Início Notícias Aplicativo Legal Fling utiliza blockchain para registrar consentimento em relações sexuais

Aplicativo Legal Fling utiliza blockchain para registrar consentimento em relações sexuais

887
1

Grande destaque em 2017, os movimentos de denúncia de assédio sexual prometem ter o mesmo ritmo em 2018, a medida que o tema se torne cada vez mais visível.

Um dos destaques desse movimento é o #metoo. A campanha que iniciou com o objetivo de estimular atrizes de Hollywood a denunciarem assédio de produtores, diretores e outros atores ganhou proporções extraordinárias. A campanha denunciou grandes nomes do cinema, e seu nível de alcance fez com que a hashtag acabasse sendo eleita como personalidade do ano pela revista Time.

Agora, as campanhas de prevenção ao assédio sexual ganharam um poderoso aliado: a blockchain.

Contrato sexual

Com o seu poder de manter registros imutáveis e sólidos de registros de qualquer natureza, a blockchain se torna uma ferramenta natural para o uso nas chamadas “relações sexual consensuais”.

E foi com esse objetivo que surgiu a Legal Fling, empresa responsável pela criação de um aplicativo que estabelece um contrato de relações sexuais entre pessoas que irão se encontrar e sair.

A ideia da empresa surgiu de dois fatores de destaque internacional. O primeiro foi o próprio #metoo e o destaque obtido pela campanha. O segundo, e mais alinhado com o objetivo da empresa, foi a proposta de lei em vigor na Suécia que exige o consentimento explícito antes de qualquer relação sexual. O Legal Fling surgiu para facilitar a obtenção e registro desse consentimento.

O registro pode ser feito com um simples toque no aplicativo. O envio para o parceiro(a) pode ser feito via Telegram, Facebook Messenger ou WhatsApp, evitando alguma situação constrangedora motivada pela assinatura. Por usar tecnologia blockchain, a privacidade do contrato e das partes é garantida.

O contrato também pode ser personalizado e incluir cláusulas sobre o que pode ou não ser feito. É possível definir a gravação de vídeos ou se podem ser feitas fotos íntimas da relação, por exemplo. Além disso, é possível incluir também cláusulas punitivas, em caso de que quebra de contrato, e até mesmo de desistência.

Por fim, o Legal Fling não é útil apenas para relacionamentos entre casais. O aplicativo também permite convites múltiplos, onde varias pessoas podem assinar um contrato e realizar um encontro entre si.

Em um momento onde se discute até onde o sexo pode ir em termos de limites, bem como a fronteira entre a conquista e o assédio, o Legal Fling estabelece mais uma proteção legal.

COMPARTILHAR
Coach financeiro, escritor e colunista no Criptomoedas Fácil. Jogador de poker, ambos por paixão e vocação.
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!