quarta-feira , 18 janeiro 2017
1xBit

Arquivos de Tag: Ethereum

Análise Técnica Ethereum – ETH/BTC – 09/01/2017

Olá traders!

Essa semana vamos falar da Ethereum (ETH), após uma grande tendência de baixa no semanal sem tomar nenhum fôlego estamos vendo uma reação do preço na ponta compradora, vamos ao gráfico!

No semanal vemos como essa baixa foi expressiva, no momento é preferível muito mais operar numa nova queda do que tentar operar na compra agora, nesse caso iremos esperar uma retração do preço até 0.5 ou 0.618 de fibonnaci da última perna de baixa para entrar com as novas vendas com alvos fracionados para minimizar os riscos buscando o primeiro alvo em 0.618 de expansão, 0.786 e por último os 100%:

No diário podemos ver melhor todo esse movimento de baixa e observar o quanto foi bom para quem operou na venda, para pensar em compra é preciso esperar ao menos 2 pivôs de alta, esperamos o rompimento do primeiro e então entramos antes do rompimento do segundo na retração de fibonnaci:

Saiba:  O que é Ponto Pivot

Para mais detalhes, segue abaixo o vídeo da análise técnica:

Inscreva-se no nosso canal do Youtube – Canal Criptomoedas Fácil !

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

“Obs: As informações contidas neste documento não é garantido, não pretende ser abrangente e é estritamente apenas para fins informativos. Ele não deve ser considerado como recomendação de investimento / negociação. Toda a informação é acreditado para vir de fontes confiáveis. O Criptomoedas Fácil não garante a precisão, exatidão, ou integridade das informações na sua análise e, portanto, não será responsável por quaisquer perdas incorridas.”

Bitwage Ganha Prêmio Inovação Do Governo Francês

A Bitwage com sua plataforma de pagamentos internacionais ganhou o prêmio French Tech Ticket, organizado pelo Consulado Francês nos Estados Unidos. O programa Francês foi aberto em Junho de 2016 e contou com mais de 700 startups do mundo todo, da qual foram selecionadas 23 de todos os continentes do planeta.

A competição contou com empresas de diversos setores: Biotecnologia, e-commerce, esportes, agricultura, urbanismo e robótica. As empresas selecionadas serão aceleradas pelas principais incubadoras do país, em um programa único e inovador em solo europeu.

Ser uma das selecionadas garantiu a Bitwage um prêmio em dinheiro de 45 mil Euros e participação no programa de apoio à tecnologia na França, facilitando a localização da iniciativa no país.

A empresa é líder e pioneira em uso da tecnologia Blockchain para pagamentos de profissionais e empresas ao redor do mundo, já tendo realizado mais de 12 milhões de dólares em pagamentos ao redor do globo. No Brasil, a Bitwage envia 500 mil dólares todo mês para profissionais e empresas brasileiras.

O Prêmio French Tech Ticket:

O French Tech Ticket é um programa de um ano do governo francês para atrair talentosos e ambiciosos empreendedores de todo o mundo e de os ajudar a estabelecer e desenvolver a sua aceleração na França.

Este programa de 12 meses oferece suporte de ponta a ponta sobre a jornada da fase inicial de arranque para o sucesso do negócio – desde o apoio financeiro e a formação para a primeira aquisição de clientes.

Os empresários e projetos selecionados vão trabalhar em uma das 41 principais incubadoras francesas dividindo experiencia, estratégia, conselhos de peritos e prática.

Em 2017, 70 novas equipes de todo serão selecionados e levados à França para o programa. Para acompanhar as equipes selecionadas acesse: http://www.frenchtechticket.com

A Bitwage uma companhia blockchain de pagamentos e envios internacionais, é considerada umas das 7 maiores do setor nos EUA e entre as 21 maiores do mundo. A Bitwage já atua no Brasil desde 2015, já tendo enviado cerca de 5 milhões de dólares no Brasil.

Para mais informações sobre os serviços disponíveis da Bitwage acesse: https://www.bitwage.com/

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Análise Técnica Ethereum – ETH/BTC – 30/11/2016

Olá traders!

Bom pessoal, a um tempo não trazemos análise da ethereum, como o bitcoin permanece consolidado, hoje vamos ver como a ETH/BTC está, vamos ao gráfico!

No semanal vemos uma tendência de baixa muito forte e precisa, a algumas semanas tivemos o rompimento de um suporte muito importante que vinha segurando o preço a muito tempo agora o fundo do poço talvez não seja o limite já que ela pode bater lá nos 0.005 indo buscar os 100% de fibo:

No diário vemos essa perna de baixa com mais detalhes e o quanto essa tendência está bem definida, o preço vem respeitando a MM9 perfeitamente, no momento é muito perigoso permanecer comprado e para quem quer vender novamente, qualquer correção já é sinal de venda:

Para mais detalhes, segue abaixo o vídeo da análise técnica:

 

 Inscreva-se no nosso canal do Youtube – Canal Criptomoedas Fácil !

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

“Obs: As informações contidas neste documento não é garantido, não pretende ser abrangente e é estritamente apenas para fins informativos. Ele não deve ser considerado como recomendação de investimento / negociação. Toda a informação é acreditado para vir de fontes confiáveis. O Criptomoedas Fácil não garante a precisão, exatidão, ou integridade das informações na sua análise e, portanto, não será responsável por quaisquer perdas incorridas.”

Ethereum passa por problemas técnicos

A rede de ethereum passa mais uma vez por problemas técnicos, depois de vários fork, boa parte de mineiros e wallet suspenderam depósitos e saques temporariamente até que o problema seja resolvido.

Em contrapartida, o mercado já começou a reagir com uma monstruosa queda como podemos perceber no gráfico em Coinmarketcap:

Queda do ethereum

Comunidade do reddit, deixo a seguinte mensagem:

Essencialmente, revista de geth estava falhando para reverter conta eliminações quando uma transação que excluío contas vazias. Esta transação desencadeou. Nós identificamos uma correção, e agora estão em processo de testá-lo.

Recomendamos parar de aceitar depósitos / retiradas até uma liberação, e piscinas (pools) de mineração parar.

Uma vez que a nova versão é feita, os usuários devem simplesmente precisa executar as novas geth mesmo se eles sincronizados após o garfo, ele vai retroceder ao ponto de bifurcação e fazer uma nova sincronização.

Algumas empresa também deixaram um comunicado nas redes sociais.

Queridos mineiradores! A Rede Ethereum está com problemas técnicos .

Nós temos que desativar pagamentos e suspender temporariamente recompensas de mineração até que os desenvolvedores ETH postar uma atualização e esclarecer a situação. – Minergate

Depósitos / saques são temporariamente interrompido devido a problemas de rede ethereum. Holy Transaction.

No início da semana o Alexandre Van de Sande da Fundação Ethereum, explicou em hangout, que os fork são apenas um update na rede, e que isso não iria afetar diretamente o mercado e deixou claro que a partir 2017 terá novos fork o que ele chama apenas de “update”.

Será mesmo que ETH, vai suportar todos esses “updates”? Uma coisa é certa a tecnologia tem muito ainda para ser refinada.

Moedas Digitais possibilitam pagamentos mais rápidos e mais baratos

Philip Sedgwick e Juan Martin Grisales têm duas coisas em comum; Ambos são empresários e ambos vêem as moedas digitais como o futuro do dinheiro e formas de pagamentos. Sedgwick é proprietário e operador da Wirtshaus am Bavariapark em Munique, enquanto Grisales é CEO da Living Group, uma organização de três empresas envolvidas no turismo internacional.

Ambos os empresários atendem a uma clientela internacional, e decidiram aceitar as melhores moedas digitais, como Bitcoin, Ethereum, Steem, entre outras criptomoedas, mesmo na fase inicial da evolução de sistemas de pagamentos digitais.

Confirmando sua crença no futuro da moeda digital, Susan Athey, professor de Economia e Tecnologia de Stanford, classificou a tecnologia como nada menos que revolucionária. A tecnologia permitirá que “pessoas ou instituições transfiram fundos instantaneamente, com segurança e sem intermediários”, afirma Athey em um artigo publicado pelo World Economic Forum em 2015. De dinheiro programável para novas formas de comércios eletrônicos, Athey escreveu, as moedas digitais tem a capacidade de mudar o mundo, proporcionando um método mais rápido e mais barato de transferência de dinheiro.

