domingo , 23 abril 2017

Arquivos de Tag: p2p

Bitcoin pode ser seu melhor plano de de previdência privada ou herança

Previdência: Entenda porque o Bitcoin é o melhor plano para o seu futuro

Uma oferta monetária fixa, ou uma oferta alterada apenas de acordo com critérios objetivos e calculáveis, é uma condição necessária para um preço justo e significativo do dinheiro.

Em uma economia centralizada, a moeda é emitida por um banco central a uma taxa que é suposto corresponder ao crescimento da quantidade de bens que são trocados de modo que esses bens podem ser negociados com preços estáveis. A base monetária é controlada por um banco central. No Brasil, o Banco Central aumenta a base monetária emitindo moeda, aumentando o montante que os bancos têm na reserva e, imprimindo dinheiro eletronicamente em um processo chamado flexibilização quantitativa.

Em um sistema monetário totalmente descentralizado, não há autoridade central que regula a base monetária. Em vez disso, a moeda é criada pelos nós de uma rede peer-to-peer (P2P). O algoritmo de geração dos Bitcoin define, antecipadamente, como a moeda será criada e a qual taxa. Qualquer moeda que é gerada por um usuário mal-intencionado que produz um gasto-duplo e que não segue as regras será rejeitada pela rede e, portanto, é inútil.

É por esse motivo que nem o governo, nem hackers nem bancos tem o poder de cobrar taxas, fraudar ou até roubar os seus bitcoins se você guarda-los de maneira correta.

Testamento de Herança sem impostos com Bitcoin

Fazer um testamento é uma das formas por aqueles que desejam deixar seu legado em dinheiro para sua família. Existem pessoas mal intencionadas que abusam do poder centralizado no estado para tentar taxar ou até abolir o direito a heranças. Portanto, a maneira mais correta de se deixar uma herança é colocando o dinheiro em bitcoins, um ativo onde o governo não pode colocar a mão.

No testamento, a pessoa que quer deixar o valor, pode escrever no documento qual é a senha da sua carteira off-chain. Assim, os herdeiros terão acesso automático e facilitado ao dinheiro.

Essa é a solução mais prática para aqueles que, desde já, se preocupam com o futuro dos seus herdeiros. Isso pode descomplicar todo o processo. No entanto, é preciso ficar em alerta: tome algumas medidas a fim de prevenir que outras pessoas tenham acesso à senha da sua carteira.

Maneiras seguras para guardar seus bitcoins

1 — Você pode lacrar uma paper wallet com a senha e endereçá-lo a determinada pessoa ou guardá-lo em um local especial. É importante, ainda, manter uma anotação bem detalhada do saldo da sua carteira, para ter certeza de que ela não está sendo usada indevidamente.

2 — Você também pode colocar seus bitcoins em uma plataforma multi-sig. O conceito multi-sig é uma carteira que precisa de mais de uma assinatura para transferir os bitcoins. Você pode entregar 1 chave para os seus filhos e 1 para uma pessoa de muita confiança, assim, quando você partir, os dois poderão movimentar bitcoins.

3 — Você pode usar um pendrive criptografado ou uma hardwallet. Se você não gosta da ideia de deixar um papel com suas senhas anotadas, existem outras opções disponíveis para destinar como quiser a sua herança digital. É possível, por exemplo, utilizar pen drives com instruções de como acessar sua carteira ou carteira físicas, como Trezor e Ledger Wallet.

O interessado em usar a técnica deve criptografar o pendrive com uma senha que apenas os herdeiros conheçam. Dentro dele, devem estar contidas as instruções sobre como acessar e utilizar as moedas digitais disponíveis.

Deixar a herança em bitcoins deve ser uma preocupação de todas as pessoas que utilizam essa moeda digital. Vale ressaltar, por fim, que o dinheiro continuará a existir, mesmo depois que os investidores originais do bitcoin tenham partido. Por isso, tome esses cuidados para garantir o repasse da sua quantia.

Previdência privada com o Bitcoin

Todos os brasileiros minimamente instruídos que conhecem a falcatrua dos sistemas de pirâmide, sabem que a previdência pública fornecida pelo governo é insustentável a longo prazo. Mas como resolver isso?

Devido a sua oferta limitada definida pelo código inicial, só existem 21 milhões de Bitcoins disponíveis para a mineração. Portanto o Bitcoin se trata de um recurso escasso, mesmo que digital.

Pela lei da oferta e demanda, quando um ativo é escasso e subjetivamente útil por suas qualidades ele valoriza no mercado e o seu preço dispara. O bitcoin tem muitas características positivas que o fazem valorizar a curto e a longo prazo, e pode ter uma infinidade de utilidades dentro do mundo financeiro.

A maior delas é a possibilidade de fazer um plano de previdência privada. Sabendo que o Bitcoin é escasso e sempre valoriza quando mais e mais pessoas entram no sistema, temos a garantia e a certeza que a cada dia ele vai valer mais.

