sábado , 25 fevereiro 2017

Arquivos de Tag: pagamento

Dizer que o Bitcoin Não é Dinheiro, é Como Dizer que o E-mail Não é Carta

Bitcoin é dinheiro?

“O e-mail não é carta, não é físico, portanto não vale nada!”

Você já ouviu alguém dizer algo tão estúpido assim? Eu não. Mas quando eu converso com amigos sobre Bitcoin ou outras criptomoedas como Dash, alguns dizem que isso não pode ser dinheiro real. Também muitos dos chamados gold-bugs argumentam que o Bitcoin não tem valor intrínseco porque não é físico. Como algo que só é digital pode ser dinheiro real?

Confira também: Preso Homem que Extorquia Bitcoin na Nova Zelândia.

Cada vez que alguém me diz Bitcoin não é dinheiro real eu finjo concordar com eles, e digo ironicamente que também não acredito que o correio eletrônico não é um correio real. O e-mail é apenas digital, não é físico, por isso não pode ter qualquer validade! Então eles olham para mim com um rosto questionável sabendo que eu fui sarcático.

Todos nós entendemos por que o e-mail tem valor. O correio “das antigas” é lento e caro. E talvez ainda mais importante, precisamos confiar em outras pessoas para entregar nossa mensagem corretamente. O mesmo é válido com criptomoedas como Bitcoin e Dash. Nunca foi possível enviar dinheiro pela internet sem um intermediário até 2009, quando a tecnologia blockchain foi inventada. Poderíamos enviar dinheiro pela internet antes com serviços bancários on-line ou serviços como Paypal, mas dependíamos da confiança nos bancos para fazer a transação. Quando a crise de 2008 bateu, as pessoas começaram a perceber que não podemos sempre confiar cegamente nos bancos. Precisamos de um sistema de pagamento alternativo. Precisamos cortar o intermediário. É por isso que o Bitcoin é uma bênção! Você não precisa mais confiar seu dinheiro em um banco, mas pode ser seu próprio banco. Usando Bitcoin você pode enviar e receber dinheiro de pessoa para pessoa (P2P). Nenhum intermediário, e sem bancos!

Então, cada vez que alguém dizer que o Bitcoin não é dinheiro real, responda que o e-mail também não é carta. Espero que eles entendam.

Confira também: Como se Determina o Valor do Bitcoin?

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

BitPay Implanta Solução Avançada de Risco para Comerciante

Uma das maiores inovações do Bitcoin é a sua solução para o problema de gasto duplo com a moeda digital.

Mas enquanto a rede Bitcoin impede que transações de gastos duplos de serem adicionadas ao blockchain, algumas transações quando são enviadas duas vezes para tentar gastar os mesmo bitcoin são transmitidas na rede e  podem enganar empresas em entregar um produto antes das operações serem totalmente confirmada pela rede Bitcoin.

Para solucionar este risco, BitPay fornece uma variedade de opções em questões de velocidade para operação em BitPay comerciante.

Os comerciantes podem escolher em que nível de risco de confirmação que eles querem enviar seus bens: baixo 6 confirmações, médio 1 confirmação, a nossa configuração para novos comerciantes padrão ou alto 0 confirmações.

Alguns comerciantes podem usar uma configuração de velocidade alta transação para entregar os produtos ou serviços imediatamente. Este é um bom recurso a satisfação do cliente, mas estes comerciantes assumem um elevado risco de fraude, se essas transações de entrada não confirmar.

Por muitos anos, BitPay ofereceu um recurso para os clientes empresariais que analisa transações de entrada e determina se eles têm um risco mais elevado do que o normal de não ser confirmado. Nós prontamente ajustar essas faturas de maior risco para uma velocidade de operação Médio, deixando os pagamentos de menor risco processar-se a alta velocidade.

Hoje, estamos animado para expandir a disponibilidade deste recurso para a nossa base de estabelecimentos completo. Para aqueles comerciantes que dependem de notificações de BitPay para cumprir ordens, esta mitigação de risco de alta velocidade irá fornecer um nível adicional de proteção contra as ordens fraudulentas.

Nossos comerciantes ainda terá a opção de assumir o risco de aceitar pagamentos de alto risco com zero confirmações. Ao desligar o recurso de Mitigação de Risco de alta velocidade em seus dashboard, os comerciantes podem aceitar todos os pagamentos em alta velocidade, independentemente do seu nível de risco.