Athey também discutiu como a tecnologia ajuda a incluir uma proporção anteriormente não bancarizada da população mundial, proporcionando acesso a serviços bancários que anteriormente não podiam. Ainda mais genericamente, a moeda digital tem o potencial de liberar maior poder sobre o comércio eletrônico.

“Eu sempre fui muito fã de novas idéias, para minhas cozinhas, para técnicas de cozinhar, para equipamentos, e Bitcoin eu sorrio sobre isso, é claro, porque esse é o futuro, quer as pessoas gostem ou não”.

– Philip Sedgwick, Wirtshaus am Bavariapark

“A velocidade é primordial”, disse Sedgwick. Ele recentemente serviu o Bitcoin Club de Munique de cerca de 50 membros usando o sistema de ponto de venda BitShares – BlockPay. A plataforma de download gratuita é capaz de se integrar em um sistema POS existente de um comerciante, ou trabalhar sozinho. O BlockPay é um sistema independente de moeda-agnostica, o que significa que todas as principais moedas digitais e até mesmo os ativos emitidos pelos usuários podem ser aceitos.

“[Eles] usaram telefones celulares para pagar com Bitcoin e ocorreu tudo bem”, acrescenta Sedgwick. Apenas dois dos membros tiveram transações que demoraram mais de um minuto para ser concluída. “Se você tem comida quente e uma cerveja … [isso] pode ser um pesadelo.”

A busca por métodos diferentes de pagamento é de extrema importância internacional, portanto, servir qualquer cliente na moeda ou carteira de sua escolha é um benefício tanto para o cliente quanto para o fornecedor, e o Bitcoin é uma opção apreciada.

No entanto, Sedgwick disse que o uso da moeda digital é, “Uma coisa muito nova”, que ainda está crescendo em popularidade. O Ministério das Finanças da Alemanha mudou a classificação do Bitcoin como dinheiro privado e reconheceu-o como uma unidade de conta em 2013. De acordo com o relatório do Matt Clinch da CNBC, isso significa que ele pode ser usado para fins tributários e comerciais no país.

“Estamos em um avanço tecnológico para o dinheiro digital e, portanto, seu uso ainda é muito limitado para as pessoas comuns.”

Juan Martin Grisales, Living Group

A equipe por trás da BitShares está ajudando diversos empresários, para que a adoção de moedas digitais cresça. Christoph Hering, CEO da BitShares, descreveu que o maior desafio para a maioria das moedas digitais é a aceitação nos negócios de tijolo e argamassa (negocios locais & pequenos). A visão de Hering é: “Unir múltiplas comunidades de Blockchain” e construir ferramentas fáceis de usar que sejam benéficas e abertas a todos.

Sua solução para atender a uma ampla gama de consumidores é fornecer uma plataforma de pagamento agnóstica que suporte múltiplas moedas digitais, explicou Ken Code, diretor técnico da BitShares.

O BlockPay tem um sistema incorporado que desloca automaticamente uma moeda ou ativo para outro. A transação, normalmente acontecerá em três segundos ou menos. O comerciante pode então receber seus fundos em sua moeda local, em segundos, ou manter como moeda digital.

“Em comparação com os serviços POS tradicionais, estamos entregando as chaves privadas aos nossos usuários do BlockPay, criando uma rede de pagamento peer-to-peer que serve primeiramente as pessoas”.

– Christoph Hering, CEO da BitShares

Para alcançar seus objetivos, Hering e sua equipe usam a blockchain da Bitshares. O CEO descreve a Bitshares como uma troca de ativos descentralizada, onde os usuários gerenciam suas chaves privadas e têm total controle sobre suas carteiras e dinheiro. A plataforma já conecta milhares de empresas, consumidores e usuários.

Cada comerciante do BlockPay também pode criar seus próprios ativos digitais na blockchain da Bitshares, que pode representar pontos de fidelidade, cupons, descontos ou moedas digitais com suporte comunitário.

Entre tantas estratégias para operar no mercado de criptomoedas, as vezes, esperar é a melhor solução.