Se você quiser algo seguro, não confie no governo, confie no Blockchain. Não deixe seu dinheiro no INSS nas mãos de burocratas.

O investimento em Bitcoin é um investimento cambial como qualquer outro, é fácil comprá-lo e negocia-lo assim investir em dólar ou euro.

Leve em conta que investir em moedas digitais pode ser uma boa estratégia para formar a sua carteira para a aposentadoria. Com bons estudos, as chances de ver seu dinheiro lucrar na esfera digital é muito grande!

Gostou do artigo? Compartilhe e deixe a sua opinião abaixo!

Quer receber as notícias em primeira mão? Participe do nosso canal no Telegram: https://t.me/criptomoedasfacil (@criptomoedasfacil) 

O crescimento e a procura por Bitcoin

A economia bitcoin está crescendo rapidamente, evoluindo constantemente diante de nossos olhos. O ano de 2017 está mostrando que mais pessoas estão interessadas em bitcoin, dessa forma possibilitando procura cada vez mais a criptomoeda descentralizada.

Muita coisa mudou ao longo dos últimos oito anos dentro do ecossistema bitcoin, como tendências estão mostrando crescente interesse na moeda digital ao longo do tempo. Este ano houve alguns embates, mas o bitcoin manteve acima da faixa de preço dos 4 dígitos em um período de tempo nunca visto. 2017 também está mostrando que toda a economia bitcoin está mudando em várias direções e segmentos. Hoje vamos dar uma olhada sobre as conquistas da rede Bitcoin e tendências ao longo deste primeiro trimestre de 2017.

Volume global em Localbitcoins

Localbitcoins volume Global

Localbitcoins tem presenciado crescimento exponencial em 2017, no volume de negociações como nunca vista. Os volumes semanais atingiram US $ 32 milhões na plataforma de negociação peer-to-peer (P2P). Segundo entusiastas e investidores, especula-se que alguns dos picos de volume são devido a eventos recentes na China com o banco central do país (PBOC) impondo regulamentos severos nas principais exchanges. Além disso, muitos atribuem o aumento da negociação peer-to-peer devido a controles rigorosos de capital do país e crises financeiras em alguns países, como China e Venezuela.

Volume em Localbitcoins mostra que é movido pela China

Volume trade bitcoin

Desde os recentes eventos relacionados à regulação em plataformas de negociação bitcoin, o volume de negociação têm se concentrado em Localbitcoins. Antes de 2017 havia menos trading CNY em Localbitcoins do que existe hoje. Na verdade, as três principais moedas negociadas em Localbitcoins como CNY, USD e RUB são relativamente iguais, já que os residentes chineses começaram a usar a exchange com mais frequência.

O volume de trade chinês caiu significativamente

Volume trade bitcoin cai

A última repressão regulatória na China mostra que os volumes de negociação CNY bitcoin caíram em 2017. Claro que muitos especularam que os volumes no passado foram exagerados em certas exchanges chinesas oferecendo taxa zero nas negociações. As coisas mudaram significativamente em 2017, quando o banco central da China aplicou novas diretrizes AML / KYC, proibiu a negociação de trade com margem de lucro e plataformas de negociação foram forçadas a adicionar taxas a todos os serviços. Além disso, boa parte das exchanges mais populares da China suspenderam retiradas de bitcoin/litecoin, há mais de um mês.

Google Trends mostra maior interesse por Bitcoin em 2017

Google trends

De acordo com estatísticas do Google, pesquisas bitcoin aumentaram em 2017 a cerca de muitos países ao redor do mundo. Além disso, os detalhes do gráfico um mostra que o número de usuários bitcoin dobrou todos os meses desde 2013. Já o gráfico dois mostra um grande movimento de pesquisas provenientes principalmente de regiões como a África e a região do Baltic.

Aumenta o número de ATMs Bitcoin em 2017

ATMs bitcoin

Os caixas Bitcoin (ATMs) localizados em todo o mundo aumentaram ao longo dos anos e atingiram um patamar histórico em 2017. De acordo com a coinatmradar.com, existem cerca de 1.084 caixas eletrônicos bitcoin em 56 países. Além disso, existem agora 23 fabricantes de ATM bitcoin e 202 provedores de serviços. Os EUA e a Europa detêm a maior parte dos ATMs com maiores concentrações desses equipamentos.

Já o Brasil, detém de uma única empresa que fabrica ATMs, algumas exchange no pais já disponibilizou alguns equipamentos. Segundo o CEO da BitcoinToYou, a empresa pretende disponibilizar 100 ATMs agora em 2017, é uma meta muita pretensiosa comparada a outros países como Espanha e Estados Unidos.

Bitcoin continua a crescer ao longo dos anos

Ao longo dos anos, temos presenciado aumento significativo, como por exemplo: número de carteiras bitcoins ultrapassando 8 milhões, aumento nas transações, aumento no volume de negociações. Mas o que tem mesmo chamado atenção foi a redução significava na taxa de volatilidade do bitcoin, que vem caindo ano pós ano.

