Início Notícias A partir de agora, ONGs poderão receber doações em Bitcoin e outras...

A partir de agora, ONGs poderão receber doações em Bitcoin e outras criptomoedas com zero custo

781
0
A partir de agora, ONGs poderão receber doações em Bitcoin e outras criptomoedas com zero custo

A CoinWISE, startup criada em 2017 para oferecer soluções técnicas nas áreas de criptomoedas e blockchain, anunciou sua entrada no segmento de crowdfunding focado no terceiro setor através da CoinWISE Donations, uma plataforma que permite que projetos, causas sociais e ONGs recebam doações do mundo todo em criptomoedas.

Hoje, estão disponíveis Bitcoin, Litecoin e Bitcoin Cash, mas em breve, a carteira de criptomoedas será ampliada. O repasse para as entidades é feito em reais, não sendo necessário que o integrante saiba como administrar criptomoedas.

“A CoinWISE Donations é um desejo antigo que se concretiza. A nossa missão maior é aproximar as pessoas da Internet do Valores, por meio de experiências simples e seguras. E eu não conheço melhor forma de fazer isso do que conectando doadores a causas e projetos incríveis, em âmbito mundial”, destaca Juliana Assad, COO da CoinWISE.

A startup ainda informa que o serviço é totalmente sem custo, tanto para o recebimento quanto para a liquidez dos repasses. A instalação também é bem simples, necessitando apenas de um botão no site da ONG que direcione para uma página da CoinWISE. Ao clicar no valor desejado, é hora de escolher a moeda com a qual deseja fazer a doação. Depois disso, é gerado um QR code que deve ser escaneado pela solução de carteira do doador, ou basta copiar o endereço indicado e fazer a transferência.

A primeira organização a receber a solução foi o Clube dos Vira-Latas, atualmente a maior ONG de cuidado animal do Brasil. Localizado em Ribeirão Pires, o sítio de 7 mil metros quadrados abriga hoje aproximadamente 600 cachorros vítimas de maus tratos e abandono, já tendo sido responsável pelo resgate, tratamento e adoção de mais de 16 mil animais em seus 17 anos de existência.

“Nossa ONG sobrevive exclusivamente de doações e temos uma despesa de cerca de 70 mil reais mensais, não é nada fácil. Aceitar criptomoedas como doação é mais um meio que proporcionamos para as pessoas nos ajudarem a ajudar os animais que tanto precisam”, esclarece Claudia Demarchi, presidente do Clube dos Vira-Latas.

Qualquer ONG, causa social ou projeto pode se inscrever na plataforma, basta enviar um e-mail com a solicitação para donations@coinwise.io. Vale ressaltar que todas as instituições passam previamente por uma curadoria, e que alguns documentos, como CNPJ, são exigidos e avaliados.

Além da nova aplicação, a CoinWISE, em parceria com a Blockchain Academy, desenvolveu o “Human Blockchain”, uma dinâmica que explica na prática o que é blockchain e como a tecnologia funciona. Atualmente, a startup também possui diversas frentes de negócios: custódia segura de criptomoedas como serviço ou como produto, na forma de uma carteira de criptomoedas em hardware, o Safewise, a Bitvending, o Paywise e o Stonecast. Cada uma dessas frentes de negócios, segundo o CEO, tem seu próprio público-alvo e modelo de receita. O Paywise, por exemplo, é um sistema para lojistas e e-commerce aceitarem criptomoedas como meio de pagamentos.

COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã