Início Notícias Bitcoin e criptomoedas estão oficialmente proibidos na Arábia Saudita

Bitcoin e criptomoedas estão oficialmente proibidos na Arábia Saudita

374
0
Bitcoin e criptomoedas estão oficialmente proibidos na Arábia Saudita

Recentemente, a Arábia Saudita, uma das principais nações árabes e onde está localizada Meca, a cidade mais sagrada no mundo para os muçulmanos, declarou que Bitcoin e as criptomoedas são agora ilegais na nação. Embora não indique as penalidades para quem infringir a norma, os reguladores nacionais advertiram expressamente “todos os cidadãos e moradores” em relação ao o que é considerado uma atividade “ilegal”.

comunicado foi feito pela Autoridade Monetária da Arábia Saudita (SAMA), o banco central do país, juntamente com um comitê que reúne diversos ministérios governamentais, que alega que a proibição é necessária pois as atividades com Bitcoin e criptomoedas estão além do alcance da supervisão governamental e possuem altos riscos para os comerciantes.

“O comitê assegurou que a moeda virtual, incluindo, por exemplo, mas não limitado, aos Bitcoins, é ilegal no reino e nenhuma das partes ou indivíduos são licenciados para tais práticas”, diz o comunicado.

Apesar da proibição, vendedores ainda oferecem Bitcoin no portal Local Bitcoins por cerca de US$6.700, muito acima do preço do mercado internacional. Além disso, as plataformas Paxful e BitOasis também continuam oferecendo negociações com criptomoedas. Curiosamente, a SAMA está trabalhando em sua própria criptomoeda para transações transfronteiriças alimentadas por blockchain com o banco central dos Emirados Arábes Unidos. O banco central da Arábia Saudita também está usando o software blockchain da Ripple, xCurrent – que não usa o XRP – para conectar os bancos regionais na RippleNet, uma rede blockchain corporativa para pagamentos instantâneos.

Recentemente, como mostrou o Criptomoedas Fácil, a criptomoeda Stellar anunciou a obtenção da certificação Xaria junto ao Shariyah Review Bureau (SRB), vinculado ao banco central do Bahrein. Com esta certificação, a Stellar passaria então a ser oficialmente a única criptomoeda liberada para negociação entre os muçulmanos, no entanto, o comunicado emitido pelas autoridades da Arábia Saudita não faz menção à Stellar e diz expressamente que todas as criptomoedas estão proibidas.