O que esperar para o futuro do bitcoin? Deixe nos comentários.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Volatilidade do Bitcoin não impede a LocalBitcoins bater o volume histórico

A LocalBitcoins novamente alcançou volumes históricos. Mesmo com a grande volatilidade do bitcoin nos últimos dias, cerca de U$ 32 milhões foram negociados na plataforma.

“Mercado livre do bitcoin”

O marketplace P2P que opera no mundo todo tem visto um aumento na utilização nos últimos meses, e os volumes de venda aumentando em uma base quase que semanal.

bitcoin

Analisando os dados do coin.dance, podemos ver que somente no últimos dias de março o mercado Chinês contribuiu com mais de 54 milhões de Yuans.

Na semana anterior a própria China estabeleceu um novo record em negociações, com as tentativas do Banco Central (PBoC) de regular as exchanges, motivou os traders de bitcoin utilizar o P2P.

Arriba!

E um grande movimento está sendo visto no México, mostram dados impressionantes da maior exchange de bitcoin do país, a Bitso.

Na semana passada a exchange movimentou 3.660 BTC, com a primeira semana de março vendo um recorde de 4.870 BTC, amplamente alinhado com o aumento da atividade do mercado antes da decisão do ETF.

bitcoin

Um usuário do fórum reddit fez um post comparando os números da Bitso com os números da LocalBitcoins, e chegou a conclusão que o volume semanal no México é de no mínimo 10 milhões de dólares.

O que você acha desse volume histórico? Será a popularização da moeda? Deixe nos comentários abaixo.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Nem mesmo o ‘Grande Firewall’ Pode Parar a Negociação de Bitcoins na China

Na China Facebook, Twitter, New York Times e Localbitcoins, todos eles são inacessíveis atrás do “grande firewall”, que se refere à censura na Internet do chamado “dragão vermelho”, apelido dado ao estado chinês. Desde a introdução de medidas regulatórias pela maioria das exchanges chinesas de Bitcoin, o comércio de criptomoedas parece ter, pelo menos em parte, migrado para mercados peer-to-peer (p2p). Em particular, Localbitcoins.

Confira também: Usuário Paga Acidentalmente 2.5 Bitcoins em Taxa de Transação, Veja no que Deu!

As exchanges chinesas de criptomoedas implementaram novos meios para identificar quem são seus clientes e suspenderam as retiradas indefinidamente no mês passado, frente as novas regras do Banco Popular da China (PBOC). Isso parece ter levado ao aumento do volume de negociações P2P em Localbitcoins, o que facilita e simplifica negócios de moeda local em todo o mundo.

Volume de Bitcoins no Localbitcoins da China

Analistas do site Coin.dance mostram que algumas transações foram negociadas a elevados 36 milhões yuans chineses durante a segunda semana de fevereiro. Veja no gráfico abaixo.

Yuan Localbitcoins

Esse total de 36 milhões havia explodido para quase 60 milhões de yuans na semana passada. O gráfico, com certeza, reflete um aumento significativo do preço do bitcoin, e isso significa obviamente que ele está em alta. No entanto, essa alta não parece manter os investidores longe da moeda digital. Até o início de fevereiro de 2017, o total de ordens de compra no site OTC bitcoin não ficou abaixo de 14.000.000 yuans, o que parece um bom indicativo.

De acordo com o gerente da empresa finlandesa Localbitcoins de codinome “Max”, na China, as transações na plataforma de negociação foram feitas principalmente usando VPN’s (redes virtuais privadas), que são uma forma de driblar a regulação estatal por bloqueio de IP’s do Grande Firewall da China.

Max afirmou o seguinte no Reddit:

“Já estamos tecnicamente bloqueados na China, pois nosso site usa, entre outras coisas, o sistema “re-captcha” do Google. Como todos os recursos do Google estão bloqueados na China, não é possível entrar no nosso site a partir da China Continental, a menos que você use uma VPN.”

Encontrar uma VPN confiável pode ser difícil na China, cujo o governo proibiu todas as VPN’s não autorizadas, no início deste ano.

O Ministro da Indústria e Tecnologia da Informação da China pronunciou antecipadamente um comunicado sobre as proibições:

“O mercado de serviços de conexão à Internet da China tem sinais de desenvolvimento desordenado que exigem regulamentação e governança urgente”.

Acrescentou que “Os novos regulamentos fortalecerão a gestão da segurança da informação no ciberespaço”.

Localbitcoins: Um dos primeiros lugares onde os indivíduos puderam negociar Bitcoins Online

Localbitcoins está disponível virtualmente em todos os lugares do planeta, e facilita uma variedade de comércios, incluindo em negociações com pessoas de outros países. O comércio é totalmente livre entre as pessoas que querem os bitcoins, e aqueles que os desejam vender.

