hard-fork

Muita gente fala sobre uma nova divisão na rede (hard fork) do Bitcoin chamada de SegWit2X, mas antes deste importante acontecimento que tratamos em outros posts (aqui e aqui), o protocolo do Bitcoin provavelmente passará por uma outra bifurcação que dará origem a uma nova moeda, denominada Bitcoin Gold (BTG).

Anunciada um pouco antes do Bitcoin Cash, um outro hard fork que ocorreu em agosto, as moedas do Bitcoin Gold devem surgir em algum momento no mês de novembro. Neste artigo, vamos analisar do que se trata exatamente esse tal de Bitcoin Gold, como e quando ele será bifurcado a partir da rede do Bitcoin e o que você precisará fazer para se preparar.

O que é Bitcoin Gold?

O Bitcoin Gold é uma criação de Jack Liao e será lançado como um hard fork do Bitcoin. O objetivo do BTG é o de se tornar uma melhor reserva de valor, daí o nome Gold (ouro), que o Bitcoin. O principal caminho para atingir esse propósito é tentar resolver o problema de centralização da mineração do Bitcoin ao implementar uma mudança na prova de trabalho (proof-of-work) do algoritmo de mineração do ativo.

Para que isso aconteca, será preciso fazer um hard fork. A prova de trabalho que foi escolhida pelos criadores do BTG é a Equihash, um algoritmo que é bastante resistente ao ASIC e que também é usado pela Zcash, outra moeda famosa no mundo cripto. A ideia é devolver aos usuários comuns a tarefa de mineração ao usar CPUs e GPUs para minerar ao invés de computadores ASICs, que exigem grande escala nas operações, muito consumo de energia e são dominados pelas grandes pools de mineração.

Os desenvolvedores do BTG também estão considerando pré-minerar até 1% das moedas. Como eles irão executar isso ainda não está muito claro, mas provavelmente eles tomarão para si uma parte da recompensa de mineração, apesar da promessa de manter o limite de emissão de BTGs similar ao do Bitcoin, ou seja, 21 milhões de unidades.

O que torna a resistência à ASIC tão especial?

ASICs significam Circuitos Aplicados Integrados Específicos (Application Specific Integrated Circuits, em inglês). Eles são diferentes em relação às CPUs, pois eles fazem apenas uma coisa, mas eles a fazem muito, muito bem.

A mineração de Bitcoin está atualmente completamente dominada por ASICs, sendo a maioria produzida pela Bitmain, Bitfury e Canaan. Isso deve-se ao fato de a função de prova de trabalho do Bitcoin (SHA256) ser razoavelmente simples e não requerer muita memória RAM. Equihash, por outro lado, é uma função hashing bastante complexa e requer muita memória RAM para performar. Isso significa que é muito mais caro produzir ASICs para atender à Equihash e o ganho de velocidade não é nem perto equivalente ao custo.

Para você ter ideia, uma CPU normal pode minerar SHA256 em cerca de 5–10 MH/s. Um ASIC pode minerar SHA256 em cerca de 5–10 TH/s, ou ao redor de um milhão de vezes mais trabalho por segundo que uma CPU consegue fazer. Por comparação, uma CPU normal pode minerar Equihash em cerca de 10–30 H/s, enquanto que equipamentos especializados poderiam fazer isso em cerca de 1000–3000 H/s, ou ao redor de 100 vezes mais trabalho por segundo.

Em outras palavras, o campo de jogo é muito mais propício para Equihash do que para SHA256 devido à resistência ao ASIC. É obviamente muito difícil de saber como a questão econômica mudaria se minerar Equihash se tornasse mais lucrativo, mas é razoável dizer que o ganho de eficiência ainda seria muito menor que SHA256.

Quando vai ocorrer o hard fork?

O plano dos desenvolvedores do Bitcoin Gold é escolher um bloco no dia 25 de outubro de 2017 e fazer a bifurcação na rede a partir dele. Pelo menos é isso que está escrito no site do Bitcoin Gold e nas comunicações oficiais via Twitter. Contudo, isso não significa que o token será lançado naquele dia. Isso apenas significa que a partir daquele momento em diante o BTG começará a minerar seus próprios blocos a partir de um determinado ponto da blockchain do Bitcoin.

Atualmente, a previsão é que o token seja lançado no início de novembro, o que significa que a blockchain do BTG não terá nenhum bloco por uma semana mais ou menos.

