sexta-feira , 20 janeiro 2017
1xBit

Arquivos de Tag: Altcoin

Análise Técnica Monero – XMR/BTC – 26/12/2016

Olá traders!

A Monero (XMR) vem tendo um comportamento muito incomum essas ultimas semanas, vamos conferir!

Bom pessoal, para essa análise iremos utilizar a técnica Fimathe, vamos ao gráfico!

No diário vemos que a XMR vem em uma tendência de baixa a um bom tempo, porém nos últimos meses ela vem se recuperando e demonstrando cada vez mais força, se traçarmos as expansões com base no diário ainda não teríamos uma confirmação de reversão, porém nos gráficos menores isso já aconteceu a tempos. No momento o preço se encontra num agrupamento importante, se rompido pode ir buscar 3 níveis acima nos gráficos menores o que coincide com a máxima da expansão(onde está escrito: compra mais conservadora), se essa região também for rompida com força, existirá então uma probabilidade maior do preço buscar os 3 níveis do diário indo buscar 0.025, nosso objetivo é buscar algo menor em torno de 0.016 então vamos ficar atentos a esse rompimento:

Se olharmos o H4 vemos essas expansões menores, também é possível operar com base nelas buscando alvos menores:

Para mais detalhes, segue abaixo o vídeo da análise técnica:

Inscreva-se no nosso canal do Youtube – Canal Criptomoedas Fácil !

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

“Obs: As informações contidas neste documento não é garantido, não pretende ser abrangente e é estritamente apenas para fins informativos. Ele não deve ser considerado como recomendação de investimento / negociação. Toda a informação é acreditado para vir de fontes confiáveis. O Criptomoedas Fácil não garante a precisão, exatidão, ou integridade das informações na sua análise e, portanto, não será responsável por quaisquer perdas incorridas.”

Aviso: Poloniex irá excluir algumas Altcoins de sua rede no dia 04/01/17.

Poloniex a maior exchange de altcoins fez um anuncio hoje (19/12) sobre exclusão de algumas altcoins de sua rede.

delisted-polo

No dia 4 de Janeiro de 2017, as seguintes criptomoedas serão excluídos da sua plataforma:

  • MMNXT
  • BITCNY
  • NBT
  • DIEM
  • LTBC
  • RDD
  • XST
  • XCN
  • XDN
  • SYNC
  • CGA
  • GEO
  • Block
  • 1CR

O comércio destas moedas não será mais suportado a partir de 04 de janeiro, se por acaso tiver algum saldo nestas altcoins já fique atento para a troca ou venda.

Para que você entenda melhor o motivo da exclusão de algumas altcoins, a Poloniex trabalha com volume mensal, baixa capitalização e veracidade da altcoin, então é certo que de comum acordo haja uma limpeza na sua rede de troca.

Além disso também temos que levar em conta a carga do servidor, tempos de manutenção, armazenamento blockchain, sobrecarga da rede, tudo tem o seu custo e pode ser mais ou menos um BTC por mês para manter essas carteiras.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Qualquer dúvida deixe um comentário.

Bitcoin domina, mas altcoins conquistam espaço

O site Purse.io anunciou o ranking com as moedas mais utilizadas para realizar compras através do site. E como esperado o Bitcoin fortaleceu sua dominância entre as altcoins a que se destacou foi a DASH que pelo segundo mês foi listada como a mais utilizada, ficando a frente de outras grandes moedas como Ethereum, Ethereum Classic e Litecoin.

Anuncio do site através do twitter:

purse1

Purse.io é um site de compras online popular na comunidade de criptomoedas, mas no Brasil ainda é pouco utilizado, A Purse funciona como uma serviço de troca, permitido que seus clientes troquem Bitcoins por compras feitas na Amazon com cartões de presente. Isto, efetivamente, permite que qualquer um compre na Amazon.com com bitcoin, tendo as vezes grandes descontos. A Purse fez uma parceria com ShapeShift para permitir que outras moedas fossem aceitas como pagamento, assim abrindo espaço para as altcoins.

De acordo com Steven McKie, Chefe de Desenvolvimento de Negócios e Conteúdo de Produtos, a integração com a ShapeShift foi feita para expandir o serviço para novas comunidades de usuários.

“Os usos para moedas digitais continuam a se proliferar pelo mundo conforme a adoção das mesmas prossegue. Para aproveitar o crescimento em longo prazo de outros ativos digitais, além do Bitcoin, a Purse fez esta parceria com a ShapeShift. Parceiros como esta empresa nos permitem estender o uso de nossa plataforma para comunidades mais diversas, consequentemente, expondo mais pessoas ao Bitcoin e impulsionando a adoção da criptomoeda mais adiante.”