Ultimamente tenho vivenciado a rotina de ver pessoas buscando informações e se perguntando se é possível viver trabalhando com trading de criptomoedas. Creio que um fator pesa muito no despertar de interesses pelas pessoas; A ideia de que é possível ficar rico, principalmente devido a grandes valorizações que algumas moedas já tiveram (Especialmente o Bitcoin). E essa ideia continua sendo nutrida, especialmente no ano de 2016, aonde muitas outras moedas tiverem uma grande valorização em seus preços, especialmente Ethereum que acumula 1088.43% de valorização nos últimos 365 dias, ou Monero que acumula uma valorização de 1355.10% nos últimos 365 dias ou Dash que acumula uma valorização de 266.44% nos últimos 365.  (Dados da worldcoinindex no momento da escrita desse texto) 

Essas 3 moedas são apenas o exemplo de valorização que o mercado de criptomoeda oferece. A maioria das moedas que lideram em volume, principalmente na poloniex nos dias de hoje, passaram por situações semelhantes. Nesse cenário, parece que as criptomoedas são algo como um caminho certo, sem segredos para o sucesso, e muitas vezes, o investimento a longo prazo pode refletir exatamente isso.

Porém, vejo com frequência novos investidores criando perfis imediatistas, ou querendo operar day-trade sem conhecimento e sem capital necessários para tal e alguns muitas vezes sem nem saber que tipo de perfil eles tem, e no pior dos casos desenvolvendo perfil de investidor de acordo com erros ou acertos durante o processo, e não por estudos e simulações antes de entrar no mercado. E o ultimo ponto é muito importante, até porque é preciso muito estudo para conseguir distinguir o que é uma moeda com potencial e legitimidade (no sentido de aceitação pela comunidade) e o que é algo feito puramente para enganar investidores. E o que tudo isso tem haver com o titulo?

O grande amigo no mercado de criptomoedas é o tempo, basta olhar os muitos casos de sucesso que o tempo proporcionou para muitas moedas, mas muitos preferem a ideia de criar renda através de operações curtas ou médias, sendo atraídos pela volatilidade e acabam sem considerar os riscos. Uma frase que eu levo comigo do livro Analise Técnica dos Mercados Financeiros é que “Não ter uma posição é ter uma posição”, muitas pessoas ficam afobadas quando não estão compradas em alguma moeda, pelo medo de perderem uma “possivel valorização em curto prazo”, porém esquecem de ver que, não estar comprado significa que você não precisa “caçar oportunidades”, basta esperar que o mercado ofereça essas oportunidades para entradas ou para projetos inovadores serem lançados a preço de banana, e essa estratégia reflete o titulo no sentido de que esperar é a melhor solução, seja esperar uma oportunidade de entrada, ou esperar uma valorização.

E a grande questão que muitos iniciantes sonham a respeito, é se realmente é possível viver da renda de trading com criptomoedas. Bom, se você já começa com a ideia de que pode conseguir uma “renda” com trading provavelmente a resposta é não, (principalmente se não tiver capital adequado para suas atividades). O primeiro erro que eu vejo nesse conceito é que as pessoas tendem a desconsiderar o risco de perder e muitas vezes trading trás esse risco, mas o que mais me assusta é que as pessoas não sabem perder e não sabem o quanto estão dispostas a perder. Muita gente faz analise de mercado, analise de gráfico, sempre buscando a melhor oportunidade de operação, mas até hoje, não vi alguém que ao analisar uma possível operação tenha feito uma analise do possível cenário negativo. Esse possível cenário negativo acontece quando mesmo uma moeda apresentando todas razões para subir ela cai. E um bom trader tem que estar preparado para essa reversão com STOP. Stop nada mais é o quanto você está disposto a perder em uma operação e isso muitas vezes pode te salvar de segurar uma perca de 15% ou 30% achando que o preço vai se recuperar e dai você acaba se vendo depois de alguns dias com uma perca de 50% ou mais.

O que eu disse acima é só uma das coisas que eu acho sobre querer ter renda com trading. Eu acredito que possa ser feito, mas não é tão simples quanto a própria pergunta deixa a entender. Até porque muitos estão somente interessados nessa possibilidade de ganho, sendo que construir a base e estrutura do próprio perfil de investidor que deveria ser prioridade é deixado de lado.