Enquanto não se resolve problemas tamanho de bloco, escalabilidade, empresas no seguimento de Bitcoin, faz de tudo para manter uma boa relação com seus usuários e entregar uma solução que atenda a demanda de mercado, mas até que ponto, vamos suportar estes “remendos”?

Já imaginou ir há uma loja e ter que esperar 1 a 4 horas pela confirmação de pagamento? Claro não é isso que queremos, pois os meios de pagamentos tradicionais já faz isso mesmo que de forma não segura.

Mas como percebemos as empresas que decidirem aceitar bitcoin em suas lojas terão que assumir estes riscos, até que a rede Bitcoin, consiga processar bastantes transações sem gerar fila na rede.

Caixa eletrônico de Bitcoin poderá incentivar comerciantes e usuários

Caixa eletrônico de bitcoin, vem sendo destaque em vários países, um exemplo real é na Espanha, onde atualmente conta com 20 ATMs, mas os planos da BTC Fácil – empresa que projeta os ATMs bitcoin é que para 2017 esse número passe para 37, isso significa que ao longo do tempo o número de equipamentos em locais físicos vão dobrar.

Miguel Ortuño, responsável pelo desenvolvimentos desses equipamentos na BTC fácil explicou para EFE empresas uma agência de notícias espanhola o seguinte:

“Se todo mundo está utilizar hoje, a rede não seria suficiente, por isso é bom que evoluir e continuar a legislação emergente no lugar que permite operar em silêncio.”

As vantagens de se utilizar um ATM são inúmeras, vou aqui destacar algumas, por exemplo, caso você precise sacar alguma quantia da sua conta basta ir direto no ATM e realizar a operação, além de rápido o processo é totalmente instantâneo, não necessitando você ir até um banco para realizar o saque do seu dinheiro. Outra vantagem é a facilitação em comprar os bitcoins, com uma simples solicitação e colocação do dinheiro no ATM em questões de segundos você  já terá bitcoins em mãos para poder gastar.

No Brasil a exchange Bitcointoyuou já desenvolveu o primeiro ATM 100% brasileiro. De acordo com o André Horta, diretor da BitcoinToYou o procedimento é bem simples.

“Após abrir uma conta na Bitcointoyou, o cliente digita o CPF no caixa e faz o depósito em dinheiro vivo, que fica disponível na conta como real ou é convertido em Bitcoin na hora, conforme a preferência do cliente” – explicou André Horta.

O Mercado Bitcoin tinha no mercado também um equipamento, mais o projeto está parado por enquanto, confira o comunicado:

O projeto do ATM do Mercado Bitcoin foi descontinuado por motivos aversos a nossa vontade. Infelizmente, os estabelecimentos no Brasil possuem pouca vontade de utilizar a moeda, o que ocasionou, pelo menos por quanto, na decisão de remover a ATM.
Esperamos ter novidades em breve. Equipe Mercado Bitcoin.

É importante destacar, que este ATM poderá ter integração com outras exchanges, atualmente ele está disponível na própria sede da empresa em Betim (MG), os planos é que até o final do ano esteja em algumas cidades cerca de 10 ATMs até o final do ano, para 2017 eles pretendem disponibilizar 100 ATMs é uma meta muita pretensiosa comparado a outros países como a própria Espanha e Estados Unidos.

É ótimo ver empresas querendo disseminar o uso de bitcoin no Brasil, agora nos resta esperar estes avanços para 2017. Será que nos próximos anos teremos um comércio movimentado com bitcoin? Deixe ai sua opinião.

Bancos americanos testam Blockchain, para lançar aplicativo de transferir dinheiro, em 2017

Zelle, um aplicativo de transferência de dinheiro, que é construído sobre uma rede de pagamentos de propriedade do banco para competir com o PayPal, Venmo e Square Cash, será lançado no próximo ano.

A rede do aplicativo se conecta 19 instituições financeiras norte-americanas, incluindo os maiores bancos do país, tais como JPMorgan Chase & Co., Bank of America Corp., Wells Fargo & Co. e Citi. Ela irá permitir que os usuários enviem dinheiro através de seus telefones para os destinatários, que vão ganhar acesso aos fundos imediatamente.

