Matéria realizada pela Coindesk, site de notícias do universo das criptomoedas, conta sobre Michael Corbat, CEO do Grupo Citibank, ter previsto que as moedas digitais promovidas pelos estados surgirão da ameaça que o Bitcoin representa.

Em uma entrevista para a Bloomberg, site de notícias sobre o mercado financeiro e de tecnologia, em 08 de novembro, Corbat disse que as moedas digitais representam uma “ameaça bastante real” para o sistema financeiro e que os governos não aceitarão tão facilmente a disruptura de suas capacidades em relação às bases de dados, cobrança de impostos, lavagem de dinheiro e conhecimento de cliente (KYC, na sigla em inglês).

É provável que vejamos os governos introduzirem não criptomoedas, acho que criptomoeda é um nome ruim para isso, mas uma moeda digital estatal, disse ele.

Ao encorajar as pessoas a tentar usar as criptomoedas, que ele disse que ainda são “bastante fracas“, Corbat argumentou que a tecnologia subjacente do Bitcoin, a Blockchain, tem potencial e não deve ser descartada.

O Grupo Citibank já está explorando sua própria moeda digital, denominada citicoin, que visa inibir o atrito nas transações cambiais entre fronteiras. O grupo financeiro também está trabalhando com a Nasdaq no uso da tecnologia Blockchain para negociação de ações privadas.

loading...
COMPARTILHAR

Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.

  • The Divi Project

    Se esforçou para soar mais brando, coerente, mas mesmo assim não deixa de ser um banqueiro falando sobre criptos. Moedas digitais estatais podem ser uma evolução em relação as tradicionais fiduciárias, mas por definição não vão substituir a descentralização das criptomoedas

    • Ritpop Agora

      Quem controla infraestrutura das redes?