quarta-feira , 18 janeiro 2017
1xBit

Arquivos de Tag: china

OKCoin Afirma que é a Favor de Regulamento do Bitcoin na China

O CEO disse que o desenvolvimento de um quadro regulamentar com base em um diálogo construtivo entre as autoridades governamentais e participantes da indústria traria muitos benefícios para o ecossistema da moeda digital, a exemplo do Bitcoin.

Declarações da OKCoin

Em declarações emitidas pelo CEO da OKCoin, Star Xu, ele afirmou que o conselho de administração da empresa está aberta ao governo e ao Banco Popular da China (People’s Bank of China – PBC), para projetar ou implementar regras legais mais específicas para acompanhar as atividades comerciais relacionadas com o bitcoin.

Confira também: Banco Popular da China faz Alerta sobre Volatilidade do Bitcoin nos últimos dias

Possível regulamentação

Por sua vez Xu afirmou que os rumores de que Bank of China pode estar criando uma lei para regular mais estritamente aos serviços de câmbio para melhorar a segurança das operações, está possível lei não têm bases reais, mas que discussões que foram tocadas sobre este assunto não foram além do nível teórico.

Este foi apenas uma ideia que foi proposta ao debate. Acreditamos que a questão é de vital importância para melhorar a proteção dos consumidores e promover um crescimento saudável a longo prazo”. CEO da OKCoin, Star Xu.

De acordo com dados do portal Bitcoinity, OKCoin ocupa o segundo lugar entre os serviços de troca Bitcoin, maior no país asiático, apenas ficando atrás em volume de operações da BTCC.

Críticas sobre o People’s Bank of China – PBC

Para críticos da indústria, afirma que o banco busca impedir que milhares de pessoas que foram afetadas pelas condições econômicas, voltem para a moeda digital como um meio para proteger suas economias, o que poderia afetar a economia local por causa da desconfiança dos cidadãos nas instituições financeiras.

Uma coisa é certa, é inevitável uma regulamentação por parte de algum país, o problema é como isso será implantado e como será aceitação por parte da comunidade.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Banco Postal Chinês e IBM Anunciam Sistema de Troca de Ativos em Blockchain

O Postal Savings Bank of China (PSBC) anunciou no dia 10/01/2017,  um sistema de troca de ativos baseado na tecnologia Blockchain, sendo que desde outubro de 2016 já foram realizadas mais de 100 transações reais entre empresas, ambas pertencentes a pequenas e médias empresas e clientes particulares.

Confira também: Departamento de Energia dos EUA Procura em Blockchain Propostas para Proteger o seu Sistema

A Plataforma

A plataforma foi desenvolvida pelo banco em conjunto com a IBM , usando o projeto Hyperledger com o objetivo de criar a primeira plataforma Blockchain para recebimento e  troca de ativos financeiros na China.

Confira também: IBM Blockchain ira resolver problemas de entrega

Após a conclusão de um Workshop de Design Thinking em conjunto com a IBM para projetar a plataforma, testes foram realizados ao longo de um período de dois meses, onde diferentes transações de compra e venda de títulos foram concluídas. O sistema mostrou que Blockchain trabalha para canalizar os pagamentos e verificação de crédito de forma eficiente.

Sobre o PSBC

Bank of China

O PSBC é um banco de varejo, ou seja, especializado em atender clientes de varejo privado, em vez de grandes empresas. No entanto, no ano passado, tornou-se um dos bancos emergentes na China, atingindo uma capitalização de 4 trilhões de yuan renminbi (RMB), cerca de $ 580.000.000 – apesar de ser formalmente fundada em 2007.

Em comunicado de imprensa, a IBM disse que descobriu que o atual sistema de custódia e transferência de ativos apresenta muitos riscos:

Ativos sob custódia geralmente envolve múltiplos participantes, incluindo instituições financeiras, clientes, ativos que protegem, gestores, consultores de investimento e auditores. Cada transação envolve a transferência de grandes somas de dinheiro com vários participantes do intercâmbio de dados, cada um com seu próprio sistema de informação e exigente sistemas de verificação de emprego, tais como telefone, fax e e-mail, com forte potencial para gerar atrasos, discrepâncias e os riscos entre as entidades fazer relatórios. IMB

Vantagens da Plataforma em Blockchain

Eles indicaram que a solução oferecida pela blockchain visa  compartilhar informações em tempo real entre várias partes, eliminando várias verificações de crédito, reduzindo a quantidade de processos operacionais entre 60% a 80%. “Acordos inteligentes e mecanismo de consenso integram controles legais e regulamentares na blockchain e garante que as transações são concluídas uma vez que os contratos são cumpridos conseguido consenso entre as partes.