Ataques cibernéticos

O anúncio vem poucos dias depois de ataques cibernéticos, que ocorreram na Internet através de dispositivos comuns como webcams e gravadores digitais, interrompendo PayPal, Twitter, Spotify, algumas empresas alojadas pela Amazon Inc e outros sites. Eles são todos os clientes de uma empresa de infra-estrutura em New Hampshire chamada Dyn, que atua como uma central para o tráfego de internet.

PayPal disse que experimentou algumas interrupções de serviço devido ao ataque cibernético que impediu alguns de seus clientes sejam capazes de pagar com PayPal em certas regiões, embora o PayPal não foi atacado diretamente.

Aviso prévio

O novo serviço de pagamento de pessoa-para-pessoa Zelle é esperado para rivalizar o Venmo, um app de pagamentos executado por PayPal Holdings Inc. que se tornou popular entre os adultos jovens fazendo pagamentos a um outro para as despesas comuns, como aluguel e comida.

O consórcio de 19 bancos é conhecido como “Serviços de Alerta Precoce”, na tradução livre. Eles operam a clearXchange, que no início deste ano começou a conectar bancos para permitir que pessoas enviem dinheiro por e-mail ou mensagem de texto, a pessoas com contas em outros bancos para o seu uso imediato.

De acordo com a Bloomberg, Early Warning diz Zelle estará disponível no próximo ano e deverá estar acessível a mais de 76 milhões de clientes de serviços bancários móveis quando for iniciado.

Os bancos que fazem parte do clearXchange incluem Bank of America Corp, Capital One Financial Corp, JPMorgan Chase & Co, EUA Bancorp e Wells Fargo & Co. Alguns deles têm feito experiências com a tecnologia Blockchain que subjaz a todas as transações em moeda digital de Bitcoin.

Visa vai lançar serviço de pagamento blockchain ano que vem

Visa anunciou novos detalhes de um futuro serviço de pagamento de empresa-empresa desenvolvido com a blockchain startup Chain.

Apelidado de Visa B2B Connect, a plataforma de pagamento em tempo real, visa proporcionar um mecanismo mais seguro e transparente para as empresas que fazem pagamentos através da rede Visa.

Jim McCarthy, vice-presidente executivo de inovação e parcerias estratégicas da Visa, disse em um comunicado:

“O tempo nunca foi melhor para a comunidade global de negócios para tirar proveito de novas tecnologias de pagamento e melhorar alguns dos processos mais fundamentais necessários para executar seus negócios. Estamos desenvolvendo nossa nova solução para dar aos nossos parceiros de instituição financeira uma forma eficiente, transparente para pagamentos a serem feitos em todo o mundo “.

Visa não forneceu uma data de lançamento exata para o novo serviço, descrevendo a jogada de hoje como um “preview”. No entanto, a empresa disse que estão vendo para começar o serviço agora em 2017.

Os bancos brasileiros só vão aceitar boletos registrados, a partir de 2017

A turbulência financeira no Brasil está longe de terminar, os bancos do país tomaram novas medidas para enfrentar o uso generalizado de pagamentos feitos com boletos não registrados. A partir de 2017, todos os boletos bancários do país terá de ser registado com um banco e boletos não registrados serão banidos do sistema. Isso deve ajudar a aumentar o nível de transparência, fornecidas pelo sistema bancário do Brasil.

Ao mesmo tempo, não é surpreendente para os consumidores e as empresas preferirem os boletos não registrados. as contrapartes registadas estão sujeitas a taxas, como os bancos cobram uma comissão para a emissão, alteração, e mesmo cancelamento do boleto. Em um país onde é difícil o suficiente sobreviver todos os dias, todas as medidas de redução de custos são mais do que bem-vindo.

Essa situação vai começar a mudar 01 de janeiro de 2017. A FEBRABAN e o Banco Central do Brasil emitiu um novo decreto que só vai permitir o uso de coletores registrados no país. O PagBrasil, um dos principais fornecedores de boletos não registrados, não vê isso como um grande problema. Na verdade, eles se sentem confiantes de que a mesma estrutura tarifária pode ser mantida, o que só cobra os comerciantes para um pagamento bem-sucedido de um boleto registrado.

