Início Notícias Cinco razões pelas quais 2018 pode ser o melhor ano para as...

Cinco razões pelas quais 2018 pode ser o melhor ano para as criptomoedas

1247
0

Um artigo publicado pela CNBC, agência de notícias norte-americana, listou cinco razões pelas quais 2018 ainda pode ser o melhor ano para as criptomoedas.

1) Trabalhos envolvendo escalabilidade

Apesar do Bitcoin ser a criptomoeda que possui a maior indústria e a maior base de usuários, a moeda digital enfrenta o desafio da escalabilidade. Até pouco tempo atrás, a rede do Bitcoin não conseguia lidar com mais de seis ou sete transações por segundo, e com a atualização do protocolo na qual foi inserido o SegWit (uma recente solução encontrada para melhorar a escalabilidade), a capacidade da rede aumentou para de 12 a 14 transações por segundo.

Comparando essa quantidade com a capacidade transacional dos cartões de crédito, que realizam milhares de transações por segundo, as críticas sobre a capacidade do Bitcoin em suportar uma enorme rede de usuários são compreensíveis. Além disso, a questão da escalabilidade afeta diretamente os valores das taxas de transação.

Qual a solução? São as chamadas redes secundárias. Para citar um exemplo, temos a Lightning Network. Criada pela Blockstream, a rede possibilita que transações ocorram fora do bloco, diminuindo assim os custos de transação a praticamente zero e aumentando a velocidade e escalabilidade quase que infinitamente. Possivelmente, nos próximos meses, veremos um aumento acentuado nas transações e no uso do Bitcoin através de canais como esse.

2) Ofertas iniciais de moedas em grande escala e mais legítimas

Assim como aconteceu em 2017, as ofertas iniciais de moedas (ICOs, na sigla em inglês) afetarão a rede do Ethereum também em 2018, afinal as ICOs necessitam uma quantidade significa de tokens ether. Isso significa que poderemos acompanhar um crescimento significativo do valor de mercado do Ethereum, assim como o aumento de preço do seu token. E, embora outras plataformas possam também adquirir ganhos semelhantes, o Ethereum provavelmente será o foco principal.

3) Regulação

Muitas pessoas podem encarar a regulação como algo prejudicial ao mercado, porém essa pode ser uma perspectiva míope. A longo prazo, as empresas necessitam de regras por razões de estabilidade e segurança jurídica. A regulação garante aos clientes a confiança para investir.

O melhor exemplo de regulação no mercado de criptomoedas veio do Japão, que quando determinou as regras para atuação das exchanges, viu seu mercado de moedas digitais apresentar leve queda, mas logo ele voltou a crescer novamente, se consolidando como um dos maiores do mundo.

4) Aumento da usabilidade

Existem várias startups que oferecem cartões de débito que possibilitam que as pessoas gastem suas criptomoedas. Isso significa que o número de usuários e comerciantes que utilizam o Bitcoin deve aumentar acentuadamente em 2018.

5) Investidores institucionais

A última razão pela qual 2018 será um ano importante para as criptomoedas é que este será o primeiro ano de sólido dinheiro institucional fluindo no universo cripto. Estima-se que, até agora, que de US$10 a US$12 bilhões tenham sido levados para o ecossistema as criptomoedas, porém isso não é nada comparado ao que os fundos institucionais poderiam investir.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.