A grande maioria dos negócios no site ocorre com diferentes tipos de transferências de banco para banco, mas também ocorre com muita frequência com pagamentos de alto risco, como gift cards (cartões de presente). O site tem experimentado um crescimento constante desde que foi ao ar em 2012 pelo fundador Jeremias Kangas. Recentemente ele se pronunciou no site bitcoin.com, afirmando:

“Localbitcoins cresce em ritmo bastante estável e previsível”, disse Kangas. “Em alguns países onde a inflação é alta, com grandes diferenças nas taxas de câmbio — como na Nigéria, na Venezuela ou em vários outros países onde a moeda é fraudada pelos governos — a taxa de troca de bitcoins pode ser bem diferente das taxas oficiais. Assim, o Bitcoin pode ser uma ferramenta cada vez mais relevante para se obter o valor real de uma moeda específica, mostrando o real valor de mercado dela.”

Apesar das atuais flutuações no mercado chinês de bitcoins, os preços aumentaram nesta semana, estabilizando-se em mais de 8.000 CNY em todas as principais exchanges.

Confira também: Banco Central da China Lista Novas Regras para Exchange de Bitcoin do País

O que você acha sobre o interessante bloqueio chinês no site Localbitcoins? Deixe a gente saber nos comentários abaixo.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Brazilian Bitcoin Conection #2 – Exchange vs P2P e Aprovação do ETF

Muito se pergunta, sobre qual a melhor forma de comprar e / ou vender bitcoins. Será que é melhor direto em uma exchange ou com algum vendedor p2p?

Confira também: Preço do Bitcoin Pode Chegar aos U$ 3.000 no Fim de 2017, Admitem Analistas Técnicos.

Este assunto foi palco de debate no dia 28 fevereiro, na segunda edição do Brazilian Bitcoin Connetion (BBC), apresentado pelo Rocelo Lopes CEO da coinBR, nesta edição os convidados foram Eduardo Ferreira especialista em investimentos UK, com 10 anos de experiência no mercado financeiro e o Rafael Felício, considerado um dos maiores negociadores de bitcoin na modalidade p2p (“pessoa-para-pessoa”).

Para o Eduardo, o p2p é está na natureza do bitcoin, fazendo que pessoas negociem com pessoas. Um dos problemas hoje nesse mercado está relacionado ao acesso a pessoas de confiança.

“O p2p tem problemas de escalabilidade.” Eduardo Ferreira

Hoje para quem está conhecendo o bitcoin que ainda possui poucas informações e não conhece pessoas de confiança na comunidade, a exchange acaba sendo uma forma mais segura. Além de ser uma instituição, existe todo um sistema de segurança que traz tranquilidade para o usuário.

“Cabe ao usuário se proteger e se informar.” Eduardo Ferreira.

Na visão do Rocelo, as exchanges tem que dar usabilidade ao bitcoin, indo além do serviço de intermediação de compra e venda.

Medidas de segurança

Como vimos um dos problemas nas transações p2p é a confiança na outra parte, segundo o Rafael, algumas medidas são necessárias, como verificar perfil da pessoa em redes sociais, e caso esteja realizando um à operação com valor alto solicitar que a pessoa apresente documentação ou em alguns casos chamar para vídeo conferência.

“Hoje as pessoas mal intencionadas sempre procuram os novatos para darem golpes”. Rafael Felício.

Infelizmente hoje os novatos são alvos de golpistas.

Localbitcoins no Brasil

Além da negociação direta, existe a plataforma de negociação p2p Localbitcoins, que nos últimos meses tem registrado um aumento significativo em negociações pelo público brasileiro.

Localbitcoins Brasil

O Eduardo perguntou ao Rafael se ele usava a plataforma e o que ele achava, o mesmo respondeu que usava pouco, questionando alguns aspectos de usabilidade da própria plataforma, mais afirmou que outros colegas usam e nunca tiverem problemas. Um das questões de que o Rafel não faz negociação é devido à posse dos bitcoins, para ele, é melhor sempre ter em mãos e não na posse de terceiros.

Impacto do ETF em negociadores p2p

Segundo Rafael mesmo que haja um aprovação do ETF dos irmãos Winklevoss, isso não vai afetar o mercado p2p, já que “Bitcoin nasceu peertopeer.”

Caso haja uma aprovação no dia 11 de março, o ETF pode trazer uma maior liquidez para o mercado, fazendo que haja um amadurecimento no mercado de bitcoin.

“O ETF tem importância muito grande para dar acesso a investidores institucionais”. Eduardo Ferreira.

Outro ponto importante na discussão é o que o p2p não são concorrentes diretos, já que ambos atendem públicos diferentes.

Vantagem de se negociar no p2p

Para algumas pessoas, a principal vantagem de comprar direto com negociador p2p, é  comunicação diferenciada e a rapidez em realizar a transação.

Outra vantagem é que o vendedor pode congelar a cotação até que o depósito seja concluído, o que não acontece em uma exchange, até que seu depósito seja confirmado o cotação já sofreu variações de preço.

