Início Notícias Bill Gates diz que anonimato das criptomoedas causou mortes

Bill Gates diz que anonimato das criptomoedas causou mortes

507
0
NEW YORK, NY - FEBRUARY 13: Bill Gates speaks during the Lin-Manuel Miranda In conversation with Bill & Melinda Gates panel at Hunter College on February 13, 2018 in New York City. (Photo by John Lamparski/Getty Images)

De acordo com o artigo publicado pela Fortune, agência de notícias norte-americana, embora a filantropia relacionada ao nome de Bill Gates, fundador da Microsoft, tenha se associado à empresa de cripto Ripple, em uma tentativa de ajudar as pessoas não bancarizadas, o segundo homem mais rico do mundo disse nesta terça-feira, 27 de fevereiro, que a principal característica do Bitcoin e das criptomoedas em geral não é “uma coisa realmente boa”.

Por volta de 2014, em entrevistas anteriores, Gates foi citado dizendo que o Bitcoin é “melhor do que moeda fiduciária”, e que “é emocionante porque mostra como as transações podem ser baratas”.

Porém, durante a sua sexta sessão do “Ask me anything” (Me pergunte qualquer coisa, traduzido para o português), quando interrogado sobre sua opinião em relação às criptomoedas, dessa vez o bilionário concentrou-se nas desvantagens do Bitcoin e das criptomoedas como um todo. Gates citou que as criptomoedas não revelam os nomes de seus detentores, assim como um cartão de crédito faz, o que facilita para que transações ilegais saiam do radar.

“A principal característica das criptomoedas é o anonimato. Não acho que isso seja bom”, disse ele na publicação do Reddit. “A capacidade do governo para identificar esquemas de lavagem de dinheiro, evasão fiscal e financiamento ao terrorismo é uma coisa boa. No momento, as criptomoedas são usadas para comprar drogas, por isso é uma tecnologia rara que causou mortes diretamente.”

Notavelmente, algumas moedas digitais, como o Bitcoin, são pseudo-anônimas, enquanto outras, como a Monero, utilizam recursos de privacidade adicionais. Nos últimos meses, surgiram evidências de que as moedas digitais menos conhecidas, como a Monero, tornaram-se as criptomoedas escolhidas pelo criminosos.

Gates também comentou sobre como as criptomoedas não exigem interação face a face. Em 2014, quando o preço do Bitcoin girava em torno de US$350 e as taxas médias por transação representavam seis centavos, e mesmo depois da SilkRoad ter sido fechada pelas autoridades dos EUA, Gates observou que o Bitcoin era melhor que a moeda fiduciária, pois não era necessário estar fisicamente no mesmo lugar que a outra parte e, claro, para grandes transações, ele poderia ser bastante conveniente”.

No entanto, enquanto Gates apontou os pontos negativos das criptomoedas como reserva de valor, ele não criticou a tecnologia subjacente. No passado, Gates fez comentários positivos sobre os avanços tecnológicos que o Bitcoin representava, mais do que o Bitcoin em si. Durante uma entrevista no BackChannel em 2015, ele observou que as pessoas precisam “aproveitar a revolução do Bitcoin, mas o Bitcoin por si só não é bom o suficiente”.

A Fundação Bill e Melinda Gates também lançou um software em outubro, em conjunto com a Ripple, com o objetivo de tornar mais barato para os países em desenvolvimento construir infra-estruturas de serviços financeiros.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.