sábado , 25 março 2017

Arquivos de Tag: china

Banco Central da China Afirma que Exchanges não Devem Funcionar sem Serem Regulamentadas

O diretor do Banco Popular da China (PBOC) recentemente veio a público com algumas opiniões sobre o bitcoin,  após as recentes inspeções regulatórias do banco central  sobre as principais exchanges de bitcoin.

Confira também: Bitcoin Deve Ter 50% de Adoção em 9 Anos, Aponta Cálculo

Em um resumo traduzido enviado para o Twitter pela cnLedger, Zhou Xuedong, afirmou que “a maioria dos investidores de Bitcoin são jovens” e que “algumas exchanges falsificaram o volume para atrair investidores”.

Após ouvir a notícia da SEC (Securities and Exchange Commission) em não aprovar o primeiro ETF Bitcoin , Xuedong disse que o futuro do Bitcoin na China “não pode funcionar sem regulamentos”.

PBOC interfere no mercado de bitcoins

Em janeiro, foi relatado que o PBOC tinha realizado inspeções nas três maiores exchanges em Pequim e Xangai. Eram estas a BTC China, OKCoin e Huobi.

Acredita-se que o aumento do valor na moeda, estava atraindo atenção das autoridades que estavam tentando reduzir as saídas de capital que acreditavam estar ocorrendo através do bitcoin.

Como resultado, o preço do bitcoin caiu para cerca de US $ 790,00 enquanto a menor mineradora chinesa de bitcoin, a HaoBTC, revelou que estava fechando suas operações depois de anunciar a remoção de seu serviço de câmbio para seus usuários.

Em uma tentativa de aderir ao AML e exigências regulamentares reforçadas pelo PBOC, algumas exchanges, como a BTC China (BTCC), anunciou em fevereiro que estava suspendendo retiradas de Bitcoin e Litecoin. Logo em seguida ocorreu o mesmo em OKCoin e Huobi.

De acordo com o comunicado das três maiores exchanges do país, o prazo para retomar os saques estava previsto para este mês  (março), no entanto, a suspensão continua. O motivo é que eles ainda aguardam  aprovação regulamentar do mercado por parte do Banco Central da China.

Mais qual a visão do PBoC sobre o bitcoin?

Até o momento sem nenhum prazo para as exchanges chinesas receberem aprovação regulamentar, parece que a suspensão de um mês deve continuar indefinidamente.

No início deste mês de março, um funcionário do banco central declarou que a China deve apresentar uma posição mais clara sobre a regulamentação da moeda e acompanhamento das exchanges.

No entanto, um funcionário do governo chinês respondeu  dizendo que o controle das exchanges de moeda digital e das plataformas de negociação, é de competência do PBOC.

Com esse jogo de “troca de responsabilidade” entre ambos os lados, poderá surgir algum tipo de regulamento por parte de ambas instituições. Mas como já sabemos essa discussão já vem acontecendo a anos.

Como isso vai afetar a situação da moeda no país? Ainda não sabemos. O que existe nesse momento são as exchanges de mãos atadas à espera de aprovação regulamentar.

Confira também: O Aumento em Pagamentos em Bitcoin, Mostra que Está se Tornando uma “Moeda Real”

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Nem mesmo o ‘Grande Firewall’ Pode Parar a Negociação de Bitcoins na China

Na China Facebook, Twitter, New York Times e Localbitcoins, todos eles são inacessíveis atrás do “grande firewall”, que se refere à censura na Internet do chamado “dragão vermelho”, apelido dado ao estado chinês. Desde a introdução de medidas regulatórias pela maioria das exchanges chinesas de Bitcoin, o comércio de criptomoedas parece ter, pelo menos em parte, migrado para mercados peer-to-peer (p2p). Em particular, Localbitcoins.

Confira também: Usuário Paga Acidentalmente 2.5 Bitcoins em Taxa de Transação, Veja no que Deu!

As exchanges chinesas de criptomoedas implementaram novos meios para identificar quem são seus clientes e suspenderam as retiradas indefinidamente no mês passado, frente as novas regras do Banco Popular da China (PBOC). Isso parece ter levado ao aumento do volume de negociações P2P em Localbitcoins, o que facilita e simplifica negócios de moeda local em todo o mundo.