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

O que houve com a Monero? Você não vai ACREDITAR

A criptomoeda Monero (XMR) vive um momento bastante positivo comparado ao último trimestre de 2016 depois de alcançar um dos maiores aumentos do ano chegando ao pico dos $14,00. Com a sua proposta para o total anonimato nas transações, o projeto tem encontrado na Deep Web seu principal nicho que o levou a ser um dos protagonistas do ano no ecossistema das criptomoedas.

Como nem tudo são flores, Monero entrar em declínio devido a vários fatores, um deles foi a retirada do apoio dos principais mercados na Deep Web e falha na carteira MyMonero.com.

Surgimento de Zcash

Como tudo isso não fosse suficiente, o aparecimento de Zcash, um projeto que está também comprometido com o anonimato, não só capturou os olhos de todo o ecossistema das criptomoedas graças aos valores astronômicos alcançado, durante o dia de seu lançamento, mas também conseguiu muitos usuários ” iria migrar” do último projeto Monero fazendo XMR ser negociado há $4,00.

XMR volta com força total

Enfim, durante o mês de novembro, vimos como o valor da XMR vem se recuperando nos mercados, para o ponto de ficar entre  as três que conseguiram a recuperação no preço, fechando o mês na melhor forma do que outros projetos de maior importância e volume de usuários como Ethereum e Dash.

Tudo isso tem refletido a importância da Monero atualmente no ecossistema graças ao apoio de seus membros, tanto assim que os volumes de XMR em Exchange fez chamar atenção para a plataforma de negociação Bitfinex, cujo Exchange decidiu adicionar XMR entre suas criptomoedas disponíveis para negociação.

O anúncio foi feito no dia 30 de novembro, no próprio site da Bitfinex, mencionando que a plataforma para operações nos mercados XMR/USD e XMR/BTC estaria disponível para que os usuários possam executar a respectiva criptomoeda no comércio de dólares em bitcoins dos EUA.

Por fim para apoiar ainda mais o desempenho da Monero, o recém-lançado Ledger blue da empresa francesa Ledger, já tem suporte para XMR. Este recurso mostra o crescente apoio que tem a Monero na comunidade de usuários e está se espalhando em vários setores da indústria de criptomoedas.

Projeto em andamento

Segundo o Riccardo Spagni, desenvolvedor Monero, em entrevista ao CoinTelegraph o projeto ainda está em estágios iniciais e ainda não são mostrados o seu pleno potencial aplicado à privacidade e há  valores em transações e anonimato.

Quando falamos de criptomoedas nada é certo, a favor ou contra, tudo pode acontecer a qualquer momento e sem aviso prévio, mas no entanto Monero goza atualmente está a frente de muitos outros projetos de criptomoedas, causando inveja tanto no preço de mercado, desenvolvimento técnico e comunidade de usuários.

Será mesmo que a Monero se consolida como a criptomoeda com a melhor opção quando falamos em anonimato em transações?

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

O Poder das Moedas Descentralizadas

Na semana passada vimos a Índia proibir as notas de 500 e mil rúpias com objetivo de reaver recursos não declarados, com a medida o governo pretende fazem com que pessoas que guardavam dinheiro sem declará-lo tenham de apresentar suas reservas aos bancos. E a grande lição que podemos tirar disso é a importância e a vantagem que as moedas digitais nos trazem, possibilitando de termos a liberdade de não ficar “presos” a uma moeda que o governo nos impõe a utilizar e consequentemente a suas medidas.

Liberdade Financeira

Se você é um usuário de alguma moeda digital ao longo dos últimos anos, você viu sua riqueza protegida, onde você mesmo tem o poder de decisão e total controle sobre as ações que deseja tomar, sendo você mesmo o agenciador de seus investimentos, tendo a liberdade para escolher onde aplicar seu capital, muito diferente por exemplo de quem resolve aplicar seu dinheiro em um banco, com a mera ilusão que está fazendo o melhor investimento, algo que não é real, podemos ver isso pelas taxas de juros pagas, que são baixíssimas.