Primeiro de tudo, o boleto registado é automaticamente transmitido através da rede bancária e depositado em uma conta bancária do comprador. Os códigos de barras não desempenham qualquer papel no processo, as confirmações de pagamento serão mais fáceis. Em segundo lugar, os comerciantes podem apresentar queixas oficiais sobre boletos não pagos, o que deve ajudar a resolver quaisquer valores devidos de uma forma mais rápida.

Executivo da Netflix quer Bitcoin como moeda global, devido ao seu custo-benefício

Durante a conferência Citi Global Internet, Media & Telecommunications, o diretor financeiro da Netflix, David Wells expressou seu otimismo em relação ao Bitcoin, e como ela está se moldando para se tornar a moeda global das grandes indústrias.

De acordo com Market Realist, um estabelecimento de pesquisa de investimento proeminente que cobriu o evento, Wells afirmou :

“Com certeza seria bom ter Bitcoin como uma moeda global que você poderia usar globalmente.”

Por que Netflix está interessada em Bitcoin?

De acordo com a Netflix, os telespectadores podem pagar por assinaturas através de cartões de presente (gift cards) ou cartões pré-pagos em países ou territórios onde não há nenhum crédito ou débito de acesso. A razão Netflix mencionado bitcoin foi por ter vários métodos de pagamento sujeita a fraudes de pagamento, regras e regulamentações diferentes em vários países, e que o problema de tornar os sistemas de pagamento compatíveis com várias estruturas bancárias

Como a pesquisadora Shirley Pelts explica – Netflix está procurando soluções ativamente em pagamentos Bitcoin devido a casos de fraude e de atividade criminosa que gira em torno de gift cards e cartões pré-pagos cada vez mais. Em contraste com muitas redes de distribuição de conteúdo digital streaming, Netflix tem fornecido aos seus usuários e criadores de conteúdo com uma vasta gama de opções de pagamento, fora do campo tradicional de pagamentos bancários e de cartão de crédito.

No entanto, a plataforma verificou um crescimento de casos de fraude, devido ao surgimento de hackers e criminosos que tentam burlar o sistema.

“Este tipo de fraude não resulta em uma perda enorme para o comerciante, mas é um choque para o cliente quando o destinatário de um gift card tenta resgatá-lo e descobre que o saldo é zero”, declarou Martin-Vegue .

Como resposta, a equipe financeira da Netflix e CFO David Wells estão olhando para Bitcoin, que pode ser considerado como uma alternativa mais prática e custo-benefício eficiente para cartões de presente.

Construtora Passa a Aceitar Bitcoin como Pagamento

screen-shot-2016-09-14-at-12-55-23-am
O que parecia impossível a algum tempo, agora se tornou realidade: Após a operadora telefônica Algar passar a aceitar Bitcoin para recarga de celular – LEIA A MATÉRIA AQUI  – você já pode comprar seu imóvel no Brasil usando seus Bitcoins como pagamento. A construtora TECNISA – que é uma das maiores empresas do setor do Brasil – fechou uma parceria com a empresa CoinBR para fazer a intermediação de negócio e transformar este antigo sonho em realidade.

O diretor de Marketing e Ambientes Digitais da TECNISA, Romeo Busarello, falou:

“A TECNISA está sempre se preparando para o futuro, em busca do que é tendência. É uma empresa que tem o DNA digital e que colhe frutos de suas inovações constantes. O mercado já está olhando para o Bitcoin como algo promissor, já que possibilita transações diretas, facilitando o processo de compra no mundo inteiro. É uma ferramenta que vai tornar mais rápida a aquisição do imóvel dos sonhos e agregar novo benefício para o cliente, que poderá usar mais um recurso como pagamento do apartamento”

Inicialmente, a TECNISA só aceitará o pagamento da primeira parcela da entrada do imóvel via Bitcoin. E eles não estão de brincadeira: A empresa vai conceder um bônus de 5% no valor pago em Bitcoin para o comprador.

No site da própria TECNISA – que você pode acessar AQUI – há uma calculadora desse bônus.

Parece que – cada vez mais empresas – irão aderir ao Bitcoin como meio de pagamento no Brasil.
Tempos realmente emocionantes para os amantes de criptomoedas.