Volume de Bitcoins no Localbitcoins da China

Analistas do site Coin.dance mostram que algumas transações foram negociadas a elevados 36 milhões yuans chineses durante a segunda semana de fevereiro. Veja no gráfico abaixo.

Yuan Localbitcoins

Esse total de 36 milhões havia explodido para quase 60 milhões de yuans na semana passada. O gráfico, com certeza, reflete um aumento significativo do preço do bitcoin, e isso significa obviamente que ele está em alta. No entanto, essa alta não parece manter os investidores longe da moeda digital. Até o início de fevereiro de 2017, o total de ordens de compra no site OTC bitcoin não ficou abaixo de 14.000.000 yuans, o que parece um bom indicativo.

De acordo com o gerente da empresa finlandesa Localbitcoins de codinome “Max”, na China, as transações na plataforma de negociação foram feitas principalmente usando VPN’s (redes virtuais privadas), que são uma forma de driblar a regulação estatal por bloqueio de IP’s do Grande Firewall da China.

Max afirmou o seguinte no Reddit:

“Já estamos tecnicamente bloqueados na China, pois nosso site usa, entre outras coisas, o sistema “re-captcha” do Google. Como todos os recursos do Google estão bloqueados na China, não é possível entrar no nosso site a partir da China Continental, a menos que você use uma VPN.”

Encontrar uma VPN confiável pode ser difícil na China, cujo o governo proibiu todas as VPN’s não autorizadas, no início deste ano.

O Ministro da Indústria e Tecnologia da Informação da China pronunciou antecipadamente um comunicado sobre as proibições:

“O mercado de serviços de conexão à Internet da China tem sinais de desenvolvimento desordenado que exigem regulamentação e governança urgente”.

Acrescentou que “Os novos regulamentos fortalecerão a gestão da segurança da informação no ciberespaço”.

Localbitcoins: Um dos primeiros lugares onde os indivíduos puderam negociar Bitcoins Online

Localbitcoins está disponível virtualmente em todos os lugares do planeta, e facilita uma variedade de comércios, incluindo em negociações com pessoas de outros países. O comércio é totalmente livre entre as pessoas que querem os bitcoins, e aqueles que os desejam vender.

A grande maioria dos negócios no site ocorre com diferentes tipos de transferências de banco para banco, mas também ocorre com muita frequência com pagamentos de alto risco, como gift cards (cartões de presente). O site tem experimentado um crescimento constante desde que foi ao ar em 2012 pelo fundador Jeremias Kangas. Recentemente ele se pronunciou no site bitcoin.com, afirmando:

“Localbitcoins cresce em ritmo bastante estável e previsível”, disse Kangas. “Em alguns países onde a inflação é alta, com grandes diferenças nas taxas de câmbio — como na Nigéria, na Venezuela ou em vários outros países onde a moeda é fraudada pelos governos — a taxa de troca de bitcoins pode ser bem diferente das taxas oficiais. Assim, o Bitcoin pode ser uma ferramenta cada vez mais relevante para se obter o valor real de uma moeda específica, mostrando o real valor de mercado dela.”

Apesar das atuais flutuações no mercado chinês de bitcoins, os preços aumentaram nesta semana, estabilizando-se em mais de 8.000 CNY em todas as principais exchanges.

Confira também: Banco Central da China Lista Novas Regras para Exchange de Bitcoin do País

O que você acha sobre o interessante bloqueio chinês no site Localbitcoins? Deixe a gente saber nos comentários abaixo.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Banco Central da China Lista Novas Regras para Exchange de Bitcoin do País

O Banco Popular da China (PBOC) voltou seus esforços para regular as exchanges de bitcoin esta semana. Zhou Xuedong, Diretor do Departamento de Gestão de Negócios do Banco, que realizou inspeções nas exchanges, e apresentou novas regras que devem ser seguidas.