Por fim, caso você tenha interesse em negociar direto com p2p, basta pesquisar e sempre buscar por referências, vale lembrar, que além da diferença de preço entre os dois mercados, sempre um vai te atender melhor em alguns aspectos, então fica ao seu critério escolher o que melhor vai te servir.

Veja o programa na íntegra:

Confira também: Preço do Bitcoin Alcança Maior alta do Ano à Medida que a Expectativa da ETF Cresce.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Dash é Integrada a Wall of Coins

A Wall of Coins integrou suporte para a compra privada de Dash, vendida diretamente em dinheiro, assim como para MobileMoney com base na África, à medida que a Dash atinge níveis máximos históricos.

Confira também: O que Aconteceu com o Bitcoin na China?

Uma plataforma para a compra de fiat-para-crypto simplificada, Wall of Coins permite que os usuários façam um depósito em dinheiro anônimo para comprar as criptomoedas. Isso fornece uma experiência de peer-to-peer (P2P) semelhante ao que oferece o LocalBitcoins, apenas com uma experiência mais simplificada para reduzir significativamente o tempo gasto.

De acordo com o Diretor Executivo da Genitrust, Robert Genito: que opera a Wall of Coins, integrar Dash foi um ajuste perfeito para este modelo:

“A Dash tem muita utilidade, e para ser franco, os recursos da Dash são o que as comunidades de criptomoedas têm solicitado há anos: transações instantaneamente estabelecidas, privacidade e a capacidade da moeda se adaptar às crescentes demandas do mercado.”

A parceria entre Dash e Wall of Coins tem como objetivo a adoção de criptomoedas

Genito acredita que uma opção fácil de usar para compra em dinheiro, é fundamental para a adoção de uma criptomoeda.

“Wall of Coins é um ajuste perfeito para aumentar a acessibilidade da Dash. Wall of Coins é focado inteiramente sobre os maiores problemas que as pessoas enfrentam com dinheiro, e esse desafio é simplesmente a “adoção” de uma nova moeda. Estamos resolvendo isso com um ecossistema que permita que todos estejam envolvidos. “

A integração com a Dash foi única entre as criptomoedas, e a Wall of Coins em si não tinha que fornecer 100 por cento do financiamento para o apoio da integração, mas em vez disso, recebeu ajuda da própria Dash. Ao contrário de muitas outras moedas, a recompensa de bloco de Dash recém criados, em vez de ir inteiramente para os mineiros,  economiza 45 por cento para o masternode e 10 por cento para o desenvolvimento. Os masternodes votaram para financiar a integração do Wall of Coins, que permanece 10 por cento. Genito vê isso como um passo adiante no modelo de desenvolvimento para o modelo de dinheiro:

“Para completar, as partes interessadas da Dash votaram para financiar o Wall of Coins para integrar a Dash. Eu acho que é bastante surpreendente que existe uma criptomoeda que pode contratar seres humanos, e isso é o que está acontecendo aqui: pessoas do ecossistema da Dash estão sendo pagas por um robô inorgânico. Isso é real, isso está acontecendo hoje e este é um avanço poderoso em relação ao dinheiro.”

Além disso, a Wall of Coins recentemente adicionou suporte para MobileMoney, um serviço com base na África, que permite os usuários carregarem dinheiro em seus celulares em lojas de comércio local, dando aos africanos outra maneira simplificada de comprar Bitcoin e Dash.

Confira também: Bitcoin, Ethereum e Dash Começam a Semana em Alta.

De acordo com Genito, esta rápida integração é parte do modelo Wall of Coins:

“WOC pode inicializar em um novo país quase que instantaneamente. Esta é apenas a ponta do iceberg do que esta poderosa plataforma é projetada para fazer.”

A recente entrada da Dash para o Top 3 do CoinMarketCap

A criptomoeda Dash tem tido um aumento impressionante no preço e na capitalização de mercado recentemente, quase triplicando o valor só este ano. Após de sua grande atualização para a versão 12.1 Sentinel, ela subiu várias posições na lista do CoinMarketCap, ultrapassando os concorrentes de longa data como Litecoin e Monero. E finalmente passando a Criptomoeda Ripple para se afirmar no terceiro lugar, atrás apenas do Ethereum e do Bitcoin.

Como o uso como moeda sendo uma das preocupações, isso coloca Dash no número dois atrás do Bitcoin. Ainda assim, o gigante das criptomoedas tem um valor de quase 100 vezes o da Dash, o que significa que ainda tem muito chão pela frente para o 1ª lugar das criptos.

Confira também: Dash dispara de 8 para 20 dólares – Motivos?

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

O que Aconteceu com o Bitcoin na China?

Começamos 2017 com bastante entusiasmo no bitcoin. O preço quebrou US $ 1.000 em 1º de janeiro e, na segunda semana de Fevereiro, teve sua maior alta ultrapassando o topo histórico. Os ganhos de preço vieram como uma enxurrada de eventos na China, onde a moeda digital é definida como um “bem virtual”, deixando “a cena do Bitcoin em desordem”.

