Início Mineração Atividade de mineração na China pode estar vivendo seus últimos momentos

Atividade de mineração na China pode estar vivendo seus últimos momentos

1724
1

De acordo com um artigo publicado pela Quartz, agência de notícias norte-americana, a mineração de Bitcoin na China pode estar vivendo seus últimos momentos. A constatação deu-se após a emissão de um aviso feito pelo maior órgão regulador de internet e finanças do país, o Grupo Líder de Remediação e Riscos Financeiros da Internet, no qual ele solicita aos governos locais que “guiem” as operações de mineradores de Bitcoin para que façam uma “saída ordenada” do negócio, de acordo com um documento que foi vazado na internet.

O documento, enviado para escritórios locais do órgão regulador de internet e finanças, solicita às autoridades locais que utilizem medidas relacionadas ao preço da eletricidade, uso do solo, impostos e proteção ambiental, entre outras coisas, para orientar os mineradores de Bitcoin no fechamento de seus negócios. Também pede aos escritórios locais que relatem informações sobre instalações de mineração de criptomoedas em suas regiões, bem como o progresso do fechamento dos negócios de mineração até 10 de janeiro e, em seguida, no décimo dia de cada mês.

Também vazou na internet um documento específico do escritório do órgão regulador em Xinjiang, datado em 4 de janeiro. O documento solicita à autoridade local da região ocidental que informe o progresso de fechamento dos negócios dos mineradores no quinto dia de cada mês. Também citou preocupações sobre uso e especulação de energia, assim como no documento de nível nacional. Quando questionado pela Quartz em um telefonema, Zhang Qiubin, do escritório de Xinjiang, confirmou a autenticidade do documento local, mas se recusou a comentar a nível nacional. Ambos os documentos observam que as decisões regulatórias sobre a mineração de Bitcoin foram feitas durante uma reunião ocorrida em novembro entre o órgão regulador e suas agências locais.

O Grupo Líder de Remediação de Riscos Financeiros na Internet foi criado pelo governo da China em 2016, com Pan Gongsheng, vice-governador do Banco Central chinês, como chefe. Gongsheng disse em dezembro que o Banco Central tomou as decisões certas ao proibir as ofertas iniciais de moeda (ICOs, na sigla em inglês) e ao fechar as corretoras de criptomoedas locais. Ele também previu a morte do Bitcoin.

A China representa mais de dois terços do poder de processamento mundial dedicado à mineração de Bitcoin. É também a casa de alguns dos principais criadores mundiais de hardware de mineração, que geralmente também operam grandes pools de mineração (grupos de mineradores que concordam em somar seus recursos para melhorar suas chances de encontrar Bitcoins).

A última tentativa de repressão à mineração de Bitcoin vem em meio aos esforços da China de distribuir melhor a eletricidade em locais onde ela é insuficiente. Os mineradores de Bitcoin aproveitaram os baixos custos de energia em áreas abundantes de carvão como Xinjiang e Inner Mongolia para expandir suas operações nos últimos anos.

Também vale a pena notar que Pequim se preocupa com o caos social desencadeado por pequenos investidores que perdem dinheiro investindo em produtos financeiros de risco e reprimiu veículos de investimento como empréstimos peer-to-peer e seguros online. Determinar o fechamento das corretoras de criptomoedas seria por si só insuficiente para reduzir a euforia em torno do Bitcoin e de outras criptomoedas.

Alguns dos maiores mineradores de Bitcoin da China já estão movendo suas operações para o exterior, tendo os EUA e o Canadá entre as opções mais populares. Porém, ainda assim, os grandes mineradores têm dúvidas sobre a eficácia da repressão do Estado: por um lado, os governos locais têm fortes incentivos para manter as grandes empresas de mineração em suas localidades, tendo em conta as enormes taxas de impostos e eletricidade que pagam. Um funcionário da Bitmain, empresa com sede em Pequim que administra algumas das maiores instalações de mineração do mundo, disse à Quartz que a empresa não ouviu nada do governo de Xinjiang em relação às operações de mineração por lá.

Quanto às fazendas de mineração pertencentes aos mineradores menores, especialmente aqueles nas regiões montanhosas das províncias de Sichuan e Yunnan, localizar os mineradores é uma tarefa quase impossível. Um número crescente de proprietários privados de usinas hidrelétricas nas duas regiões começou a operar suas próprias máquinas de mineração nos últimos anos.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!