Confira também: Bitcoin Mantém Preços Consolidados Diante de Notícias do ETF

PBOC Adotando uma “atitude perdedora”

Zhou, que também é um deputado do Congresso Nacional do Povo (NPC ), teria revelado os planos de curto e longo prazo que o PBOC tem para as exchanges de bitcoin. A mídia chinesa Sina informou que ele disse que, a curto prazo, regras claramente definidas para exchanges de bitcoin são necessárias. Eles devem estabelecer políticas de prevenção e redução de riscos e devem ser mantidos sob controle rigoroso, continuou acrescentando que:

“Os reguladores devem adotar uma atitude de indulgência, não vamos ser proibitivos por enquanto, nesse momento vamos estabelecer um período de observação.” Afirmou  Zhou.

Lista de Atividades Proibidas

Entre as inúmeras regras, Zhou propôs uma lista de atividades proibidas impostas em exchanges que operam com bitcoin. Segundo a Caixin, esta lista inclui:

  1. Financiamentos alavancados ou créditos financeiros;
  2. Produzir volume falso, manipular o mercado usando taxas zero;
  3. Violação das leis ALD;
  4. Violação de regulamentos sobre gestão de moeda estrangeira e transferência de capital internacional com bitcoin;
  5. Substituição de moeda fiduciária usando bitcoin para comprar bens;
  6. Evasão fiscal;
  7. Fazer falsa publicidade ou participar de esquemas Ponzi;
  8. Prestação de serviços financeiros sem autorização, incluindo crédito, valores mobiliários e títulos futuros.

Haverá penalidades e multas para quaisquer exchange de bitcoin, caso seja confirmado a violação dessas regras, advertiu Zhou, acrescentando que eles podem ser suspensos ou forçados a se retirar do mercado.

Planos Regulatórios a Longo Prazo

Caixin também relatou, que Zhou afirmou que bitcoin é “um recurso digital especial que é difícil de ser controlado“, dadas as suas características como o anonimato, sendo distribuído globalmente e sem entidade física. Ele disse que o PBOC vai pesquisar as propriedades do bitcoin, explorar as políticas de gestão para as bolsas de bitcoin a nível nacional, e também considerar o licenciamento de um número de exchanges qualificadas.

O deputado NPC então propôs uma abordagem, “calma e racional” ao olhar para bitcoin, observando que:

“Se fossem tomadas medidas excessivamente simplificadas como fechá-las, os investidores serão levados a mercados como o peer-to-peer (P2p), que são mais difíceis de controlar. Portanto, é necessário explorar o estabelecimento de mecanismos reguladores a longo prazo.”

Além disso, Zhou listou outros aspectos para as exchanges considerarem, incluindo a identificação de contas, fontes de financiamento, fluxos de capital e transações anormais. Ele vê uso benéfico para a tecnologia Blockchain, acreditando que ela pode ser usada para referência e para regular o fluxo de bitcoin e moeda fiduciária. Sugeriu como os dados dos intercâmbios para os reguladores podem ser sincronizados como base para uma possível regulação. “De posse desses dados, algumas informações sobre lavagem de dinheiro e transações anormais, podem ser identificadas”, disse Zhou à Caixin.

Dessa vez, os orgãos reguladores da China, estão dispostos a tomar medidas para o desenvolvimento do bitcoin no país, um avanço significativo, ao contrario que vimos em anos anteriores, onde o objetivo era proibir o uso da criptomoeda.

Confira também: Como o Preço do Bitcoin Irá Reagir aos Atrasos na Aprovação do ETF dos Irmãos Winklevoss

E você o que achou dessas novas medidas da China? Vai ser prejudicial para o bitcoin? Deixe sua opinião.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Bitcoin Mantém Preços Consolidados Diante de Notícias do ETF

Depois de cair US $ 100 na manhã de terça-feira, 07 de março, o preço do bitcoin continuou em queda na quarta-feira. O preço, que chegou a US $ 1.285 na segunda-feira de acordo com a exchange Bitstamp, caiu 1,5%  na manhã seguinte. Dentro de trinta minutos desta diminuição, a moeda digital caiu para US $ 1.160.

Confira também: SEC Deve Decidir o Destino do ETF de Bitcoin Até Sexta

Quais foram os fatores para esta queda?

Existem inúmeras dinâmicas em jogo no mercado bitcoin e fatores que influenciam em seu preço. O Banco Popular da China (PBOC) afirmou recentemente que a moeda digital precisa ser rigorosamente regulamentada. As exchanges anunciaram no mês passado a suspensão de retiradas até março.

Já era esperado um aumento no preço para 2017

No ano passado, de acordo com os dados do Google Trends, o interesse de busca para o termo “comprar bitcoin” tem aumentado constantemente. Agora no início de fevereiro 2017, começou uma subida íngreme, indicativo de um futuro aumento no interesse de compra do bitcoin.

Além disso, outro fator bastante importante é a decisão da SEC, que decidirá se aprova ou não o fundo de investimento de bitcoin (ETF) dos gêmeos Winklevoss.

O próximo anúncio da SEC sobre o ETF Bitcoin, está permitido uma forte reação no mercado nos recentes movimentos de preços do bitcoin. Alguns sugeriram que as quedas resultaram de insider trading e especuladores apostando que o ETF Bitcoin não seria aprovado, dessa forma causando panico em investidores inexperientes.

De acordo com  pessoas “familiarizadas com o assunto”, uma fonte anônima ligada a bitcoin.com afirmou que a decisão do ETF poderia vim antes desta sexta-feira, 10 de março ou talvez até hoje. Outros dizem que a decisão só vai sair na segunda-feira, 13 de março.

Em um documento publicado pela SECeles afirma que a decisão pode sair até o 11 de março, em seguida voltam afirmar que tal decisão sobre o ETF, pode ser prolongado além do dia 11.

A Global Advisors Bitcoin Investment Fund (GABI), em uma carta aos sues assinantes, destacou que há apenas uma chance de 25% do ETF ser aprovado.

Apesar da recente pausa no preço e da incerteza sobre aprovação do ETF Bitcoin, muitos analistas continuam otimistas sobre o futuro do preço do bitcoin.

O aumento da regulamentação das autoridades chinesas, a desmonetização na Índia, a legislação recentemente aprovada no Japão, bem como o declínio geral do valor da moeda fiduciária, são vistos como principais fatores que tem impulsionado para o aumento no preço da criptomoeda.

O preço do bitcoin aumentou 120% em 2016, tornando-o a moeda com melhor desempenho pelo segundo ano consecutivo. Alguns acreditam que o preço do bitcoin poderá chegar a US $ 3.000 até o final de 2017.

Confira também: Kim: O Windows é Uma Ferramenta Espiã da CIA

E para você quais foram os fatores que favoreceram o aumento no preço do bitcoin este ano?

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Exchanges de Bitcoin Chinesas Necessitam Supervisão, Afirma Agente do PBoC

O Banco Popular da China (PBoC) deve manter o monitoramento nas exchanges de bitcoin chinesas, disse um funcionário do Banco Central esta semana.

Confira também: O Que Você Precisa Saber Sobre a Próxima Versão do Bitcoin Core.

De acordo com fontes de notícias locais, Zhou Xuedong, diretor da unidade administrativa de negócios do PBoC, defendeu o possível uso de listas negras contra exchanges que violam as diretrizes do Banco Central. Ele também sugeriu que o PBoC deveria explorar a regulamentação de exchanges a nível nacional e exigir que elas obtenham alguma forma de licenciamento.

Xuedong declarou:

“Há um risco significativo, um é o risco da segurança dos fundos dos clientes, o segundo é o risco de lavagem de dinheiro, e o terceiro é o risco de transações alavancadas.”

Por outro lado, Xuedong sugeriu que o PBoC deveria iniciar um “período de observação” enquanto, ao mesmo tempo, passem a definir as supostas “regras básicas” as quais as exchanges precisam aderir. Ele também pediu uma pesquisa detalhada – algo que provavelmente ocorreria em conjunto com a experiência do PBoC com uma moeda digital emitida pelo Banco Central.

Essas declarações, chegam há pouco mais de dois meses depois de ter sido revelado que funcionários tiveram uma reunião com representantes do conjunto de exchanges da China. Essas reuniões terminaram conduzindo o fim das negociações sem taxas na China, e o fim do margin trading (operações com dinheiro emprestado de corretores).

Confira também: O que Aconteceu com o Bitcoin na China?

Em fevereiro, as declarações do PBoC indicaram que o Banco Central poderia considerar fechar as exchanges resistentes às autoridades.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

O que Aconteceu com o Bitcoin na China?

Começamos 2017 com bastante entusiasmo no bitcoin. O preço quebrou US $ 1.000 em 1º de janeiro e, na segunda semana de Fevereiro, teve sua maior alta ultrapassando o topo histórico. Os ganhos de preço vieram como uma enxurrada de eventos na China, onde a moeda digital é definida como um “bem virtual”, deixando “a cena do Bitcoin em desordem”.

Depois de 2 meses de todo esse ocorrido, vamos analisar a fundo o que aconteceu,  e qual a situação atual do bitcoin na China.

Janeiro 2017

Em 5 de janeiro, o Banco Popular da China (PBoC) falou com as exchanges de bitcoin informando que ainda não é uma moeda sob as leis chinesas. Rumores apontavam que a China em breve iria agir para proibir o Bitcoin.

Uma interpretação mais suave da ação supôs o banco central, simplesmente esclarecer as leis da nação – nenhuma promoção offline, sem falsas negociações, a desvalorização do yuan não pode ser mencionado para promover a moeda digital, e eles sugeriram tornar obrigatório conhecer o seu cliente e tomar medidas para sonegação de impostos, entre outras condições. PBoC também aproveitou esta oportunidade para alertar os investidores sobre a volatilidade da moeda digital e o seu risco.

Confira: Bitcoin Cede 2% após Reuniões dos Reguladores da China com as Exchanges

Em 11 de janeiro, o People’s Daily, jornal oficial da China, publicou uma história sobre a tecnologia blockchain que incluiu um gráfico explicando o que é o Bitcoin.

O inicio das inspeções

O PBoC Xangai e o Shanghai Municipal Finance Office já estavam inspecionando uma das maiores exchanges do país a BTC China. As duas autoridades inspecionaram também as demais exchanges de bitcoin, Huobi e OKcoin. Esta última afirmou em um e-mail aos seus clientes o seguinte:

“Autoridades estão realizando uma inspeção de uma semana, apenas para entender a situação aqui. O objetivo é manter a estabilidade financeira, evitar riscos financeiros e regular o comportamento comercial do mercado “, escreveu BTCC. “Sem outras intenções. Os serviços de depósito e retirada estão funcionando corretamente “.

Entre outras coisas, as exchanges chinesas teriam de cessar o margin trading e taxa zero nas negociações de bitcoin. Na Comunidade, uma discussão sobre uma grande porcentagem dos negócios na China estava sendo manipulada por exchanges. Diante de todo o ocorrido a BTC China suspendeu seu serviço de margin trading, o mesmo ocorreu em Huobi e OKCoin.

Em 20 de janeiro, a BTCC twittou que estava “revisando a experiência operacional de contrapartes estrangeiras e a cobrança de taxas de transação, visando reduzir ainda mais a especulação e evitar a volatilidade de preços”. OKCoin anunciou que estava tomando ações semelhantes.

Confira também: Banco Popular da China faz Alerta sobre Volatilidade do Bitcoin nos últimos dias

Em seguida BTC China, Huobi e OKCoin voltam a cobrar taxas em 24 de janeiro. Uma quarta troca chinesa bitcoin, Yunbi, introduziu taxas pouco depois.

Declarações do PBOC

PBoC Departamento de Gestão Empresarial, Pequim Secretaria Municipal de Finanças, Secretaria Municipal de Indústria e Comércio e outros departamentos relevantes formaram um grupo comum para visitar Huobi, OKCoin e outras exchanges para uma inspeção no local”, a declaração diz o seguinte:

“De acordo com os problemas encontrados durante a inspeção inicial, o grupo decidiu continuar a inspeção, com foco principalmente na liquidação de pagamentos, anti-lavagem de dinheiro, gestão de moeda estrangeira, informações e segurança financeira. O grupo sugere que os investidores devem prestar atenção aos aspectos importantes das trocas de bitcoin, tais como conformidade legal, volatilidade de mercado, segurança financeira e a participação no investimento bitcoin com discrição”.

