Início Notícias Adolescente que fez fortuna com criptoativos diz que Bitcoin está morto

Adolescente que fez fortuna com criptoativos diz que Bitcoin está morto

358
1
Adolescente que fez fortuna com criptoativos diz que Bitcoin está morto

O nome de Erik Finman ganhou as manchetes e tornou-se um dos principais símbolos da expressiva alta que o Bitcoin experimentou em 2017. No mês de agosto, o Criptomoedas Fácil noticiou a incrível história do adolescente que comprou US$1.000 em Bitcoin aos 12 anos, em 2011 (o dinheiro lhe foi dado por sua avó), e seis anos depois tornou-se milionário.

Hoje, Finman apareceu novamente na mídia – e alertou que não enxerga mais o Bitcoin como um bom investimento a longo prazo.

“O Bitcoin está morto, é fragmentado demais, há toneladas de disputas internas. Só acho que não vai durar. Pode ter mais um ou dois mercados de alta, mas a longo prazo está morto”, afirmou o adolescente.

Finman já expressou suas opiniões sobre criptomoedas explicitamente, mesmo que de uma só vez, instando os investidores a pararem de investir em Ether (ETH). Na ocasião, ele afirmou que não estava convencido das qualidades do ativo.

Hoje, mesmo com o mercado em baixa, Finman tem uma fortuna estimada em mais de US$4 milhões. No entanto, suas opiniões sobre BTC e Litecoin não são tão positivas. Ele também expressou sua opinião sobre a Litecoin após cair de seu pico.

“Litecoin morreu há algum tempo”, disse ele. “É como quando o sol está se pondo, e há esse período de oito minutos pouco antes de escurecer. A Litecoin já está em seu sétimo minuto.”

Mas não houve apenas críticas. Finman disse que vê a Zcash com um bom futuro e – talvez em sua fala mais polêmica – que o Bitcoin Cash é um investimento melhor do que o Bitcoin. Ele acredita que o Bitcoin Cash tem uma tecnologia excelente e estável, mas, no entanto, sofre com um marketing ruim.

Compre e Venda Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Decred de maneira simples, rápida e segura !!CLIQUE AQUI