Início Notícias Blockstream impulsiona serviço de Bitcoin por satélite com Lightning Network

Blockstream impulsiona serviço de Bitcoin por satélite com Lightning Network

163
1
Blockstream impulsiona serviço de Bitcoin por satélite com Lightning Network

A capacidade dos usuários de Bitcoin de enviarem transações pelo espaço acaba de receber um impulso.

A Blockstream, empresa de tecnologia blockchain, anunciou recentemente a expansão de seu serviço de satélite para a região da Ásia-Pacífico. Também é adicionado suporte para transações com Lightning Network, permitindo que os usuários paguem por seu serviço usando a solução de dimensionamento “camada 2”.

A empresa lançou pela primeira vez a Blockstream Satellite em agosto de 2017, que permite aos usuários de Bitcoin transferirem a criptomoeda através de satélites alugados. Inicialmente, os usuários na África, na Europa e nas Américas puderam utilizar o sistema. Na época, o CEO Adam Back disse que o serviço era destinado a indivíduos com acesso limitado à Internet ou que, de outra forma, enfrentariam problemas para acessar o Bitcoin.

Nos meses desde o lançamento, a resposta ao serviço foi positiva, disse ele à CoinDesk.

“Há desenvolvedores de terceiros que se interessaram em construir infraestrutura local usando o serviço de satélite, por exemplo, conectando-o a redes de malha para tornar o Bitcoin mais acessível em mercados emergentes”, disse Back sobre os aplicativos que usam o serviço.

A adição de uma API que integra a Lightning Network aparentemente ocorreu após os usuários expressarem interesse em enviar dados relacionados a Bitcoins.

O Back não conseguiu compartilhar nenhuma estatística de usuário, devido ao fato de que o Blockstream Satellite usa a tecnologia de receptores passivos.

Para usar o serviço, os usuários precisam de uma pequena antena parabólica – os receptores de TV por satélite funcionam bem – conectados por USB a um computador pessoal ou a um hardware de computador dedicado, como o Raspberry Pi. Software livre e de código aberto, como o GNU Radio, pode ser usado para gerenciar a conexão.

“Os destinatários podem receber dados de Bitcoin sem que seu [provedor de serviços de internet] consiga ver as transações”, explicou Back.

O serviço em si demonstrou um tempo de funcionamento “excelente” e a rede inclui redundâncias para garantir a confiabilidade.

“O sistema foi projetado para se recuperar automaticamente de uma interrupção de 24 horas nos equipamentos dos usuários, pela retransmissão contínua de dados recentes, bem como dados ao vivo”, disse ele.

Compre e Venda Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Decred de maneira simples, rápida e segura !!CLIQUE AQUI