Confira também: PWC Global publica estudo sobre aplicações Blockchain na indústria energética

Lyu Jiajin, Presidente da PSBC disse que “a tecnologia Blockchain tem o potencial de eliminar o atrito nas atividades e assuntos financeiros, por um baixo custo, ” mais tarde, acrescentando que eles esperam para se unir com mais instituições financeiras para construir um ecossistema Blockchain na Indústria.

Imutabilidade e criptografia de blockchain permitir que informações da conta permaneça segura, permitindo a troca de informações dos participantes envolvidos na operação (…) Além disso, Blockchain contribui para auditoria e ao controlo das partes, reunir rapidamente informações neles também intervém e exerce controle, mas o aumento da eficiência e gestão de risco em toda a indústria. IMB.

Apesar de ter sido fundada há pouco tempo, este banco de varejo comercial surge como uma empresa com capital suficiente e inova entre as empresas velhos e jovens a adotar cedo Blockchain para esses fins.

Comunicado completo na integra: Postal Savings Bank of China se associa com a IBM para construir sistema de custódia de ativos baseado em Blockchain

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br.

Banco Popular da China faz Alerta sobre Volatilidade do Bitcoin nos últimos dias

O Banco Popular da China (PBOC) se reuniu esta semana com importantes exchanges de Bitcoin em Pequim e Xangai. Representantes do BPC em Pequim reuniu-se com OKCoin e Huobi enquanto representantes do BPC em Xangai reuniu-se com BTCC .

Declarações sobre investimentos em bitcoin na China

Na noite de sexta-feira, 6 de janeiro, na China, os escritórios do PBOC em Pequim e Xangai emitiram declarações sobre as reuniões, destacando que o “preço recente da bitcoin é altamente volátil” e que o banco encoraja as bolsas a “operar estreitamente de acordo com as leis e regulamentos da China para realizar auto análises com base em leis relacionadas e corrigir eventuais irregularidades.”

As declarações também alertou os cidadãos a “investir ciente em bitcoin e, assim, suportar os possíveis riscos por conta própria.

Principais Exchanges na China

A Huobi, OKCoin e a BTCC hoje representam 90% do volume global em negociação de Bitcoin e viram os preços perto dos máximos históricos nas últimas 36 horas antes de caírem drasticamente.

As declarações completas do PBOC podem ser encontradas abaixo.

Declaração da Huobi

Zhu Jiawei, COO da Huobi, deu a seguinte declaração:

Huobi conduzirá a auto-inspeção de acordo com exigências do PBOC e outras autoridades, e leis e regulamentos. Huobi também pretende estabelecer uma associação da indústria com outras empresas para promover a autodisciplina e a formação de padrões da indústria.”

Jiawei também acrescentou avisando que “os investidores devem controlar o risco, porque bitcoin é um produto de investimento com alto risco, negociado 24/7 e sem limitação sobre a flutuação de valor”.

A BTCC também confirmou a reunião com o PBOC e emitiu a seguinte declaração:

“BTCC se reuniu recentemente com o PBOC e trabalhamos em estreita colaboração com eles para garantir que estamos operando de acordo com as leis e regulamentos da China. Como a mais antiga bolsa em circulação do mundo, sempre respeitamos as políticas de AML / KYC e continuamos a cumprir todos os regulamentos vigentes na China. O boletim de imprensa apresentado por PBOC hoje esboça que há uma volatilidade significativa no comércio de bitcoin, como já foi citado em um aviso em 2013, dizendo que bitcoin é um bem virtual e não tem status de curso legal. Todos os nossos usuários devem estar cientes das políticas atuais sobre bens virtuais, bem como os riscos envolvidos na negociação em mercados voláteis.”

A OkCoin, ainda não se pronunciou sobre a reunião com Banco Popular da China, em seu blog e redes sociais não há nenhum comunicado ou alerta sobre a queda do bitcoin nesses últimos dias.

Curiosamente, o preço de bitcoin atingiu 8.888 CNY. O oito é considerado o número da sorte na cultura chinesa e parece ter sido um ponto de lucro para muitos investidores.

Por fim, o que o Banco Popular da China afirma não há nada de novo, em relação a suas declarações anteriores,o fato de que o PBOC está fazendo declarações públicas sobre bitcoin e reafirmando seu próprio compromisso de garantir a integridade operacional das casas de câmbios no país poderia ser interpretado como um reconhecimento da viabilidade crescente do bitcoin.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Qual a razão do aumento repentino no preço do bitcoin?

O mercado chinês é fundamentalmente responsável pelo grande aumento no valor da criptomoeda, mas também existem outros fatores importantes, incluindo especulações e algumas decisões políticas.

