Chefe do BIS para codificadores de criptomoedas:

O chefe do Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês) previu um final ruim para as criptomoedas, pedindo o fim de sua produção em uma entrevista recente.

Em entrevista ao canal da Basileia, Suíça em 30 de junho, Agustín Carstens mirou as criptomoedas e reiterou sua crença de que elas representam “uma bolha, um esquema ponzi e um desastre ambiental”, segundo uma transcrição publicada pelo BIS na última quarta-feira, 04 de julho.

Perguntado se ele concorda que as criptomoedas tiveram um impacto positivo ao fazer os jovens pensarem sobre dinheiro, Carstens afirmou que as moedas digitais não têm as principais características para ser uma moeda. Como tal, o chefe do BIS afirmou que as atividades associadas às criptomoedas representam um esforço para criar dinheiro a partir do nada.

“Os jovens devem usar seus muitos talentos e habilidades para inovar, não reinventando dinheiro. É uma falácia pensar que o dinheiro pode ser criado a partir do nada”, disse Carstens, acrescentando:

“Olhe de volta para o passado e você verá que criar ouro ou dinheiro a partir do nada tem sido uma obsessão regular. Nunca funcionou … Então minha mensagem para os jovens seria: parem de tentar criar dinheiro!”

Depois de ser apontado como gerente geral em dezembro de 2017 para liderar o BIS, uma instituição internacional conhecida por seu papel como uma espécie de banco para os bancos centrais, Carstens não se esquivou de fazer comentários fortes sobre as criptomoedas.

loading...
COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.