Depois de 2 meses de todo esse ocorrido, vamos analisar a fundo o que aconteceu,  e qual a situação atual do bitcoin na China.

Janeiro 2017

Em 5 de janeiro, o Banco Popular da China (PBoC) falou com as exchanges de bitcoin informando que ainda não é uma moeda sob as leis chinesas. Rumores apontavam que a China em breve iria agir para proibir o Bitcoin.

Uma interpretação mais suave da ação supôs o banco central, simplesmente esclarecer as leis da nação – nenhuma promoção offline, sem falsas negociações, a desvalorização do yuan não pode ser mencionado para promover a moeda digital, e eles sugeriram tornar obrigatório conhecer o seu cliente e tomar medidas para sonegação de impostos, entre outras condições. PBoC também aproveitou esta oportunidade para alertar os investidores sobre a volatilidade da moeda digital e o seu risco.

Confira: Bitcoin Cede 2% após Reuniões dos Reguladores da China com as Exchanges

Em 11 de janeiro, o People’s Daily, jornal oficial da China, publicou uma história sobre a tecnologia blockchain que incluiu um gráfico explicando o que é o Bitcoin.

O inicio das inspeções

O PBoC Xangai e o Shanghai Municipal Finance Office já estavam inspecionando uma das maiores exchanges do país a BTC China. As duas autoridades inspecionaram também as demais exchanges de bitcoin, Huobi e OKcoin. Esta última afirmou em um e-mail aos seus clientes o seguinte:

“Autoridades estão realizando uma inspeção de uma semana, apenas para entender a situação aqui. O objetivo é manter a estabilidade financeira, evitar riscos financeiros e regular o comportamento comercial do mercado “, escreveu BTCC. “Sem outras intenções. Os serviços de depósito e retirada estão funcionando corretamente “.

Entre outras coisas, as exchanges chinesas teriam de cessar o margin trading e taxa zero nas negociações de bitcoin. Na Comunidade, uma discussão sobre uma grande porcentagem dos negócios na China estava sendo manipulada por exchanges. Diante de todo o ocorrido a BTC China suspendeu seu serviço de margin trading, o mesmo ocorreu em Huobi e OKCoin.

Em 20 de janeiro, a BTCC twittou que estava “revisando a experiência operacional de contrapartes estrangeiras e a cobrança de taxas de transação, visando reduzir ainda mais a especulação e evitar a volatilidade de preços”. OKCoin anunciou que estava tomando ações semelhantes.

Confira também: Banco Popular da China faz Alerta sobre Volatilidade do Bitcoin nos últimos dias

Em seguida BTC China, Huobi e OKCoin voltam a cobrar taxas em 24 de janeiro. Uma quarta troca chinesa bitcoin, Yunbi, introduziu taxas pouco depois.

Declarações do PBOC

PBoC Departamento de Gestão Empresarial, Pequim Secretaria Municipal de Finanças, Secretaria Municipal de Indústria e Comércio e outros departamentos relevantes formaram um grupo comum para visitar Huobi, OKCoin e outras exchanges para uma inspeção no local”, a declaração diz o seguinte:

“De acordo com os problemas encontrados durante a inspeção inicial, o grupo decidiu continuar a inspeção, com foco principalmente na liquidação de pagamentos, anti-lavagem de dinheiro, gestão de moeda estrangeira, informações e segurança financeira. O grupo sugere que os investidores devem prestar atenção aos aspectos importantes das trocas de bitcoin, tais como conformidade legal, volatilidade de mercado, segurança financeira e a participação no investimento bitcoin com discrição”.

O Ano Novo Chinês

A medida que o ano novo chinês se aproximava, PBoC anunciou que iniciaria seu próprio instituto de pesquisa em moeda digital para pesquisar a tecnologia blockchain.

PBoC, em seguida, convidou nove exchanges de bitcoin chinesas para uma reunião a portas fechadas, incluindo CHBTC, BTCTrade, HaoBTC e Yunbi, supostamente comunicando que nenhuma negociação margin trading estivesse disponível nas plataformas e que as trocas devem cumprir as leis do LBC.

Confira também: Banco Central da China encontra irregularidades nas Principais Exchanges de Bitcoin

Exchanges Chinesas Interrompem Saques

Em 13 de fevereiro, o provedor de serviços Bitcoin HaoBTC anunciou que iria cessar os serviços de exchange de bitcoin, mas manteria seu serviço de carteira.

A Localbitcoins, uma plataforma de negociação peer-to-peer (P2P) de bitcoin, mostrou uma explosão de interesse após as ações da PBoC e subseqüente suspensão das retiradas nas bolsas chinesas.

China Localbitcoins

Em 8 de fevereiro, Samson Mow, CEO do BTC China, deixou a empresa que ele ajudou a fundar. – Pouca explicação foi dada.

“Lamentamos informar que o nosso CEO [Samson Mow] está saindo da BTCChina”, escreveu o co-fundador Bobby Lee.

Os volumes de negociação até então começaram a diminuir. OKCoin, que manteve a maior quantidade de bitcoin, viu seu volume cair em mais de 20.000 bitcoins  entre 16 e 17 fevereiro.

Antes das mudanças, a China liderou o comércio bitcoin, mas desde que seus volumes desmoronaram a aproximadamente 33%, Japão passou a frente e é o líder mundial  no comércio do bitcoin.

Confira também: Tamanho Importa: Japão se Torna o Maior Mercado de Bitcoin do Mundo, bate China e EUA.

Desde as reuniões com a PBoC, as exchanges na China começaram a introduzir novos procedimentos AML e KYC, como uploads de ID e outros processos de verificação – nenhum dos quais existia antes das reuniões recentes.

Desenvolvimento de seu “Bityuan”

Na metade de janeiro, tornou-se público que o PBoC estava pesquisando como implementar sua própria moeda digital, RMBCoin, “para realmente alcançar a meta de dinheiro para o povo”.

“Agora está ficando claro que o banco central da China será um dos primeiros a emitir uma moeda digital”, de acordo com Andy Mukherjee, em publicação para para Bloomberg.

Bloomberg acrescentou: “Uma versão inicial do bityuan provavelmente será um assunto sem interrese. A pesquisa no Banco Popular da China favorece um sistema em que a autoridade monetária emitiria a criptomoeda para os bancos, que a forneceria para seus clientes “.

Confira também: O Fim das Transações Ilícitas na Rede Bitcoin

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

LocalBitcoins Registra Maior Alta de Todos os Tempos, Volume da China Sobe 500%

O volume de negociação do Bitcoin na plataforma de negociação (p2pLocalBitcoins, atingiu um novo patamar mundial de todos os tempos, impulsionado pela crescente atividade entre os traders na China.

Confira também: Bitcoin está se Tornando uma Opção de Investimento a Longo Prazo.

De acordo com dados da Coin.Dance, o volume da semana passada subiu além dos 24 milhões de dólares em transações de bitcoin. Comparado com o ano passado, o valor de negociação de bitcoin mais que dobrou a nível global.

LocalBitcoins

Na China, os traders de bitcoin responderam à decisão das bolsas de congelar as retiradas de bitcoin (devido à regulamentação forçada do PBoC) – correndo em bando para o marketplace Localbitcoins.

Confira também: BTC China Suspende Saques de Bitcoin por um Mês.

A semana seguinte à última regulamentação do Banco Central Chinês, registrou um aumento para 36,2 milhões de Yuans em bitcoins negociados através da plataforma. Para se ter uma ideia, a semana de negociação anterior também foi uma alta histórica, e bateu ¥ 6,6 milhões. Em volume, quase 5000 BTCs foram trocados através da plataforma, 5 vezes o volume de 922 BTCs da semana anterior.

LocalBitcoins

É ainda mais notável que o LocalBitcoins permanece bloqueado na China, devido ao firewall estatal imposto pelo país.

“Já estamos tecnicamente bloqueados na China, pois nosso site usa entre outras coisas, o sistema de re-captcha do Google”, postou um membro da equipe da LocalBitcoins em um fórum. “Como todos os recursos do Google estão bloqueados na China, não é possível entrar no nosso site a partir da China, a menos que você use uma VPN.”

A queda da economia da Venezuela que continua a ver a hiperinflação, também mostra números recordes. Com 17,1 milhões de Bolívares negociados na semana passada, bateu o recorde histórico de Bs 15,4 milhões da semana retrasada.

LocalBitcoins

Outros países que se somam à nova alta global incluem a Noruega, onde os investidores estabeleceram um registro de volume semanal, e também o México.

Confira também: Tensão na Comunidade de Bitcoin na Venezuela: Exchange é Forçada a Fechar.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Dizer que o Bitcoin Não é Dinheiro, é Como Dizer que o E-mail Não é Carta

Bitcoin é dinheiro?

“O e-mail não é carta, não é físico, portanto não vale nada!”

Você já ouviu alguém dizer algo tão estúpido assim? Eu não. Mas quando eu converso com amigos sobre Bitcoin ou outras criptomoedas como Dash, alguns dizem que isso não pode ser dinheiro real. Também muitos dos chamados gold-bugs argumentam que o Bitcoin não tem valor intrínseco porque não é físico. Como algo que só é digital pode ser dinheiro real?

Confira também: Preso Homem que Extorquia Bitcoin na Nova Zelândia.

Cada vez que alguém me diz Bitcoin não é dinheiro real eu finjo concordar com eles, e digo ironicamente que também não acredito que o correio eletrônico não é um correio real. O e-mail é apenas digital, não é físico, por isso não pode ter qualquer validade! Então eles olham para mim com um rosto questionável sabendo que eu fui sarcático.

Todos nós entendemos por que o e-mail tem valor. O correio “das antigas” é lento e caro. E talvez ainda mais importante, precisamos confiar em outras pessoas para entregar nossa mensagem corretamente. O mesmo é válido com criptomoedas como Bitcoin e Dash. Nunca foi possível enviar dinheiro pela internet sem um intermediário até 2009, quando a tecnologia blockchain foi inventada. Poderíamos enviar dinheiro pela internet antes com serviços bancários on-line ou serviços como Paypal, mas dependíamos da confiança nos bancos para fazer a transação. Quando a crise de 2008 bateu, as pessoas começaram a perceber que não podemos sempre confiar cegamente nos bancos. Precisamos de um sistema de pagamento alternativo. Precisamos cortar o intermediário. É por isso que o Bitcoin é uma bênção! Você não precisa mais confiar seu dinheiro em um banco, mas pode ser seu próprio banco. Usando Bitcoin você pode enviar e receber dinheiro de pessoa para pessoa (P2P). Nenhum intermediário, e sem bancos!

Então, cada vez que alguém dizer que o Bitcoin não é dinheiro real, responda que o e-mail também não é carta. Espero que eles entendam.

Confira também: Como se Determina o Valor do Bitcoin?

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Onde e Como Obter Bitcoins

Como a popularidade do Bitcoin está aumentando a cada dia, muitos usuários estão interessados ​​em comprar e negociar com a criptomoeda. Bitcoins não só são fáceis de usar, mas também ajudam a manter o anonimato de ambas partes envolvidas em transações, portanto, é considerado um dos modos mais seguros de moedas digitais.

Confira Também: Bitcoin: Como Proteger a sua Privacidade e Segurança Online

Falta de Conhecimento

Infelizmente apesar de muitas empresas e comércios locais aceitarem Bitcoins como forma de pagamento, o público em geral ainda não possui informação suficiente sobre o potencial uso do bitcoin.

Eles só sabem que é popular, não sabem como praticamente comprá-los, lugares para comprá-los e como eles podem ser usados ​​para transações. Este artigo tem como objetivo levar informação até essas pessoas.

Confira também: O que é o Bitcoin?

Informações antes de comprar

Para poder armazenar suas moedas você precisa de uma carteira Bitcoin, será através dela que você poderá gastar ou receberem novos bitcoins. Para que que tudo aconteça com tranquilidade, vou indicar dois artigos para você ler primeiro antes de você realizar sua primeira compra.

Como Guardar seus Bitcoins com Segurança

Como Funcionam as Taxas do Bitcoin

Como Comprar Bitcoin

Existem hoje muitas possibilidades de como obter bitcoin, boa parte é através de Corretoras de bitcoin, cada corretora tem suas condições para compra. Aqui no Brasil por exemplo, o processo mais comum é feito através de transferência eletrônica de uma conta de titularidade do próprio usuário.

Outra modalidade de compra é através de pessoas que tenham bitcoin e que esteja fazendo a venda, o que chamamos de vendedores P2P, (de pessoa para pessoa), a diferença entre as corretoras é que não há necessidade do envio de documentos, por esta razão tomem bastante cuidado quando optar por esta modalidade.

Confira Também: Dicas para negociar bitcoins no P2P

Onde comprar Bitcoin

Segundo dados do bitValor, há cerca de 6 corretoras de Bitcoin no país, além das corretoras (Casas de câmbio, conhecidas popularmente como Exchange), existem ainda outros serviços que oferecem a possibilidade de compra de bitcoin, como é o caso da Coinbr.

Confira Também: Serviços Bitcoin Ganham Destaque no Início de 2017

Exchange recomendada

A indicação da FoxBit, é por inúmeros fatores, um deles é que ela possui maior movimentação de Bitcoin no Brasil, além de ter as menores taxa de mercado comparadas às demais. Hoje é a única Bolsa de bitcoins da América Latina a não cobrar por depósitos bancários em sua plataforma.

A equipe de atendimento está sempre ativa em vários canais, como na Fanpage e em grupos do Facebook, além do suporte pelo site.

Par fazer seu cadastro basta acessar www.foxbit.com.br

Caso você tenha interesse em conhecer outras corretoras e serviços que disponibilizam a venda de bitcoin basta visitar Mapa Exchange™ – Compra e Venda de Bitcoin, através desse mapa, você terá acesso aos principais serviços para compra de bitcoin inclusive com Vendedores P2P de confiança.

Agora que você já sabe como adquirir seus primeiros Bitcoins, basta visitar alguns serviços que já aceitam bitcoin como forma de pagamentos, como pagamentos de contas, prestação de serviços e por aí, o bom disso tudo é que você por economizar pagando com bitcoin, basta gastar da melhor forma que achar necessário.

E ai qual melhor forma para se comprar bitcoin? Deixe sua opinião.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br.