Saiba mais:

O que é o Bitcoin?

Como utilizar o stop-limit

Estratégia para Trading

Microsoft anuncia criação blockchain para serviços privados com ethereum

Microsoft anunciou o lançamento oficial do Consórcio  de Rede usando a Blockchain do Ethereum, o próximo passo no desenvolvimento de novos serviços baseados com a tecnologia Blockchain .

O projeto tem como objetivo permitir que diferentes indústrias trabalham  em conjunto através da criação de redes privadas baseadas em Blockchain. Com isso permitirá que usuários criem consórcios simplesmente, com a implantação de uma rede privada ethereum com apenas um clique. Ethereum Blockchain Consórcio de Rede poderá ser o segundo produto baseado na tecnologia blockchain em Microsoft mais promissor, ficando somente atrás do BaaS de  Azure .

De acordo com Marley cinza, diretor de desenvolvimento e estratégia da Microsoft, falou o seguinte sobre o projeto:

Estamos focados em construir uma caixa de areia para os desenvolvedores, trabalhando com clientes e parceiros para desenvolver e combinações de testes de tecnologias e, em última análise, ajudar os clientes a selecionar coleções medidas adequadas para resolver problemas de negócios ferramentas específicas. Marley cinza, Diretor de Desenvolvimento e Estratégia, Microsoft.

Além da criação de consórcios, a nova plataforma integra cinco novas ferramentas que permitem que os consórcios criando contratos inteligentes mais complexas para qualquer número de aplicações de negócios auto executável, parece que desta vez a Microsoft quer tornar mais ainda inteligente o protocolo Ethereum .

Já o Christine Avanessians, diretor de programa sênior da Microsoft, disse que uma das características mais importantes deste projeto é que as empresas podem formar consórcios com apenas três nós que executam a partir do mesmo endereço IP. Isto é possível mesmo se os nós estão geograficamente dispersos, graças à integração em nuvem.

Por o outro lado, ethereum Blockchain Consórcio de Rede fornece aos usuários um maior nível de segurança. Isso cria chaves privadas de usuário automaticamente, de modo a gerar e fornecer chaves privadas manualmente serão coisas do passado para aqueles que usam o sistema. Avanessians disse:

Você não precisa gerar ou fornecer uma chave privada. A chave é automaticamente gerada a partir de sua senha fornecida, simplificados pré-requisito adicional. Christine Avanessians, Diretor do Programa Sênior, Microsoft.

Inicialmente ethereum Blockchain Consórcio de  Rede estará disponível para todos os usuários como uma “amostra grátis” para usar de acordo com suas possibilidades. No entanto, Gray comentou que os usuários ao longo prazo será cobrado, o diretor de desenvolvimento de estratégia junto a gigante da tecnologia, foi mantido em sigilo os nomes das empresas que estão construindo a rede, mas revelou que já tem uma base de clientes para testar o serviço.

Uma coisa é certa, isso só será mais um dos serviços proprietários da Microsoft, pela proposta do serviço em si fica claro o controle de informações e a sua apelação em desenvolvimentos de serviços baseados no protocolo ethereum. O próprio ethereum prova hoje amargamente os problemas que vem enfrentando, tudo isso devido a centralização de poder, tornando suscetível a falha devido a uma não cooperação entre eles.

Será mesmo que ela será capaz? Diante dos ataques a rede ethereum, com uma comunidade totalmente dividida? Vamos esperar e ver qual será o andamento deste projeto.

Ataque à Blockchain continua, mesmo com o fork do Ethereum

Enquanto o hard fork do ethereum correu conforme o planejado (até agora sem quaisquer efeitos secundários drásticos), os ataques contra a sua blockchain começou de novo.

Neste caso, ethereum executou um hard fork na terça-feira, em uma tentativa de parar os ataques DoS que estão em curso há cerca de um mês. Após semanas com problemas nas transações e criação de novos blocos, os desenvolvedores da plataforma determinaram que a melhor maneira de corrigir o problema, era repactuar certas funções de rede e usuários. Mineradores responderam atualizando rapidamente o seu software (um processo conhecido como um “hard fork”).