É importante notar, que o mercado de bitcoin é muito reativo e, por vezes, torna-se imprevisível, ou seja, às vezes não é tão fácil de compreender as razões por que ocorrem altas e baixas inesperadas. No entanto, não é um fator incontornável que tem influenciado os preços este ano.

O mercado chinês

China é uma nação que domina tanto a mineração e o comércio bitcoin, portanto, sempre olhar o que está acontecendo por lá para prever os preços.

Enquanto isso, o Yuan continua em total desvalorização, levando os investidores a procurar ativos de refúgio, como é o caso do bitcoin. Também os preços do ouro têm vindo a aumentar, pelo mesmo motivo, no entanto, as negociações com o metal tem complicado os asiáticos. Enfrentando ameaças do governo chinês para restringir as ações de indivíduos para proteger sua riqueza pessoal, os investidores estão vendo no bitcoin uma maneira de manter seguro seu capital, desde que as importações de bens e ouro foram limitadas no país.

Desvalorização do Yuan Chinês

Vamos olhar para o preço do yuan frente ao dólar durante todo o ano.

Qual a razão do aumento repentino no preço do bitcoin?

Como você pode ver a moeda chinesa tem estado em desvalorização, com seus preços mais baixos em dezembro.

Obviamente, confrontados com uma crescente demanda por criptomoeda, tudo isso fortalece os preços de oferta no país.

Outros fatores

Enquanto a China é o principal fator para o aumento do preço, mercados menores que a China, como a Índia e Venezuela , continuam a ter preços bem acima da média como é mostrados em dados em CoinMarketCap. Além disso, novos mercados estão ganhando força, por exemplo, bitcoin tem crescido consideravelmente no último mês na Austrália, Colômbia, Quênia, Malásia, Nova Zelândia, Noruega, Paquistão, Rússia, Suíça, Tailândia, Ucrânia e Venezuela. Isto foi revelado em um aumento em negociações em Localbitcoins, uma opção para compra e venda bitcoin em P2P. Também os Estados Unidos têm aumentado as operações, conforme mostrado no gráfico abaixo.

Qual a razão do aumento repentino no preço do bitcoin?

Efeito Donald Trump

O último aumento no preço do bitcoin também coincidiu com a notícia quando Donald Trump escolheu um entusiasta bitcoin para ser o Diretor de  Orçamento dos EUA. O fato de que o presidente dos EUA – eleito tem feito tal escolha faz a comunidade bitcoin compreender ter mais apoio e menos regulamentação para criptomoedas na principal potência ocidental.

Com todos estes fatores, é claro, são refletidos diretamente no preço do bitcoin.

E para você, qual foi o maior fator que influenciou a valorização do preço do bitcoin?

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Você não vai ACREDITAR o que o terceiro data center mais poderoso do mundo vai fazer

A Bitmain, segunda maior pool de mineração de Bitcoin e a fabricante de equipamentos de mineração mais popular do mundo, fez parceria com investidores na China para lançar o terceiro data center que mais consome energia do mundo.

A empresa, que atualmente controla 18,6% de hashpower da rede Bitcoin, planeja construir um centro de dados altamente eficiente e poderoso. Isso seria para aumentar a sua participação na distribuição de hashrate do Bitcoin, e demonstrar a importância de utilizar energia renovável, como energia solar para operar este data center enorme.

O CEO da Bitmain, Jihan Wu, afirmou:

“Vimos que a maioria dos centros de dados da indústria de mineração está desperdiçando um dinheiro considerável ou outros recursos. Queremos oferecer um exemplo mais profissional e econômico para a indústria.”

Definindo um exemplo para outras pools de mineração

Essencialmente, Wu e o resto da equipe Bitmain estão tentando dar um exemplo para as outras pools de mineração, e empresas que estão operando centros de dados de grande escala. Com isso, contribuindo com uma quantidade considerável de poder de computação para a rede Bitcoin.

Com 135 megawatts de consumo de energia, o data center Bitcoin da Bitmain será uma das maiores instalações do mundo, em termos de geração de energia. Assim, Wu e sua equipe pretendem utilizar tecnologias inovadoras, como sistemas de refrigeração e sistemas sem poeira, para garantir que o equipamento de computação e mineração dentro de suas instalações, dependa da menor quantidade de energia possível para entregar o mais alto desempenho.

Considerando o tamanho do centro de dados da Bitmain, a empresa observou que a instalação será utilizada por seus investidores e outras empresas parceiras, para aplicações alternativas. No entanto, a equipe Bitmain enfatizou que a maioria da capacidade da instalação será dedicada à mineração do Bitcoin e garantir a rede Bitcoin.

