Início Notícias Carteira de criptomoedas Ledger suspenderá operações com Bitcoin Cash

Carteira de criptomoedas Ledger suspenderá operações com Bitcoin Cash

1554
0
Carteira de criptomoedas Ledger suspenderá operações com Bitcoin Cash

Quem investe em Bitcoin Cash (BCH) e utiliza uma carteira Ledger para guardar seus ativos precisará ter cuidado. Em seu site oficial, a Ledger anunciou que suspenderá as operações com BCH no dia 15 de novembro.

A empresa alegou que a suspensão deve-se ao hard fork que o BCH sofrerá no dia 15. A proposta de divisão da criptomoeda foi apresentada pelo controverso Craig Wright, que já se autointitulou como “o verdadeiro Satoshi Nakamoto”. Desde que foi anunciada, a divisão gerou controvérsias em toda a comunidade. Por conta desses fatores, a Ledger resolveu suspender as negociações do BCH.

“A Ledger suspenderá o serviço de Bitcoin Cash até que fique claro qual das cadeias será a dominante, técnica e economicamente. A razão para fechar o serviço durante este tempo é evitar transações indesejadas (resultantes de “ataques de repetição”), causando possível perda de fundos e outros possíveis problemas com o Bitcoin Cash durante este período. Dependendo do resultado da divisão, comunicaremos nosso próximo passo quando tivermos uma visão mais clara de seu resultado”, afirmou a Ledger.

No mesmo comunicado, a Ledger orientou sobre como os detentores de BCH devem proceder em relação aos seus ativos armazenados nas carteiras.

“Se você não pretende realizar transações com seus ativos do Bitcoin Cash durante esta interrupção do serviço, nenhuma ação adicional será necessária. Você não poderá usar sua conta Bitcoin Cash durante a suspensão do serviço, mas será capaz de monitorar quando o Bitcoin Cash estará de volta através da nossa página de status. Da mesma forma, manteremos nossos usuários atualizados através de nossas contas do Twitter e do Facebook. Quando o serviço for devolvido, você poderá acessar seu Bitcoin Cash novamente.”

Entretanto, para quem deseja utilizar os BCH em algum momento durante a suspensão – cujo prazo exato de duração não foi definido pela Ledger – é orientado a mover seus ativos para outra carteira.

“Caso necessite ou deseje continuar a ter acesso aos seus Bitcoin Cash, recomendamos que você transfira para outra carteira ou plataforma de troca que continue dando suporte durante esse período. Por favor, note que, ao fazê-lo, você estaria aceitando a responsabilidade de qualquer resultado que se segue. É igualmente possível que as carteiras de terceiros que já suportam dispositivos Ledger também possam fornecer soluções independentes.”

A controversa divisão

A proposta de Wright para a divisão do Bitcoin Cash envolve, primeiramente, não aplicar as mudanças programadas pela equipe Bitcoin ABC, que coordena o desenvolvimento do Bitcoin Cash (versão 0.18.0), e, em seu lugar, implementar outras mudanças como blocos de 128MB e reintroduzindo os chamados “opcodes Satoshi” – OP_MUL, OP_INVERT, OP_LSHIFT e OP_RSHIFT – e mais que o dobro do número máximo de opcodes por script para 500 de 201. Wright lançou esta semana a versão 0.1.0 do SV que já está disponível no GitHub.

Além de Wright, a proposta de divisão na cadeia do BCH e a “criação” do Bitcoin SV têm apoio institucional e financeiro da CoinGeek, empresa de criptomoedas fundada pelo bilionário Calvin Ayre. A CoinGeek opera o segundo maior pool de mineração de Bitcoin Cash e atualmente responde por cerca de 26% dos blocos do BCH extraídos nos últimos sete dias. O SVPool, que recentemente foi lançado pela nChain através de um beta privado e ainda não foi aberto ao público, representa mais 3,5% do hashate.

Não está claro se, caso haja o hard fork e a divisão na rede, os detentores de Bitcoin Cash (BCH) receberão a quantia correspondente em Bitcoin SV, como ocorreu quando o mesmo evento afetou, no ano passado, o Bitcoin (BTC) e gerou o Bitcoin Cash e, posteriormente, outras criptomoedas como o Bitcoin Gold.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!