A transição estável para um novo registro de transações foi o que muitos na equipe ethereum sem dúvida esperava, uma vez que o fork foi uma mudança técnica (ao contrário da contínua mudança de código na rede após o hack do The DAO).

No entanto, o atacante parece ter mudado engrenagens, aproveitando falhas de segurança que não eram esperados para ser corrigido até mais tarde.

Os desenvolvedores estão trabalhando em novas correções, de acordo com o consultor da Ethereum Foundation IT, Hudson Jameson, que disse à CoinDesk:

“Estamos trabalhando em atualizações do cliente para ajudar a suavizar os problemas um pouco, até que o segundo hard fork aconteça.”

Ainda não desapontou

Mas esta nova onda de ataques levou a novos problemas, embora eles foram (em certa medida) previstos.

Desde o início, os desenvolvedores ethereum tinham planejado dois hard forks, como o atacante estava tendo vantagem com uma variedade de ataques. O primeiro teve como objetivo aumentar o preço de certos opcodes que o atacante estava abusando para tornar mais difícil para ele ou ela fazer a rede mais lenta. O segundo hard fork era esperado para remover contas vazias o atacante tinha criado para inflar o blockchain.

Ainda assim, com o segundo fork ainda a ser executado, problemas de curto prazo têm surgido.

Em resposta aos ataques mais recentes, a Fundação Ethereum emitiu uma recomendação aos mineiros, aconselhando-os a reduzir o limite de gás (limitando assim o número de transações pode ser realizada) antes do segundo fork. Até o momento, trocas de pela Shapeshift também fazem uma pausa na negociação de ether (novamente).

O criador do Ethereum, Vitalik Buterin, sugeriu que ele acredita que os dois ataques pode ser frustrados com a segunda atualização técnica. “Um segundo fork iria resolver isso em curto / médio prazo”, ele explicou.

O problema, Jameson disse, é que o blockchain tem crescido demais, e que o atacante está se aproveitando disso.

“O [segundo] hard fork vai diminuir o tamanho do blockchain e impedir um ataque específico que está sendo utilizado para ativar as contas vazias várias vezes”, explicou.

Um ataque menos severo, o que aumenta o tempo de processamento para cerca de um a três segundos e tira proveito de um outro opcode erros no preço.

Johnson e Buterin afirmaram que o plano é aumentar o preço no segundo hard fork.

Com o hard fork do ETH, Exchange alerta sobre risco de fork não intencional do ETC

Embora Coinbase alertou seus usuários sobre a instabilidade da rede Ethereum e alguns especialistas Bitcoin começaram a criticar as suas medidas de segurança, o hard fork do Ethereum planejada no bloco 2463000 anda como o esperado.

De acordo com a Exchange Kraken, o fork que irá introduzir “mudanças para ajudar a proteger contra os recentes ataques DoS na rede”, foi feito ontem, terça-feira 18 de outubro de 2016 e pode representar um risco para os usuários do Ethereum Classic.

“Este fork está previsto para acontecer de forma suave. Com o fork de proteção DOS rapidamente se tornando a cadeia dominante enquanto a cadeia antiga e mais vulnerável vai morrendo aos poucos,” disse a exchange em uma mensagem aos seus clientes, e os informou que algumas coisas que eles precisam saber sobre o hard fork. Uma informação em particular refere-se a Ethereum Classic (ETC) cujo financiamento teria de ser interrompido durante o hard fork do ETH.

Kraken diz:

“Um fork do ETC está previsto para dia 25 de outubro. No entanto, existe um risco de um fork ETC não intencional juntamente com o fork ETH. Devido a estes riscos, os fundos do ETC também irá ser interrompido enquanto o resultado do fork ETH é determinado.”

Depósitos não são recomendados durante o fork

Os clientes são aconselhados a não enviar depósitos de ETH, ETC, DAO ou REP durante o fork.

Vitalik Buterin confirmou a execução do hard fork EIP150 é como um remédio para o aumento do número e intensidade dos ataques de negação de serviço que afetaram continuamente a rede Ethereum causando atrasos em bolsas e plataformas de carteira de depósitos e retiradas da ETH.