Os desenvolvedores do Bitcoin Gold planejam criar uma rede de testes em algum momento na segunda quinzena do mês de outubro. Eles vão disponibilizar o software logo após isso.

O que isso significa para nós?

O Bitcoin Gold só terá alguma consequência caso você detenha Bitcoin quando os desenvolvedores do BTG escolherem um bloco para realizar o hard fork, ou seja, no dia 25 de outubro. Você, então, receberá a mesma quantidade de Bitcoin Gold em relação ao montante de Bitcoin que você detiver naquele momento.

Os desenvolvedores planejam implementar um forte esquema de proteção contra ataques de repetição, portanto você provavelmente não precisará se preocupar em relação a isso. Contudo, você provavelmente precisará baixar uma carteira ou construir transações manualmente para conseguir mover os seus tokens de Bitcoin Gold.

Basicamente, se o Bitcoin Gold não valer muito muito (menos de 0.0001 BTC ou ao redor disso), provavelmente não valerá a pena fazer nada em relação a esses tokens. Porém, se ele valer alguma coisa, digamos 0.01 BTC ou mais, deveremos ver ferramentas sendo disponibilizadas pelos desenvolvedores de carteira, que provavelmente irão escrever o código dessas aplicações para que você acesse seus BTGs.

Se você mantiver seus Bitcoins em uma corretora, em algum momento a corretora irá fazer esse crédito para você. Contudo, tenha em mente que isso poderá demorar bastante. Basta olharmos a demora no crédito de Bitcoin Cash que ocorreu em algumas corretoras. Por isso, é melhor controlar suas próprias chaves privadas, pois isso te dará mais flexibilidade para fazer o que bem entender com suas novas moedas. Mas qualquer corretora ou provedor de serviço que estiver em posse dos seus Bitcoins têm o dever fiduciário de entregar qualquer tipo de nova moeda que você venha a receber.

Conclusão

O Bitcoin Gold é outro hard fork que poderá trazer mudanças ao ecossistema do Bitcoin. Se você é um holder, ou seja, que guarda suas moedas com pensamento de longo prazo, não tem muito o que temer e essa bifurcação provavelmente significará “dinheiro grátis” para você. Agora, se você é um desenvolvedor de carteira ou trabalha em uma corretora, a história é diferente e você precisará tomar as devidas ações para absorver essa nova moeda.

loading...
COMPARTILHAR

Fotógrafo que conheceu a tecnologia do Bitcoin em 2011. Desde então, atua na compra e venda de bitcoins no mercado peer-to-peer (P2P) de larga escala. Ele também trabalha com mineração de Bitcoins e possui uma fazenda própria de mineração na China.

  • Leandro de Santi

    Obrigado pelo artivo, uma coisa que não fica clara nesses forks é o seguinte, lendo o texto assim como nas outras vezes eu entendo que o Bitcoin (BTC) vai morrer e essa tecnologia SegWit2X seria implementada no Bitcoin Gold (BTG) que seria o novo Bitcoin, porem nas minhas observações não é isso que acontece, o BTC permanece e essa segunda moeda acaba perdendo valor e desaparece, então chego a conclusão que (me corrija se eu estiver errado), o BTC é dividido e recebe a implementação do novo código SegWit2X e o BTC que ficou pra traz agora (BTG) vai sendo vendido e perdendo valor ate desaparecer, é isso ?

    • Willyans Oliveira

      Voce esta confundindo as coisas, BTG nao tem nenhuma relaçao com Segwit2X

      • Leandro de Santi

        Oi Wilyans, foi isso que escrevi, minha duvida nao é essa

        • Willyans Oliveira

          Independentemente, o fork ocorre pq um grupo quer mudar o cogido do BTC original supostamente para melhora-lo e sim eles tem intençao que a grande massa abandone o BTC original e trabalhe com BTC novo, mas ate hoje isso nao ocorreu, porem dessa vez, chegaram a fazer aposta grande que o BTC seg2x vai prevalecer, mas eu particularmente nao acho que isso va ocorrer.

  • Pingback: Bitcoin Gold e Bitcoin 2X: o que são, o que fazer, como acessar e proteger seus fundos? - Criptomoedas Fácil()

  • Pingback: Exchange brasileira fará a distribuição do Bitcoin Gold para seus usuários - Criptomoedas Fácil()