Início Notícias Atividades de mineração e criação de exchange de Bitcoin são descobertas na...

Atividades de mineração e criação de exchange de Bitcoin são descobertas na Coreia do Norte

488
0
Atividades de mineração e criação de exchange de Bitcoin são descobertas na Coreia do Norte

Um relatório do Banco de Desenvolvimento da Coreia do Sul (KDB, na sigla em inglês), da Coréia do Sul, sugere que a Coréia do Norte vem extraindo criptomoedas, segundo a mídia local. Além disso, uma empresa de tecnologia no país está desenvolvendo uma plataforma de troca de bitcoins, enquanto os cidadãos médios da Coréia do Norte têm pouco conhecimento de criptomoeda, afirma o relatório.

Segundo a agência de notícias Bitcoin.com, uma unidade de pesquisa do Banco de Desenvolvimento da Coreia do Sul (KDB, na sigla em inglês), banco estatal da Coreia do Sul, compilou um relatório no qual sugere que a Coreia do Norte tem minerado criptomoedas.

Citando o relatório, a agência de notícias local Yonhap News escreveu:

“A Coreia do Norte parece ter tentado minerar criptomoedas em pequena escala.”

“A unidade do KDB disse que a Coreia do Norte pode ter tentado minerar Bitcoin entre maio e julho do ano passado, mas a tentativa parece ter sido mal sucedida”, acrescentou a publicação.

O relatório descreve ainda que a Coreia do Norte parece interessada em definir “características de criptomoedas, incluindo anonimato, dificuldades de rastrear dinheiro e capacidade de compra”.

Exchange de Bitcoin sendo desenvolvida

Sem fornecer detalhes adicionais, a agência de notícias citou o relatório alegando que:

“Uma empresa de tecnologia norte-coreana, chamada Chosun Expo, está desenvolvendo e vendendo uma plataforma de negociação de Bitcoin.”

De acordo com a unidade do KDB, levará tempo para a indústria de criptomoedas se expandir na Coreia do Norte, devido à falta de infra-estrutura de blockchain, de computadores de alto desempenho, de energia elétrica e de redes para transportar a internet, informou a agência de notícias sul-coreana Speconomy.

“A situação atual em que apenas algumas camadas da Internet podem ser conectadas irá reduzir o desenvolvimento da indústria de moeda virtual (na Coreia do Norte).”

Em abril, a Koryo Tours, uma empresa de viagens especializada em turismo para a Coreia do Norte, anunciou “a criação e lançamento de uma nova criptomoeda baseada em blockchain exclusivamente para uso na indústria de turismo da RPDC [República Democrática Popular da Coréia] – a Koryo Coin”. A empresa também disse que estava lançando uma oferta inicial de moedas (ICO, na sigla em inglês) deste token.

Cidadãos norte-coreanos sabem pouco sobre criptomoedas

O relatório do KDB afirma ainda que os norte-coreanos médios “parecem ter pouco conhecimento sobre criptomoedas”, observou a Yonhap. Citando “entrevistas recentes com desertores norte-coreanos”, o relatório afirma que “todos eles responderam que não sabem sobre criptomoedas no norte”.

Em novembro do ano passado, a Universidade de Ciência e Tecnologia de Pyongyang deu um curso sobre tecnologia das criptomoedas, Bitcoin e blockchain. Foi liderado por Federico Tenga, um empresário italiano.

“Os participantes das palestras eram uma mistura de estudantes de ciência da computação e finanças, mas às vezes também alguns dos outros professores da universidade vieram para aprender sobre o assunto”, disse Tenga ao NK News. A publicação acrescentou que “de acordo com Tenga, os estudantes estavam cientes do Bitcoin, mas mostravam conhecimento limitado sobre a criptomoeda”.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!