Postagem no blog de Ethereum diz que o fork acontecerá no bloco número nº 2463000, previsto para as 12:00-13:00 UTC na terça-feira 18 de Outubro.

Vitalik Buterin afirma na conferência de Xangai que blockchain Ethereum não é Brincadeira

O tema de sua palestra, foi intitulada “The Mauve Revolution” (A Revolução malva), não é uma surpresa, dado o aumento da relevância do tema em todas as redes blockchain. À medida que mais bancos e empresas empresariais procuram usar blockchain, mostra a ineficiência da tecnologia nascente.

Mas a ideia de que ethereum pode estar sendo executado abaixo das expectativas deste novo público era alvo frequente de Buterin, com slides apresentando títulos como “O que é uma porcaria sobre ethereum?” (“What sucks about ethereum?”) – e uma analogia comparando a rede para um “aparelho de 1999”.

Para começar, Buterin vasculhou uma série de questões sobre a aplicação descentralizada baseada no blockchain, incluindo como as transações da rede pode processar.

Ainda assim, ele disse ao público:

“Temos soluções para a maioria desses problemas.”

No restante de sua apresentação, Buterin afirmou que irá resolver esses “pequenos ” problemas do ethereum nos próximos meses e anos. Enquanto ele não falou sobre qualquer cronograma ou plano de execução, deixou uma sensação geral de direção que parecia ressoar.

Buterin na maior parte da conferencia comentou também sobre sua mais nova versão Ethereum 2.0 “mauve paper” delineando sua tese atual sobre o estado da rede de mineração, a terceira edição do que foi anunciado antes da conferência.

‘Mineração Virtual’

Chave para a visão de ethereum para expandir sua rede de usuários é a transição do algoritmo de validação de transações popularizado por Bitcoin (proof-of-work) para uma alternativa (proof-of-stake) que não requer a compra do hardware.

Buterin explicou a transição como aquele que procurará replicar processo de mineração do bitcoin praticamente sem “desperdícios de energia eléctrica”.

Essencialmente, Buterin vê a sua correção como uma que irá encontrar consumidores comprando ethers (a unidade de conta no protocolo) em troca de mineiros virtuais, que seria então ser regulada de modo a replicar um processo de verificação.

“Mineiros virtuais são mantidos a par do estado do próprio protocolo”, explicou Buterin.

No entanto, a versão de Buterin da idéia oferece uma série de correções para o que chamou de “supostas falhas fundamentais” deste mecanismo de validação.

Em primeiro lugar, ele destacou que é possível fazer um sistema desse tipo, se aqueles que compram mineiros virtuais tem que esperar para se juntar a pool, ganhando assim a elegibilidade para as recompensas produzidas pelo protocolo.

Buterin também prevê restrições em ambos os levantamentos e as transações que esses endereços podem como executar como outras maneiras de garantir que aqueles que estão validando estão fazendo isso de uma maneira que não será prejudicial à rede de computação.

‘Nada em jogo’

Talvez a crítica mais poderosa do Buterin, no entanto, foi o “nada em jogo” problema pelo qual algoritmos de proof-of-stake têm historicamente lutado para alinhar mineiros virtuais.

Chave para resolver isso, ele prevê, será a construção de proof-of-stake de uma forma que incentiva os participantes a continuar apoiando a versão “vencedora” do histórico de transações. Uma característica proposta como uma solução, é a inclusão dos chamados “dark uncles” ou “dunkles” no protocolo.

Um jogo tongue-in-cheek sobre o termo “uncles” (que se refere aos blocos que são minados, mas não adicionados a um blockchain), ele prevê dunkles sujeitos a sanções íngremes, até o ponto onde as perdas seria ainda 1.000% maior do que recompensas .

Buterin vê o protocolo de proof-of-stake com o objetivo de incentivar a produção de uma rede onde o blockchain seria aquele com o “valor em jogo”.

Apesar da forte ênfase na teoria, no entanto, Buterin fez questão de afirmar os objetivos do esforço em termos simplistas.

Ele concluiu:

“O sonho é conseguir o dimensionamento da cadeia [enquanto] roda em nada mais do que laptops de consumo.”