O Ano Novo Chinês

A medida que o ano novo chinês se aproximava, PBoC anunciou que iniciaria seu próprio instituto de pesquisa em moeda digital para pesquisar a tecnologia blockchain.

PBoC, em seguida, convidou nove exchanges de bitcoin chinesas para uma reunião a portas fechadas, incluindo CHBTC, BTCTrade, HaoBTC e Yunbi, supostamente comunicando que nenhuma negociação margin trading estivesse disponível nas plataformas e que as trocas devem cumprir as leis do LBC.

Confira também: Banco Central da China encontra irregularidades nas Principais Exchanges de Bitcoin

Exchanges Chinesas Interrompem Saques

Em 13 de fevereiro, o provedor de serviços Bitcoin HaoBTC anunciou que iria cessar os serviços de exchange de bitcoin, mas manteria seu serviço de carteira.

A Localbitcoins, uma plataforma de negociação peer-to-peer (P2P) de bitcoin, mostrou uma explosão de interesse após as ações da PBoC e subseqüente suspensão das retiradas nas bolsas chinesas.

China Localbitcoins

Em 8 de fevereiro, Samson Mow, CEO do BTC China, deixou a empresa que ele ajudou a fundar. – Pouca explicação foi dada.

“Lamentamos informar que o nosso CEO [Samson Mow] está saindo da BTCChina”, escreveu o co-fundador Bobby Lee.

Os volumes de negociação até então começaram a diminuir. OKCoin, que manteve a maior quantidade de bitcoin, viu seu volume cair em mais de 20.000 bitcoins  entre 16 e 17 fevereiro.

Antes das mudanças, a China liderou o comércio bitcoin, mas desde que seus volumes desmoronaram a aproximadamente 33%, Japão passou a frente e é o líder mundial  no comércio do bitcoin.

Confira também: Tamanho Importa: Japão se Torna o Maior Mercado de Bitcoin do Mundo, bate China e EUA.

Desde as reuniões com a PBoC, as exchanges na China começaram a introduzir novos procedimentos AML e KYC, como uploads de ID e outros processos de verificação – nenhum dos quais existia antes das reuniões recentes.

Desenvolvimento de seu “Bityuan”

Na metade de janeiro, tornou-se público que o PBoC estava pesquisando como implementar sua própria moeda digital, RMBCoin, “para realmente alcançar a meta de dinheiro para o povo”.

“Agora está ficando claro que o banco central da China será um dos primeiros a emitir uma moeda digital”, de acordo com Andy Mukherjee, em publicação para para Bloomberg.

Bloomberg acrescentou: “Uma versão inicial do bityuan provavelmente será um assunto sem interrese. A pesquisa no Banco Popular da China favorece um sistema em que a autoridade monetária emitiria a criptomoeda para os bancos, que a forneceria para seus clientes “.

Confira também: O Fim das Transações Ilícitas na Rede Bitcoin

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Preço do Bitcoin se Aproxima de Nova Alta Histórica em Nova Era de Estabilidade

O preço do Bitcoin teve uma alta de 60 dólares em um novo recorde nessa terça-feira, tendo ultrapassado os U$ 1100, para competir com o recorde de 2013 de US $ 1155.

Confira tabém: Preço do Bitcoin Aumenta com Acordo do SEC e ETF.

No momento desta postagem, o preço estava flutuando em torno de U$ 1110, tendo conseguido ficar acima da barreira dos U$ 1100 sem qualquer dump significativo.

Meros 60 dólares separam os níveis atuais de alcançar um novo ponto de referência para a economia Bitcoin. Gráficos de Coinmarketcap e CoinDance ilustram o momento:

O apoio contínuo dos traders, uma perspectiva forte e regulamentações mais favoráveis ajudaram a criar um ambiente mais estável para a criptomoeda nos últimos meses.

Confira também: Bitcoin está se Tornando uma Opção de Investimento a Longo Prazo.

