Blockchain

No âmbito das moeda digitais como o Bitcoin, um blockchain é a estrutura de dados que representa uma entrada de contabilidade financeira ou um registro de uma transação.

Cada transação é digitalmente assinada com o objetivo de garantir sua autenticidade e garantir que ninguém a adultere, de forma que o próprio registro e as transações existentes dentro dele sejam considerados de alta integridade.

A verdadeira mágica vem através do fato do registro dessas entradas digitais serem distribuídas entre uma vários usuários ou numa infraestrutura descentralizada. Esses nodes (ou nós) e camadas adicionais na infraestrutura têm o propósito de fornecer um consenso sobre o estado de uma transação a qualquer momento, pois todos esses nós e camadas têm cópias dos registros autenticados distribuídos entre eles. Para mais informações leia o artigo 4 coisas que você PRECISA saber sobre o blockchain.

Blockchain e Bitcoin são a mesma coisa

Não mesmo. O Bitcoin é uma criptomoeda que funciona como qualquer dinheiro de papel, mas existe apenas de forma digital. Já o Blockchain é a tecnologia por trás das criptomoedas. Ele funciona como o livro-razão com o registro de todo histórico de transações realizadas desde a criação da criptomoeda. No entanto, seu uso não se limita somente às moedas digitais, o que nos leva ao segundo mito.

Blockchain serve apenas para indústria financeira

Errado também. Existe uma infinidade de usos já mapeados para o Blockchain. Temos diversos outros usos dessa tecnologia para inúmeras soluções. Como o envio de ajuda para vítimas da guerra pela ONU, a AIG que anunciou recentemente o lançamento de uma apólice de seguro baseada em Blockchain, e até mesmo Dubai que agora vai começar a usar passaportes digitais baseado na tecnologia. A verdade é que qualquer tipo de transação que precise de registros e documentação poderá ser otimizada por meio do Blockchain.

O Blockchain vai acabar com o Banco Central em breve

Não vai. Pelo menos não por alguns anos ainda. Entre diversas outras funções, o Banco Central é o supervisor do sistema financeiro em nosso país – a instituição é responsável por garantir a veracidade de todas as transações financeiras realizadas no Brasil. O sistema do BC levou tempo e recebeu altos investimentos para ser desenvolvido e se tornar tão seguro e confiável quanto é hoje, por isso é necessário que a população esteja totalmente amadurecida para a aceitação dessa tecnologia disruptiva.

Conclusão

É muito provável que os sistemas de pagamentos em tempo real, como os necessários para a aprovação de compras físicas com cartões, passarão a usar a tecnologia Blockchain num futuro bem próximo, vou ficarão obsoletas. Também podemos esperar para os próximos anos que muitos governos e empresas apliquem o uso da tecnologia para a proteção e confirmação da veracidade de dados, nos mais diversos nichos de mercado.

loading...