Início Mineração Com menos de R$ 1 é possível investir em mineração por meio...

Com menos de R$ 1 é possível investir em mineração por meio de masternode

279
0
Com menos de R$ 1 é possível investir em mineração por meio de masternode

Com a queda do preço do Bitcoin ao longo do ano especialistas em mineração ouvidos pelo Criptomoedas Fácil apontaram que o processo não é mais rentável tendo em vista a contabilidade que envolve diversos fatores como a dificuldade atrelada ao algorítimo, o custo de energia por hash, entre outros. Desta forma, grandes mineradores em todo o mundo tem desligados suas máquinas aguardando uma recuperação nos preços, enquanto isso, outros mineradores, mantém suas operações mesmo no prejuízo na expectativa de recuperar o investimento assim que os preços voltarem a subir.

No entanto, fazendas de mineração na América Latina, em busca de rentabilidade e novas oportunidades de negócios, como a CoinPy de Rocelo Lopes, apontam que o investimento em masternodes tem sido uma opção rentável no atual mercado. Especialistas em mineração como Elquer Carlos, da Rei do Coin, Dave Gutteridge, do portal Investing in Blockchain, também tem destacado que o investimento pode ser interessante tanto no curto quanto no médio prazo.

Investir em masternode basicamente, consiste em comprar (holdar) determinada quantidade de moedas e alocar elas no masternode (ou seja elas não podem ser gastas enquanto estiverem executando esta função) e executar o software que permite o funcionamento do masternode, este software pode ser instalado em um hardware próprio (lembrando que ele precisa estar conectado 24 horas por dia 7 dias da semana) ou por meio de poder de computação alugado, como em um serviço de hospedagem dedicado, VPS (Virtual Private Server) que, provavelmente, terá um tempo de atividade mais estável do que a conexão média de banda larga doméstica, além de significar uma economia significante de energia.

“Nesse sentido, é altamente recomendável que você não escolha apenas um token para executar um masternode baseado inteiramente no ROI. Idealmente, você está investindo no futuro da moeda e acredita em suas perspectivas, para que você tenha o cuidado de contribuir com sua voz votando conforme necessário. Se você tiver hardware inativo e uma conexão de internet estável, os masternodes podem ser uma ótima maneira de usá-los. Uma lista de moedas que oferecem masternodes com estatísticas sobre o desempenho de seu ROI pode ser encontrada no site. No entanto, esteja ciente de que moedas com retornos promissores podem ser fundamentalmente instáveis ​​por diversas razões, e como os retornos são sempre pagos no token nativo, há sempre o risco de perder o investimento. Tal como acontece com todas as coisas no mundo das criptomoedas, faça sua pesquisa antes de se comprometer com qualquer tipo de investimento”, destaca Gutteridge.

Mas o numero de moedas que tem que ser alocadas para se rodar um masternode pode ser um impedimento para quem deseja entrar neste mercado de olho nos lucros futuros. Por exemplo, para rodar uma masternode da NEM (chamado de supernode), você precisa de 3.000 XENs, já no caso da Dash são necessárias 1.000 moedas (6% ROI); SmartCash, 10.000 moedas (37% de ROI); Zcore: 5.000 moedas (78% de ROI), um investimento que pode ser alto na medida em que as moedas tem de estar em hold. Entretanto, pode-se também executar masternodes compartilhados, um tipo de investimento relativamente novo que tem atraído parte da comunidade.

Segundo Anthony Montecalvo Chirivichules, existem, atualmente, diversas plataformas de masternodes compartilhados, tais como StakingLab, GTMcoin e 4stake (este ultimo é brasileiro), todos estes com muitas criptomoedas disponíveis.

“Se você deseja iniciar este tipo de investimento, você pode fazê-lo no Staking Lab ou no GTMcoin, tendo pelo menos uma moeda e no 4stake, você deve ter 1% da garantia da moeda. Por exemplo, o masternodes completo da ZCore é 5.000 moedas como garantia representando (100%), se você optar por rodar um masternode compartilhado no 4stake, precisa de (1%), que é de 50 (ZCR), que devem ser enviados para o endereço na plataforma e ela é responsável por executá-lo e jogar as recompensas diariamente”, aponta Chirivichules.

Entretanto, no caso dos masternodes compartilhados é preciso levar em consideração que suas moedas tem que ser enviadas para outra pessoa, no caso a wallet do serviço, ao contrário do masternode completo, em que os criptoativos ficam na carteira do próprio usuário.

“Masternode pode realmente ser considerado um investimento, tendo em vista que é possível fazer parte de uma rede, garantindo à ela maior segurança e agilidade nas transações, além da possibilidade de ganhar recompensas por isso. De qualquer maneira, é muito importante manter-se atento aos riscos e possibilidades antes de investir em alguma criptomoeda ou investir na criação de um masternode”, finaliza Elquer Carlos.

Compre e Venda Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Decred de maneira simples, rápida e segura !!CLIQUE AQUI