Início Bitcoin Bitcoin rompe a marca histórica mais uma vez e passa os US$...

Bitcoin rompe a marca histórica mais uma vez e passa os US$ 9.000

1025
1

A criptomoeda inventada por Satoshi Nakamoto surpreende mais uma vez e rompeu a casa dos US$ 9.000 antes mesmo do início do mês de dezembro. No momento da redação, o preço do Bitcoin estava em US$ 9.103, de acordo com o site do CoinMarketCap. Lembando que em dezembro esta previsto, para dia 11, a estréia na maior corretora de futuros do mundo a Bolsa de Chicago, CME.

É difícil saber exatamente o que tem levado a esta subida de mais de 15%, apenas no final de semana, ainda mais no momento em que os consumidores estavam concentrados na “Black Friday“, evento no qual, principalmente nos EUA, os grandes mercados fazem uma verdadeira queima de estoque, para “limpar” as prateleiras para os novos produtos do fim de ano. É fato porém que o interesse e a adoção do Bitcoin só tem crescido, principalmente nos últimos meses, em que os grandes mercados institucionais anunciaram a adoção da moeda.

LedgerX, como noticiamos aqui, por exemplo, uma empresa americana de negociação institucional iniciou, já adicionou sua opção de “Bitcoin Futuro” chamada de “Antecipação de Patrimônio de Longo Prazo (LEAPS)“, aberto na manhã de 18 de novembro e programado para expirar em 28 de dezembro de 2018 e, nos termos do acordo, o comprador tem o direito de comprar bitcoin a um preço de US$ 10.000 nessa data.

Mas não é só nos EUA que os grandes mercados tradicionais tem aderido ao Bitcoin, empresas Suíças como a Vontobel e a Leonteq Securities AG também anunciou o lançamento de um outro produto “Bitcoin” com vencimento de dois meses. No Reino Unido o Man Group, um fundo de hedge que figura, assim como a CME, entre os maiores do mundo, gerenciando algo em torno de US$ 103,5 bilhões em fundos, também tem planos para abrir uma bolsa de futuros regulamentada de Bitcoin. Assim como outro fundo americano o Chicago Board Options Exchange (CBOE). A Coinbase também lançou, recentemente, um serviço de custodia para grandes investidores.

Até mesmo a casa do maior cético ao Bitcoin, o JP Morgan Chase, cujo CEO Jamie Dimon já chamou a criptomoeda de “bolha”, “fraude” e até mesmo os investidores da moeda de “estúpidos”, anunciou, de acordo com relatos no Wall Street Journal, que está considerando fornecer acesso ao mercado de futuros da Bitcoin da CME (Chicago Mercantile Exchange).

Em mais um sinal da crescente adoção do Bitcon pelo mainstream, a Coinbase anunciou que, além de ter um crescimento no numero de usuários, 167% só neste ano, já possui mais clientes que a Charles Schawab, que está na lista dos maiores bancos nos Estados Unidos e é uma das maiores firmas de corretagem no pais, segundo o relato, enquanto a Coinbase possui 13 milhões de usuários a Schawab tem apenas, 10,6 milhões.

Já na Coreia do Sul o segundo maior banco do país, o Shinhan Bank, anunciou que está no processo de construir carteiras de criptomoedas para que os clientes armazenem seus ativos digitais de forma segura. Se isso vier a ocorrer, será o primeiro banco do mundo a adotar o Bitcoin e oferecer o serviço de armazenamento, igual ao que os bancos fazem com a moeda fiat (Real, Dólar, Euro..).

Mais esta por vir

Mais dois Forks estão por vir na blockchain do Bitcoin, o que pode alavancar ainda mais o preço, tendo em vista que os holders devem, assim como aconteceu anteriormente, aproveitar a distribuição da moeda gratuita, desde que haja suporte nas exchanges ou wallets para tanto. O próximo grande obstáculo é, sem dúvida, a barreira de US$ 10.000. No entanto, isso pode não ser tão difícil de acontecer, considerando que ainda falta mais de um mês para o final do ano e dezembro, ao que tudo indica, tende a ser um mês de muitas novidades.

COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã