quarta-feira , 29 março 2017

Arquivos de Tag: exchange

Bitcoin longe da bolsa de valores: SEC rejeita pedido de ETF da SolidX

A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), negou um pedido para listar um fundo de investimento de bitcoin (ETF) na Bolsa de Valores de Nova York.

Déjà vu?

A decisão publicada hoje, apresenta o segundo ETF de bitcoin recusado pela SEC desde o início do mês. Em 10 de março, a agência rejeitou o pedido dos investidores Cameron e Tyler Winklevoss para listar um ETF de bitcoin no Bats BZX Exchange.

No comunicado a SEC citou motivos semelhantes aos utilizados na decisão do ETF dos gemeos Winklevoss, como a falta de vigilância do mercado e a escassez de regulamentação em algumas jurisdições.

A SEC declarou:

“A Comissão acredita que para cumprir esta norma, uma exchange que lista e negocia ações de produtos negociados em bolsa (ETPs) deve além de outros requisitos aplicáveis, satisfazer dois requisitos que são básicos. Em primeiro lugar, a exchange deve ter acordos de partilha de vigilância com mercados significativos para a negociação do produto subjacente ou derivados. E em segundo lugar, esses mercados devem ser regulamentados .”

Em setembro de 2016 a agência tinha adiado sua decisão, colocando um ponto final até o final desta semana, no mais tardar. Era esperado sair algum tipo de decisão até sexta-feira, mas saiu hoje.

A decisão completa pode ser encontrada abaixo:

Sec Solidx Disapproval by CoinDesk on Scribd

Qual sua opinião sobre essa decisão? Deixe nos comentários.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Empresas do Canadá declaram rejeição ao Bitcoin Unlimited

O ecossistema do Bitcoin no Canadá transformou-se no principal  setor da indústria, e diante da situação as empresas sinalizaram sua rejeição sob um possível Hard Fork. A seguinte declaração foi  publicada em nome dos seus signatários e foi preparada em 22 de março de 2017 por Dave Bradley e Francis Pouliot.

Hard Fork ‘criar danos irreparáveis’

Em uma publicação no medium assinada por uma série de empresas e serviços de câmbio, a ideia de um Had Fork agressivo é severamente criticado.

Confira o trecho da publicação:

Acreditamos que um Hard Fork, como está sendo ativamente considerado por Bitcoin Unlimited, isso causaria uma enorme desorganização para os novos usuários Bitcoin, criaria danos irreparáveis ​​para rede Bitcoin e para nossos negócios. Por isso somos contra à divisão de rede proposta por Bitcoin Unlimited.

Os participantes canadenses, liderados pelo diretor da Bitcoin Embassy Francis Pouliot, se juntam a um número crescente de participantes em todo o mundo, para considerar Bitcoin Unlimited como uma altcoin ou simplesmente um novo ativo.

Duas semanas atrás, foi publicado um plano de contingência de algumas das exchanges mais conhecidas, afirmando que a Blockchain da BU seria considerada uma nova altcoin ao invés de uma “Blockchain Bitcoin”.

As duas exchanges, Bitfinex e a HitBTC, buscaram capitalizar a especulação sobre os resultados, oferecendo trading para ambas as Blockchians, sendo que um Hard Fork ainda não é garantido.

Nós somos uma comunidade

Uma perspectiva contrastante veio a público na última terça-feira, em um vídeo postado por um canadense no canal BTC Sessions.

“Somos uma comunidade, todos nós entramos nisto porque estávamos cansados  dos bancos, estávamos cansados ​​de ser dito o que poderíamos fazer com o nosso dinheiro […] as pessoas deveriam perceber que estamos unidos ainda nessa visão “, disse o produtor de conteúdo.

Protegendo a “marca Bitcoin”

De acordo com a publicação, eles acreditam que qualquer conhecimento ou interação com outra moeda com o nome Bitcoin confundiria inúmeros usuários, particularmente aqueles que desconhecem os processos de desenvolvimento do Bitcoin que estão simplesmente procurando aproveitar a incrível utilidade da rede Bitcoin.

Entretanto, a medida em que os signatários canadenses estão envolvidos neste aspecto político, a questão da escalabilidade da rede Bitcoin ainda não é claro.

No Brasil, as principais exchanges apoiam os desenvolvedores de Bitcoin Core, segundo elas caso ocorra um Hard Fork,  vão listar apenas o Bitcoin (BTC).

Qual sua opinião, sobre a posição dos principais serviços do Canadá em rejeitar BU? Será que vai continuar esse debate por mais alguns anos?

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Banco Central da China Afirma que Exchanges não Devem Funcionar sem Serem Regulamentadas

O diretor do Banco Popular da China (PBOC) recentemente veio a público com algumas opiniões sobre o bitcoin,  após as recentes inspeções regulatórias do banco central  sobre as principais exchanges de bitcoin.

Confira também: Bitcoin Deve Ter 50% de Adoção em 9 Anos, Aponta Cálculo

Em um resumo traduzido enviado para o Twitter pela cnLedger, Zhou Xuedong, afirmou que “a maioria dos investidores de Bitcoin são jovens” e que “algumas exchanges falsificaram o volume para atrair investidores”.

Após ouvir a notícia da SEC (Securities and Exchange Commission) em não aprovar o primeiro ETF Bitcoin , Xuedong disse que o futuro do Bitcoin na China “não pode funcionar sem regulamentos”.

PBOC interfere no mercado de bitcoins

Em janeiro, foi relatado que o PBOC tinha realizado inspeções nas três maiores exchanges em Pequim e Xangai. Eram estas a BTC China, OKCoin e Huobi.

Acredita-se que o aumento do valor na moeda, estava atraindo atenção das autoridades que estavam tentando reduzir as saídas de capital que acreditavam estar ocorrendo através do bitcoin.

Como resultado, o preço do bitcoin caiu para cerca de US $ 790,00 enquanto a menor mineradora chinesa de bitcoin, a HaoBTC, revelou que estava fechando suas operações depois de anunciar a remoção de seu serviço de câmbio para seus usuários.

Em uma tentativa de aderir ao AML e exigências regulamentares reforçadas pelo PBOC, algumas exchanges, como a BTC China (BTCC), anunciou em fevereiro que estava suspendendo retiradas de Bitcoin e Litecoin. Logo em seguida ocorreu o mesmo em OKCoin e Huobi.

De acordo com o comunicado das três maiores exchanges do país, o prazo para retomar os saques estava previsto para este mês  (março), no entanto, a suspensão continua. O motivo é que eles ainda aguardam  aprovação regulamentar do mercado por parte do Banco Central da China.

Mais qual a visão do PBoC sobre o bitcoin?

Até o momento sem nenhum prazo para as exchanges chinesas receberem aprovação regulamentar, parece que a suspensão de um mês deve continuar indefinidamente.

No início deste mês de março, um funcionário do banco central declarou que a China deve apresentar uma posição mais clara sobre a regulamentação da moeda e acompanhamento das exchanges.

No entanto, um funcionário do governo chinês respondeu  dizendo que o controle das exchanges de moeda digital e das plataformas de negociação, é de competência do PBOC.

Com esse jogo de “troca de responsabilidade” entre ambos os lados, poderá surgir algum tipo de regulamento por parte de ambas instituições. Mas como já sabemos essa discussão já vem acontecendo a anos.

Como isso vai afetar a situação da moeda no país? Ainda não sabemos. O que existe nesse momento são as exchanges de mãos atadas à espera de aprovação regulamentar.

Confira também: O Aumento em Pagamentos em Bitcoin, Mostra que Está se Tornando uma “Moeda Real”

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Nem mesmo o ‘Grande Firewall’ Pode Parar a Negociação de Bitcoins na China

Na China Facebook, Twitter, New York Times e Localbitcoins, todos eles são inacessíveis atrás do “grande firewall”, que se refere à censura na Internet do chamado “dragão vermelho”, apelido dado ao estado chinês. Desde a introdução de medidas regulatórias pela maioria das exchanges chinesas de Bitcoin, o comércio de criptomoedas parece ter, pelo menos em parte, migrado para mercados peer-to-peer (p2p). Em particular, Localbitcoins.

Confira também: Usuário Paga Acidentalmente 2.5 Bitcoins em Taxa de Transação, Veja no que Deu!

As exchanges chinesas de criptomoedas implementaram novos meios para identificar quem são seus clientes e suspenderam as retiradas indefinidamente no mês passado, frente as novas regras do Banco Popular da China (PBOC). Isso parece ter levado ao aumento do volume de negociações P2P em Localbitcoins, o que facilita e simplifica negócios de moeda local em todo o mundo.

Volume de Bitcoins no Localbitcoins da China

Analistas do site Coin.dance mostram que algumas transações foram negociadas a elevados 36 milhões yuans chineses durante a segunda semana de fevereiro. Veja no gráfico abaixo.

Yuan Localbitcoins

Esse total de 36 milhões havia explodido para quase 60 milhões de yuans na semana passada. O gráfico, com certeza, reflete um aumento significativo do preço do bitcoin, e isso significa obviamente que ele está em alta. No entanto, essa alta não parece manter os investidores longe da moeda digital. Até o início de fevereiro de 2017, o total de ordens de compra no site OTC bitcoin não ficou abaixo de 14.000.000 yuans, o que parece um bom indicativo.

De acordo com o gerente da empresa finlandesa Localbitcoins de codinome “Max”, na China, as transações na plataforma de negociação foram feitas principalmente usando VPN’s (redes virtuais privadas), que são uma forma de driblar a regulação estatal por bloqueio de IP’s do Grande Firewall da China.

Max afirmou o seguinte no Reddit:

“Já estamos tecnicamente bloqueados na China, pois nosso site usa, entre outras coisas, o sistema “re-captcha” do Google. Como todos os recursos do Google estão bloqueados na China, não é possível entrar no nosso site a partir da China Continental, a menos que você use uma VPN.”

Encontrar uma VPN confiável pode ser difícil na China, cujo o governo proibiu todas as VPN’s não autorizadas, no início deste ano.

O Ministro da Indústria e Tecnologia da Informação da China pronunciou antecipadamente um comunicado sobre as proibições:

“O mercado de serviços de conexão à Internet da China tem sinais de desenvolvimento desordenado que exigem regulamentação e governança urgente”.

Acrescentou que “Os novos regulamentos fortalecerão a gestão da segurança da informação no ciberespaço”.

Localbitcoins: Um dos primeiros lugares onde os indivíduos puderam negociar Bitcoins Online

Localbitcoins está disponível virtualmente em todos os lugares do planeta, e facilita uma variedade de comércios, incluindo em negociações com pessoas de outros países. O comércio é totalmente livre entre as pessoas que querem os bitcoins, e aqueles que os desejam vender.

A grande maioria dos negócios no site ocorre com diferentes tipos de transferências de banco para banco, mas também ocorre com muita frequência com pagamentos de alto risco, como gift cards (cartões de presente). O site tem experimentado um crescimento constante desde que foi ao ar em 2012 pelo fundador Jeremias Kangas. Recentemente ele se pronunciou no site bitcoin.com, afirmando:

“Localbitcoins cresce em ritmo bastante estável e previsível”, disse Kangas. “Em alguns países onde a inflação é alta, com grandes diferenças nas taxas de câmbio — como na Nigéria, na Venezuela ou em vários outros países onde a moeda é fraudada pelos governos — a taxa de troca de bitcoins pode ser bem diferente das taxas oficiais. Assim, o Bitcoin pode ser uma ferramenta cada vez mais relevante para se obter o valor real de uma moeda específica, mostrando o real valor de mercado dela.”

Apesar das atuais flutuações no mercado chinês de bitcoins, os preços aumentaram nesta semana, estabilizando-se em mais de 8.000 CNY em todas as principais exchanges.

Confira também: Banco Central da China Lista Novas Regras para Exchange de Bitcoin do País

O que você acha sobre o interessante bloqueio chinês no site Localbitcoins? Deixe a gente saber nos comentários abaixo.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Usuário Paga Acidentalmente 2.5 Bitcoins em Taxa de Transação, Veja no que Deu!

Um cliente da Bitmain, empresa responsável por desenvolver hardware para mineração de Bitcoin, recentemente se encontrou em uma situação “bastante embaraçosa”. Ele acidentalmente pagou 2.5 bitcoins de taxa (fee) sem querer, em uma transação minerada por Bitmain ‘s Antpool, no bloco 456363. O usuário partiu para as rede sociais, desesperado para obter os bitcoins de volta.

Confira também: SEC Nega Pedido dos Irmãos Winklevoss Sobre o ETF de Bitcoin

Devolução dos bitcoins

A taxa depois de ter sido enviada aos mineradores como uma recompensa, poderia ser perdida para sempre. Ao vez disso, a Bitmain decidiu compensar o usuário pela perda do próprio bolso. Em resposta a um ticket enviado sobre o problema, a Bitmain notificou o cliente de sua decisão, com a seguinte resposta:

Estimado cliente,

Lamentamos ouvir isso…

Em primeiro lugar, este erro foi causado por você mesmo, e nós não temos nenhuma responsabilidade. E desde a Antpool tomou o método de pagamento PPS + e PPLNS +, então sua taxa de transação de 2,5 bitcoins já foi paga a todos os mineradores. Mas obrigado por todo o seu apoio e confiança incondicional em Antpool e Bitmain, sendo assim nossa empresa decidiu pagar a sua perda… Muitas felicidades, Hugh Bitmain.

Não é o primeiro caso

Nos últimos anos,  varias  pessoas postaram em redes sociais seus dramas com o pagamento errado de uma taxa de transação, na esperança de que poderiam de alguma forma obter um reembolso. Em janeiro por exemplo, alguém aparentemente pagou 50 bitcoins numa taxa. O remetente deve ter misturado a taxa ao montante destinado a ser enviado. Em geral, a taxa média de transação subiu mais de 1.200% nos últimos dois anos, no momento desta postagem a taxa média para inclusão de sua transação no próximo bloco é de 0.00152516.

Solução para este “problema”

Alguns usuários acreditam que poderia haver uma solução para taxas de transação em excesso. Quando um usuário escolhe uma taxa que é muito baixa por exemplo, uma transação pode ser totalmente rejeitada. Muitos usuários sugerem que quando for pago uma taxa que é muito alta em uma transação, os mineradores poderiam também rejeitar, mas não é isso que acontece.

“Os nós (nodes) devem verificar se as taxas não excedem a média dos últimos 10 blocos de taxas mais altas. Se for significativamente maior, envie uma mensagem de retorno pedindo confirmação da taxa.” Comentou um usuário nas redes sociais.

Muitas carteiras Bitcoin gerenciam as taxas de transação, para que seus usuários não tenham que se preocupar. O mesmo acontece em boa parte das exchanges de bitcoin, onde a taxa de rede é automática, para evitar que o usuário não altere a taxa por outro valor, e que venha a cometer o mesmo equivoco de colocar uma taxa maior, como foi mostrado nos casos acima.

A discussão

Mesmo as carteiras e exchanges aplicarem taxas automáticas, muitos  usuários gostariam que a taxa fosse manipulada, sendo que nos últimos anos a fee de rede tem aumentado drasticamente, levando a Blockchain ficar congestionada.

Confira também: Como “acelerar” Confirmação de uma Transação Bitcoin

Para alguns a única solução até o momento é aumentar a fee de rede. Mas ai é onde está o grande problema, pois os usuários sem muita experiência poderiam cometer o mesmo o problema colocando taxas enormes, em vez de um taxa minima para realizar a transação.

Enfim, se você pretende realizar transações rápidas, basta procurar serviços que te possibilite alteração da fee de rede. e basta tomar o cuidado no momento do envio. Para os demais que possuem pouca experiência, serviços que usam fee de rede automática, são uma ótima alternativa.

Confira também: Banco Central da China Lista Novas Regras para Exchange de Bitcoin do País

E o que você achou da atitude de reembolso da Bitmain? A rede Bitcoin deve implementar algo para evitar este problema? Deixe sua opinião.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

SEC Nega Pedido dos Irmãos Winklevoss Sobre o ETF de Bitcoin

A Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (SEC) rejeitou uma proposta para lançar o primeiro ETF de Bitcoin.

Confira também: Foxbit Realiza Meetup e Discute Tendências de Blockchain no Brasil.

A decisão encerra uma busca de mais de três anos pelos investidores de Bitcoin, Cameron e Tyler Winklevoss, que fizeram a primeira tentativa em meados de 2013. A SEC vem avaliando uma proposta de mudança de regra que abriria o caminho para o ETF para ser listado na Bats BZX Exchange.

Naquele época, a SEC solicitou inúmeros comentários públicos e postergou sua decisão várias vezes. Além disso, os patrocinadores da ETF expandiram o escopo da oferta de US$ 20 milhões iniciais para US$ 100 milhões.

De acordo com um comunicado público detalhando a decisão, a SEC disse:

“Conforme discutido mais adiante, a Comissão está desaprovando esta proposta de alteração de regra porque não considera a proposta consistente com o Artigo 6 (b) (5) do Exchange Act, que exige, entre outras coisas, que as regras de uma exchange de valores sejam concebidos para prevenir atos e práticas fraudulentas e manipuladoras, e para proteger os investidores e o interesse público “.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Banco Central da China Lista Novas Regras para Exchange de Bitcoin do País

O Banco Popular da China (PBOC) voltou seus esforços para regular as exchanges de bitcoin esta semana. Zhou Xuedong, Diretor do Departamento de Gestão de Negócios do Banco, que realizou inspeções nas exchanges, e apresentou novas regras que devem ser seguidas.

Confira também: Bitcoin Mantém Preços Consolidados Diante de Notícias do ETF

PBOC Adotando uma “atitude perdedora”

Zhou, que também é um deputado do Congresso Nacional do Povo (NPC ), teria revelado os planos de curto e longo prazo que o PBOC tem para as exchanges de bitcoin. A mídia chinesa Sina informou que ele disse que, a curto prazo, regras claramente definidas para exchanges de bitcoin são necessárias. Eles devem estabelecer políticas de prevenção e redução de riscos e devem ser mantidos sob controle rigoroso, continuou acrescentando que:

“Os reguladores devem adotar uma atitude de indulgência, não vamos ser proibitivos por enquanto, nesse momento vamos estabelecer um período de observação.” Afirmou  Zhou.

Lista de Atividades Proibidas

Entre as inúmeras regras, Zhou propôs uma lista de atividades proibidas impostas em exchanges que operam com bitcoin. Segundo a Caixin, esta lista inclui:

  1. Financiamentos alavancados ou créditos financeiros;
  2. Produzir volume falso, manipular o mercado usando taxas zero;
  3. Violação das leis ALD;
  4. Violação de regulamentos sobre gestão de moeda estrangeira e transferência de capital internacional com bitcoin;
  5. Substituição de moeda fiduciária usando bitcoin para comprar bens;
  6. Evasão fiscal;
  7. Fazer falsa publicidade ou participar de esquemas Ponzi;
  8. Prestação de serviços financeiros sem autorização, incluindo crédito, valores mobiliários e títulos futuros.

Haverá penalidades e multas para quaisquer exchange de bitcoin, caso seja confirmado a violação dessas regras, advertiu Zhou, acrescentando que eles podem ser suspensos ou forçados a se retirar do mercado.

Planos Regulatórios a Longo Prazo

Caixin também relatou, que Zhou afirmou que bitcoin é “um recurso digital especial que é difícil de ser controlado“, dadas as suas características como o anonimato, sendo distribuído globalmente e sem entidade física. Ele disse que o PBOC vai pesquisar as propriedades do bitcoin, explorar as políticas de gestão para as bolsas de bitcoin a nível nacional, e também considerar o licenciamento de um número de exchanges qualificadas.

O deputado NPC então propôs uma abordagem, “calma e racional” ao olhar para bitcoin, observando que:

“Se fossem tomadas medidas excessivamente simplificadas como fechá-las, os investidores serão levados a mercados como o peer-to-peer (P2p), que são mais difíceis de controlar. Portanto, é necessário explorar o estabelecimento de mecanismos reguladores a longo prazo.”

Além disso, Zhou listou outros aspectos para as exchanges considerarem, incluindo a identificação de contas, fontes de financiamento, fluxos de capital e transações anormais. Ele vê uso benéfico para a tecnologia Blockchain, acreditando que ela pode ser usada para referência e para regular o fluxo de bitcoin e moeda fiduciária. Sugeriu como os dados dos intercâmbios para os reguladores podem ser sincronizados como base para uma possível regulação. “De posse desses dados, algumas informações sobre lavagem de dinheiro e transações anormais, podem ser identificadas”, disse Zhou à Caixin.

Dessa vez, os orgãos reguladores da China, estão dispostos a tomar medidas para o desenvolvimento do bitcoin no país, um avanço significativo, ao contrario que vimos em anos anteriores, onde o objetivo era proibir o uso da criptomoeda.

Confira também: Como o Preço do Bitcoin Irá Reagir aos Atrasos na Aprovação do ETF dos Irmãos Winklevoss

E você o que achou dessas novas medidas da China? Vai ser prejudicial para o bitcoin? Deixe sua opinião.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Bitfinex Adiciona Dash à Plataforma

Bitfinex adiciona Dash a plataforma

Bitfinex uma exchange de criptomoedas de Hong Kong recentemente adicionou suporte para negociação da criptomoeda Dash. O site agora permite aos comerciantes comprar e vender Dash por Dólar, Bitcoin e outros ativos digitais baseados em Blockchain.

Confira também: Exchange Yobit é Investigada Sob Alegação de Fraude.

Essa é a segunda vez que esse ativo digital é adicionado na lista de criptomoedas negociadas pela Bitfinex, que anteriormente era conhecido pelo nome de DarkCoin. O DarkCoin foi adicionado inicialmente em junho de 2014, mas acabou sendo removido em agosto de 2015, devido a sua baixa demanda.

A Bitfinex anunciou hoje que esta negociando o Dash em duas denominações Dash/USD e Dash/ BTC.

Daniel Diaz, vice-presidente de desenvolvimento de negócios do projeto, em comunicado, diz:

“A parceria é o reconhecimento da forma como o mercado tem respondido ao roteiro de desenvolvimento contínuo do Dash. Eu acredito firmemente que o livre-mercado sempre reconhecerá o verdadeiro valor do ativo, quando o crescimento e o desempenho forem sustentados por longos períodos de tempo. A parceria com a Bitfinex é um passo muito importante para o Dash, pois procuramos fornecer rampas de entrada e saída adequadas para a rede, que realmente tornam as transações do usuário mais fáceis. Dash está em um processo de transição para a regulamentação, medida essa que tornará a negociação muito mais cômoda para os usuários e investidores que querem entrar e sair da economia Dash, o que reduzirá o atrito e permitirá que se troque Dash diretamente por moedas fiduciárias.”

O diretor de estratégia da Bitfinex, Phil Potter, acrescentou que “…a Bitfinex está extremamente animada por estar adicionando Dash à plataforma. A Dash está atualmente experimentando seu momento de destaque, e agora, queremos ser capazes de fornecer a nossa crescente base de clientes, um acesso contínuo a uma das estrelas em ascensão em nosso espaço. A Bitfinex orgulha-se de ser a maior bolsa de troca de ativos digitais do mundo por Dólares. Esperamos um mercado incrivelmente forte para o Dash e esperamos uma tremenda parceria com sua incrível equipe.”

Confira também: Bitcoin, Ethereum e Dash Começam a Semana em Alta.

A criptomoeda Dash começou o ano em U$ 11 e agora está sendo negociada a U$ 44 com uma capitalização de mercado de mais de U$ 300 milhões  —  tornando-se o terceiro ativo baseado em Blockchain mais valioso depois do Bitcoin e do Ethereum. Seu volume de negociação também disparou 22 vezes.

 Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Exchange Yobit é Investigada Sob Alegação de Fraude

O Serviço Federal de Supervisão russo Roskomnadzor abriu processo contra a exchange de criptomoedas Yobit.

Confira também: Google Recomenda o Uso do Algoritmo de Segurança do Bitcoin.

A Forbes Ucrânia informa que a investigação está para bloquear o acesso à Yobit de endereços de IP russos, após vários relatórios de atividade suspeita por parte dos administradores.

“Estamos agora investigando a Yobit como um recurso não confiável, e vamos bloquear como conseqüência”, disse um porta-voz.

As inconsistências com as taxas de câmbio, que supostamente permitiram à Yobit lucrar com suas operações ilegalmente, foram a fonte de um grande número de reclamações de usuários.

Yobit respondeu dizendo que as notícias são falsas e compradas pela EdinarCoin:

Em junho de 2016, a equipe por trás da Plataforma Blockchain Waves emitiu um aviso aos usuários sobre atividades suspeitas relacionadas ao seu próprio token na plataforma Yobit.

Especificamente, O token WAVES foi posto a venda como um par de BTC no Yobit,  sendo que estava em um estágio que era impossível de ser retirado de carteiras da ICO da Waves.

“Nós não temos nenhuma evidência para dizer que a administração da exchange tomou parte na ICO da Waves ou possui mesmo o número de moedas informadas,” uma declaração dada na época.

Em uma entrevista com Cointelegraph, a gerência da Waves confirmou que não conseguiram contato com a Yobit.

Confira também: OneCoin Rouba R$ 450.000 de Idenização de Homem Preso Injustamente.

Fundada na Rússia em 2015, Yobit já está nas manchetes com usuários com problemas tentando retirar fundos de carteiras.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Brazilian Bitcoin Conection #2 – Exchange vs P2P e Aprovação do ETF

Muito se pergunta, sobre qual a melhor forma de comprar e / ou vender bitcoins. Será que é melhor direto em uma exchange ou com algum vendedor p2p?

Confira também: Preço do Bitcoin Pode Chegar aos U$ 3.000 no Fim de 2017, Admitem Analistas Técnicos.

Este assunto foi palco de debate no dia 28 fevereiro, na segunda edição do Brazilian Bitcoin Connetion (BBC), apresentado pelo Rocelo Lopes CEO da coinBR, nesta edição os convidados foram Eduardo Ferreira especialista em investimentos UK, com 10 anos de experiência no mercado financeiro e o Rafael Felício, considerado um dos maiores negociadores de bitcoin na modalidade p2p (“pessoa-para-pessoa”).

Para o Eduardo, o p2p é está na natureza do bitcoin, fazendo que pessoas negociem com pessoas. Um dos problemas hoje nesse mercado está relacionado ao acesso a pessoas de confiança.

“O p2p tem problemas de escalabilidade.” Eduardo Ferreira

Hoje para quem está conhecendo o bitcoin que ainda possui poucas informações e não conhece pessoas de confiança na comunidade, a exchange acaba sendo uma forma mais segura. Além de ser uma instituição, existe todo um sistema de segurança que traz tranquilidade para o usuário.

“Cabe ao usuário se proteger e se informar.” Eduardo Ferreira.

Na visão do Rocelo, as exchanges tem que dar usabilidade ao bitcoin, indo além do serviço de intermediação de compra e venda.

Medidas de segurança

Como vimos um dos problemas nas transações p2p é a confiança na outra parte, segundo o Rafael, algumas medidas são necessárias, como verificar perfil da pessoa em redes sociais, e caso esteja realizando um à operação com valor alto solicitar que a pessoa apresente documentação ou em alguns casos chamar para vídeo conferência.

“Hoje as pessoas mal intencionadas sempre procuram os novatos para darem golpes”. Rafael Felício.

Infelizmente hoje os novatos são alvos de golpistas.

Localbitcoins no Brasil

Além da negociação direta, existe a plataforma de negociação p2p Localbitcoins, que nos últimos meses tem registrado um aumento significativo em negociações pelo público brasileiro.

Localbitcoins Brasil

O Eduardo perguntou ao Rafael se ele usava a plataforma e o que ele achava, o mesmo respondeu que usava pouco, questionando alguns aspectos de usabilidade da própria plataforma, mais afirmou que outros colegas usam e nunca tiverem problemas. Um das questões de que o Rafel não faz negociação é devido à posse dos bitcoins, para ele, é melhor sempre ter em mãos e não na posse de terceiros.

Impacto do ETF em negociadores p2p

Segundo Rafael mesmo que haja um aprovação do ETF dos irmãos Winklevoss, isso não vai afetar o mercado p2p, já que “Bitcoin nasceu peertopeer.”

Caso haja uma aprovação no dia 11 de março, o ETF pode trazer uma maior liquidez para o mercado, fazendo que haja um amadurecimento no mercado de bitcoin.

“O ETF tem importância muito grande para dar acesso a investidores institucionais”. Eduardo Ferreira.

Outro ponto importante na discussão é o que o p2p não são concorrentes diretos, já que ambos atendem públicos diferentes.

Vantagem de se negociar no p2p

Para algumas pessoas, a principal vantagem de comprar direto com negociador p2p, é  comunicação diferenciada e a rapidez em realizar a transação.

Outra vantagem é que o vendedor pode congelar a cotação até que o depósito seja concluído, o que não acontece em uma exchange, até que seu depósito seja confirmado o cotação já sofreu variações de preço.

Por fim, caso você tenha interesse em negociar direto com p2p, basta pesquisar e sempre buscar por referências, vale lembrar, que além da diferença de preço entre os dois mercados, sempre um vai te atender melhor em alguns aspectos, então fica ao seu critério escolher o que melhor vai te servir.

Veja o programa na íntegra:

Confira também: Preço do Bitcoin Alcança Maior alta do Ano à Medida que a Expectativa da ETF Cresce.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br