Início Notícias China pretende bloquear acesso à internet de 124 exchanges de criptomoedas estrangeiras

China pretende bloquear acesso à internet de 124 exchanges de criptomoedas estrangeiras

399
0
China pretende bloquear acesso à internet de 124 exchanges de criptomoedas estrangeiras

Segundo o artigo publicado pela agência de notícias Coindesk, os reguladores chineses estão se movendo para bloquear mais de 100 exchanges de criptomoedas estrangeiras que oferecem serviços de negociação para investidores domésticos.

O Shanghai Securities Times, porta-voz das autoridades financeiras chinesas, informou nesta quinta-feira, 23 de agosto, que o Fintech Risk Rectification Office da China até o momento identificou 124 plataformas de negociação com endereços IP no exterior, mas que ainda estão disponíveis no país.

O escritório agora planeja intensificar seus esforços em monitorar o espaço e bloquear o acesso à internet para essas plataformas de negociação, segundo o relatório.

Autorizado em 2016 pelo Conselho de Estado da China, o Fintech Risk Rectification Office é uma agência governamental que visa proteger contra riscos financeiros relacionados a questões como empréstimos peer-to-peer e comércio de criptomoedas.

Em setembro de 2017, o Banco Popular da China anunciou uma regra que proíbe as ofertas iniciais de moedas (ICOs, na sigla em inglês) e, com efeito, as plataformas de negociação de criptomoedas no país. Após o anúncio, as principais exchanges baseadas na China na época mudaram seus negócios para o exterior.

Atualmente, o acesso à internet em várias grandes exchanges, como Binance, OKEx e Bitfinex, parece estar indisponível na China.

O relatório de hoje também disse que a agência fechará permanentemente sites domésticos e contas oficiais no aplicativo de mensagens WeChat se eles estiverem oferecendo serviços de criptomoedas e de ICOs.

A agência também está em conversações com fornecedores de pagamentos de terceiros que são obrigados a examinar e suspender contas suspeitas de lidar com transações de criptomoedas, acrescentou o relatório.

Apenas dois disas atrás, vários meios de comunicação de criptomoeda chineses foram proibidos de operar no WeChat.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.