A confiança dos investidores também aumentou, já que o Bitcoin tem demonstrado sua resistência a fatores geopolíticos, especialmente os da China.

No entanto, o sentimento positivo está aumentando sobre a aprovação do primeiro ETF Bitcoin nos EUA (Exchange-Traded Fund – “bolsa de câmbio de fundos comerciais”) em março. Se for adiante, os especialistas dizem que o preço do Bitcoin poderia logo encontrar-se bem ao norte dos 1.155 dólares.
Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

LocalBitcoins Registra Maior Alta de Todos os Tempos, Volume da China Sobe 500%

O volume de negociação do Bitcoin na plataforma de negociação (p2pLocalBitcoins, atingiu um novo patamar mundial de todos os tempos, impulsionado pela crescente atividade entre os traders na China.

Confira também: Bitcoin está se Tornando uma Opção de Investimento a Longo Prazo.

De acordo com dados da Coin.Dance, o volume da semana passada subiu além dos 24 milhões de dólares em transações de bitcoin. Comparado com o ano passado, o valor de negociação de bitcoin mais que dobrou a nível global.

LocalBitcoins

Na China, os traders de bitcoin responderam à decisão das bolsas de congelar as retiradas de bitcoin (devido à regulamentação forçada do PBoC) – correndo em bando para o marketplace Localbitcoins.

Confira também: BTC China Suspende Saques de Bitcoin por um Mês.

A semana seguinte à última regulamentação do Banco Central Chinês, registrou um aumento para 36,2 milhões de Yuans em bitcoins negociados através da plataforma. Para se ter uma ideia, a semana de negociação anterior também foi uma alta histórica, e bateu ¥ 6,6 milhões. Em volume, quase 5000 BTCs foram trocados através da plataforma, 5 vezes o volume de 922 BTCs da semana anterior.

LocalBitcoins

É ainda mais notável que o LocalBitcoins permanece bloqueado na China, devido ao firewall estatal imposto pelo país.

“Já estamos tecnicamente bloqueados na China, pois nosso site usa entre outras coisas, o sistema de re-captcha do Google”, postou um membro da equipe da LocalBitcoins em um fórum. “Como todos os recursos do Google estão bloqueados na China, não é possível entrar no nosso site a partir da China, a menos que você use uma VPN.”

A queda da economia da Venezuela que continua a ver a hiperinflação, também mostra números recordes. Com 17,1 milhões de Bolívares negociados na semana passada, bateu o recorde histórico de Bs 15,4 milhões da semana retrasada.

LocalBitcoins

Outros países que se somam à nova alta global incluem a Noruega, onde os investidores estabeleceram um registro de volume semanal, e também o México.

Confira também: Tensão na Comunidade de Bitcoin na Venezuela: Exchange é Forçada a Fechar.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Tamanho Importa: Japão se Torna o Maior Mercado de Bitcoin do Mundo, bate China e EUA

O tamanho do mercado japonês de câmbio de Bitcoin superou o da China e dos EUA, ultrapassando os dois gigantes para se tornar o maior mercado de câmbio de Bitcoin do mundo, com um volume de negociação diária de 135 milhões de dólares e mais de 50% da quota de mercado.

Confira também: coinBR, Negocie Coins e Blockchain Academy Debatem sobre ações do PBOC.

Diversos fatores contribuíram para esse crescimento excepcional. No entanto, após a consideração cuidadosa dos grandes eventos ocorridos em 2016, o declínio do mercado chinês e a introdução de regulamentos práticos e sólidos do governo japonês, podem ter sido o motivo de maior impacto no crescimento do mercado japonês de Bitcoin.

O Milagre Econômico Japonês 2.0

Nos últimos meses o mercado japonês se desenvolveu plenamente. Em maio do ano passado, o Japan Times informou que o Gabinete do Japão aprovou um conjunto de contas que concedeu ao Bitcoin e outras moedas virtuais legitimidade como dinheiro.

