.

Outro fator que a FAO identificou como sendo chave no sucesso agrícola da China até agora são os esforços do país para construir intercâmbio agrícola e cooperação com as principais organizações agrícolas internacionais em mais de 140 países. A tecnologia da Pavo facilita esse tipo de colaboração entre agricultores por todo o mundo. Sua plataforma permite que os produtores registrem, monitorem e relatem práticas de produção em tempo real. Enquanto isso, os agricultores podem analisar atividades como plantio e registros de pulverização, acompanhar os custos de mão-de-obra e garantir que os protocolos de envio adequados sejam atendidos. A transparência inerente da tecnologia blockchain significa que os agricultores individuais podem firmar-se como fornecedores garantidos de produtos de alta qualidade.

A China tem como objetivo ser líder global em enfrentar os desafios de alimentar uma população crescente, ao mesmo tempo em que atenua a pressão ecológica e aumenta a renda dos agricultores e demais trabalhadores do campo. Com um sistema como o da Pavo, o país pode atender a essas demandas cortando muitos dos intermediários desnecessários e garantindo o pagamento imediato por meio da capacidade de contrato inteligente da blockchain, além de expandir os esforços de colaboração mundial do país.

A Pavo está atualmente na fase de pré-venda pública de sua oferta inicial da moeda (ICO, na sigla em inglês), que dura até 6 de agosto de 2018, com vários bônus oferecidos para compras de grandes quantidade de tokens PAVO. Sua principal venda começará em 7 de agosto e continuará até 15 de setembro, com bônus decrescentes em destaque.