Início Notícias 7 países da União Europeia juntam-se para liderar a adoção da blockchain

7 países da União Europeia juntam-se para liderar a adoção da blockchain

121
0
7 países da União Europeia juntam-se para liderar a adoção da blockchain

Sete nações membros da União Europeia (UE) uniram-se para promover o uso da tecnologia blockchain, visando impulsionar os serviços do governo e o bem-estar econômico, conforme a publicação da Coindesk.

Os países do sul da Europa – França, Itália, Espanha, Malta, Chipre, Portugal e Espanha – assinaram uma declaração conjunta nesta terça-feira, 04 de dezembro, para promover a adoção da blockchain na região a fim de “transformar” suas economias. Eles também se comprometeram em colaborar no desenvolvimento da tecnologia para tornarem-se “uma região líder neste setor”.

A declaração foi assinada em Bruxelas, na Bélgica, no dia 04 de dezembro.

A blockchain pode ser um “fator de mudança” no aumento da eficiência e transparência dos serviços do governo, desde educação e saúde até transporte e alfândega, disse o grupo no documento. Pode melhorar ainda mais os serviços para os cidadãos, trazendo “responsabilidade e privacidade para os usuários finais”.

“Isso pode resultar não só na melhoria dos serviços eletrônicos do governo, mas também aumenta a transparência e reduz a carga administrativa, melhora a cobrança alfandegária e melhora o acesso à informação pública”, afirma a declaração.

Além disso, o grupo aborda a regulamentação futura no bloco econômico, dizendo:

“Acreditamos que qualquer legislação sobre Tecnologias de Ledger Distribuído deve levar em conta a natureza descentralizada de tal tecnologia e deve se basear em princípios fundamentais europeus e neutralidade tecnológica. Também deve permitir inovações e experimentações para que os setores público e privado compreendam melhor as Tecnologias de Ledger Distribuído e desenvolvam os casos de uso.”

Silvio Schembri, secretário parlamentar de economia digital, serviços financeiros e inovação de Malta, tuitou na terça-feira, afirmando estar “orgulhoso” de ver Malta, a menor nação da UE, assumindo um “papel de liderança” na cooperação da blockchain.

Malta já tomou várias iniciativas para tornar-se uma “Ilha Blockchain”, como se auto-intitulou. Em junho passado, o parlamento do país aprovou três leis relacionadas a criptomoeda e blockchain, e desde então tem atraído empresas notáveis de criptomoedas ​​para se estabelecerem.

Embora a UE ainda não tenha se movimentado para regulamentar a tecnologia blockchain em toda a região, ela lançou iniciativas destinadas a investigar e testar a tecnologia.

Mais recentemente, no final de novembro, a Comissão Europeia anunciou o lançamento de uma nova associação de blockchain com cinco grandes bancos a bordo, incluindo o BBVA da Espanha. Essa iniciativa visa desenvolver diretrizes e protocolos para a indústria de blockchain, bem como promover internacionalmente os padrões blockchain da UE.

Compre e Venda Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Decred de maneira simples, rápida e segura !!CLIQUE AQUI