“Foi especialmente projetado para computação de alto desempenho e, considerando o interesse da maioria dos investidores no data center, a mineração de criptomoedas como o Bitcoin será sua principal aplicação”

– Equipe Bitmain

Embora a empresa afirma que a construção da instalação provavelmente será concluída até o final de 2016, em última análise, dependerá do clima em Xinjiang de novembro a fevereiro.

Após a conclusão da instalação, Bitmain e os entusiastas em Bitcoin esperam ver um rápido crescimento no hashpower da Bitmain em seu pool de mineração.

Imagem: reprodução.

Preço do Bitcoin cai 5% como novos boatos na China

Depois de semanas de alta, o preço do bitcoin teve baixa hoje, caindo cerca de 6%. Em relatórios não confirmados são de que reguladores chineses poderão tomar medidas para restringir as atividades de câmbio doméstico.

bitcoin queda baixa

Segundo a reportagem da Bloomberg, a fonte de notícias teria publicado um relatório detalhando de como as autoridades chinesas poderiam em breve, proibir as trocas domésticas de bitcoin de mover certos volumes de bitcoin e outras moedas digitais no exterior.

As alegações do artigo, são preocupações de que traders de bitcoin possam comprar bitcoin em exchange local e vender no exterior, evitando assim as regras do câmbio estrangeiro.

No entanto, o artigo em questão não estava disponível on-line, embora tenha sido citado por outras fontes de notícias, incluindo Sina e ZeroHedge.

Os declínios dos preços começaram às 13:00hs (horário de Brasília), aparentemente coincidindo com a propagação da notícia em toda a mídia social. O preço flutuaria desordenadamente ao longo do dia de negociação, subindo para um máximo de US $ 744 e caindo para um mínimo de US $ 677.

Mas dada a incerteza a respeito da notícia, alguns analistas disseram que o mercado era provável usar os relatórios como uma oportunidade de capitalizar em um pânico de mercado pendente.

Tuur Demeester, da Adamant Research, disse à CoinDesk:

“É uma daquelas coisas onde um artigo de notícia é realmente apenas uma desculpa para que os comerciantes vendam em vez de comprar.”

Outros analistas relataram que o comportamento similar era provável dado que as notícias falsificadas sobre a China, foram usadas frequentemente como a maneira de incentivar a atividade especulativa do mercado.

Esses comentários relembram o auge da subida dos preços da bitcoin em 2013, quando a notícia de que a China talvez “banisse” a moeda digital provocou declínios acentuados no mercado.

“A China é efetivamente uma caixa preta para nós aqui.” – Chris DeRose, anfitrião de um podcast popular do bitcoin, recordado.

A depreciação do Yuan chinês (CNY) estimula o aumento do preço do Bitcoin

O preço do Bitcoin parece estar querer subir novamente. De acordo com CoinMarketCap, o preço da moeda digital saltou de $ 618 para US $ 633 em três horas a uma diferença de + 2,5% na terça-feira 11 de outubro.

Os gráficos do Trading View é consistente com suas ilustrações sobre a exibição de Negociação mostrando o gráfico movimentando BTC/CNY – Bitcoin de uma baixa de 4150 foi para 4260 – com um aumento de 2,7%.

Esta altura só foi atingido duas vezes – recentemente entre junho e julho de 2016, pouco antes do ataque a Bitfinex e entre Novembro de 2013 e Janeiro de 2014.

Após a inclusão do RMB chinês na cesta de SDR (Direito especial de saque), em vigor em 01 de outubro de 2016 terem cumprido os critérios existentes e aprovado pelo Conselho de Administração do FMI em novembro de 2015, vale a pena notar que, com base na fórmula adotada pelo FMI atribuído a determinar os pesos de moeda em direito especial de saque (SDR), a moeda chinesa (CNY) se encontra em terceiro lugar das cinco principais moedas que incluem também o dólar, euro, iene japonês e Libra esterlina.

Em 01 de outubro de 2016, os pesos foram calculados em partes iguais às exportações do emissor da moeda e um indicador financeiro composto, que inclui as reservas oficiais em moeda da união monetária, que são realizadas por outras autoridades monetárias que não são emitentes da moeda corrente, volume de divisas estrangeiras da moeda e a soma do saldo de passivos bancários internacionais e títulos de dívida internacionais denominados na moeda.

Com este aperto estabelecido no contexto global, uma depreciação da moeda poderá alimentar o preço crescente do Bitcoin. Isso pode ser contínuo com aviso do Grupo (Goldman Sachs Group Inc) no site da Bloomberg.com

Goldman Sachs Group Inc. fez um aviso de saída com uma quantidade crescente de capitais do país.

Fonte: Cointelegraph