Na época, especialista em moeda digital e Advogado em Direito So Saito disse:

Eu acho que a nova lei vai aumentar a aceitação do Bitcoin e outras moedas digitais. Algumas das principais instituições financeiras, investidores e agências de publicidade têm hesitado em ser relevante com Bitcoin. Por razões que o Bitcoin não ser regulado, a natureza do mesmo tem sido incerto e alguns ainda, têm uma má impressão do Bitcoin.

Desde então a adoção comercial do Japão, o mercado cresceu exponencialmente e as principais bolsas de bitcoins japonesas como a BitFlyer, garantiram uma rodada de U$ 27 milhões num fundo de investimento série C, liderado pelo SBI Investment, um braço de investimento do grupo multi-bilhonário SBI.

Confira também: Primeiro “Banco de Bitcoin” Abre na Áustria.

Em entrevista, o CEO da BitFlyer, Yuzo Kano, afirmou que os investidores incluindo o SBI Group, consideram os crescentes volumes de negociação, o potencial do mercado japonês e a estratégia da empresa de sempre estar de olho no desenvolvimento da tecnologia Blockchain, para atingir a indústria fintech japonesa.

Meses após a rodada de financiamento da série C, a BitFlyer garantiu mais U$ 1,75 milhões do Mizuho Financial Group, Grupo Financeiro Sumitomo Mitsui, Mitsubishi UFJ Financial Group e Dai-ichi Life Insurance, para expandir as operações da bolsa para o mercado de remessas, como já mencionei aqui no Criptomoedas Fácil.

A BitFlyer arrecadou mais de U$ 30 milhões em investimentos no total, o que proporcionou à empresa um nível de estabilidade financeira e flexibilidade para se concentrar no desenvolvimento de produtos e expandir sua base de usuários. No entanto, o verdadeiro mérito destes investimentos multi-milhonários é a parceria entre a BitFlyer e as empresas líderes no Japão, que está apoiando o intercâmbio com uma visão clara e estratégia regulatória.

Sem contar que a BitFlyer vem investindo pesado em propaganda. Assista um dos videos marketing para o Youtube da empresa. Somando os videos são mais de 4 milhões de visualizações.

Como resultado, a BitFlyer ultrapassou as exchanges de bitcoin chinesas e americanas, tornando-se a maior potência global no Bitcoin. Atualmente, a BitFlyer controla mais de 60% do mercado japonês de câmbio, e processa quase U$ 80 milhões em negócios diariamente.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Popularidade do LocalBitcoins Teme Ação do Banco Popular da China

As preocupações estão crescendo já que o Banco Popular da China (PBoC) pode tentar conter o uso do LocalBitcoins, depois que a plataforma se tornou a substituição imediata para os traders e comerciantes de bitcoin no país.

Confira também: JP Morgan e Santander Anunciam Criar nova Corporação Baseada no Blockchain do Ethereum.

Quando grandes bolsas chinesas suspenderam as retiradas de Bitcoin devido a preocupações regulatórias, os investidores se movimentaram em massa para o mercado P2P (de pessoa – para pessoa), causando volumes de negociação recordes na semana que terminou em 11 de fevereiro.

Agora, o pessoal da LocalBitcoins fez uma postagem no Reddit para conter os temores de que o site pode se tornar o próximo alvo do PBoC. Adicionando que é uma decisão pessoal do companheiro de mercado BitKan cumprir ou não os mandatos do banco.

Confira também: Bitcoin Cede 2% após Reuniões dos Reguladores da China com as Exchanges.

“Nossa sede é na Finlândia, em geral, quando um país ou estado aumenta a regulamentação Bitcoin atinge nossos comerciantes e não nós diretamente. Cada comerciante em nosso local precisa de respeitar a legislação do seu país”, um representante escreveu.

Tenha em mente que nosso modelo de negócios está longe de ser uma exchange tradicional, somos uma plataforma onde os usuários podem criar seus próprios negócios de câmbio.

 A última semana foi de vento em popa para LocalBitcoins, agora com China apenas mais um mercado que registra novos altos. O Canadá, Turquia, Venezuela e a Nova Zelândia tiveram grandes acessos, provavelmente devido a uma das suas principais bolsas fechar devido à hostilidade dos Bancos Centrais dos seus respectivos países.
Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br