Usando um exemplo prático podemos utilizar a conta poupança, que é o investimento que mais atrai o brasileiro, vamos fazer uma simples comparação “Poupança X Masternode DASH” que funciona de forma semelhante pois para quem deseja iniciar um Masternode é necessário que o usuário tenha em sua carteira local 1000 DASHs, que devem ficar ”congelados”  ou seja não podem ser retirados enquanto o mesmo queira ter seu Masternode ativo, com essa opção o usuário passara ter um lucro de 1% ao mês e o melhor de tudo, tendo total controle do seu capital. Já para a primeira opção a poupança o rendimento seria de 0,5% ao  mês e que com a atual previsão de inflação para este ano na casa dos 7%, que representa uma taxa percentual maior do que o máximo de rendimentos obtidos por meio da poupança. Na prática isso quer dizer que em vez de ganhar dinheiro o investidor está perdendo, uma vez que o poder de compra do capital investido será menor no momento do resgate da aplicação que foi depositado.

Livre de Instituições

Outro fator importante sobre as moedas digitais é a oportunidade que temos de transacionar de forma segura, rápida e se desejar anonimamente, sem a necessidade de termos algum órgão privado aplicando suas altas taxas pelos serviços, com toda certeza as criptomoedas vem mudando o mundo e a competição pelo dinheiro está em andamento e o século de monopólio monetário do governo e bancos está ameaçado, pois as possibilidades e benefícios da utilização de moedas digitais são imensas.

Saiba mais sobre Masternode Share no nosso canal do youtube: Masternode a tecnologia por trás da Dash

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Como funciona uma pirâmide financeira e como evitar o golpe

Um esquema em pirâmide conhecido também como pirâmide financeira, é um modelo comercial previsivelmente não-sustentável que depende basicamente do recrutamento progressivo de outras pessoas para o esquema, a níveis insustentáveis.

Esse tipo de golpe te surgindo com frequência, principalmente utilizando a moeda bitcoin, promessas de investimento baixo, com retorno alto, sem necessidade de vender alguns produtos, todo lucro proveniente da indicação de pessoas para fazer parte do grupo.

Se você já recebeu alguma proposta desse tipo deve desconfiar de que se trata de uma pirâmide financeira. De acordo com a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça, ganhos elevados em curto prazo e que dificilmente se veem em investimentos tradicionais, são sinais do crime contra a economia popular e que geram perdas financeiras aos envolvidos.

O termo pirâmide vem da estrutura como a venda é organizada: a pessoa no topo é a primeira a vender o bem ou serviço para outras pessoas, que também têm a obrigação de continuar com as vendas, formando vários níveis, ou cadeias, sempre com um novo “degrau”. Nesses casos, os pagamentos dos investidores vêm das aplicações feitas pelos novos membros. Em algum momento, a cadeia é rompida: os valores recebidos dos novos recrutados não são suficientes para pagar os membros mais antigos e os pagamentos começam a atrasar, até o momento em que param de ocorrer, com prejuízo para os participantes.

Você deve ter deve ter ouvido sobre CLDMINE, Hashocean e outras empresas nesse seguimento, que colocam de frente o Bitcoin como uma moeda “milagrosa” que você terá exorbitantes ganhos.

Essas empresas usam o que chamamos de Cloud Mining (mineração na nuvem), se dizem que tem equipamentos prontos já minerando alguma criptomoeda que na maioria é  Bitcoin, e que em troca o usuário terá que fazer um certo investimento para adquirir “poder para minerar”, humm legal né! NÃO, na verdade essas empresas não mineram nada, o que é repassado é proveniente da entrada de novos usuário, o que está por trás de tudo isso é um ótimo sistema de distribuição de ganhos. Mas há sistemas mais simples, nos quais sequer não usam há mineração, o que eles chamam de “ganhos por doação”, sendo o incentivo à adesão de novas pessoas a principal fonte de renda do participante.

Indícios de pirâmide

Conforme a Senacon, os pontos de destaque das pirâmides são:

Vendas efetuadas de modo desproporcional, a pouca informação sobre a empresa e as chances de ganhos exagerados. Marco Antonio Araujo Junior, advogado e presidente da Comissão de Direito do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de São Paulo, diz:

Ao ouvir uma proposta de investimento muito melhor do que as tradicionais é preciso “ligar” um sinal de alerta.
“A história do dinheiro fácil em curto espaço de tempo não existe, é o ‘negócio da China’ que não é real. Toda vez que aparece uma proposta de enriquecimento muito rápido é preciso desconfiar. Eventualmente, haverá uma ruptura desse processo e o prejuízo vai existir.”
Caso o participante considere que está envolvido em uma fraude com indicativos de pirâmide financeira, Araújo Júnior afirma que deve ser feito um boletim de ocorrência no qual constará o ocorrido e será passível de investigação pela polícia. O próximo passo é procurar a Justiça. “Se o investidor teve algum prejuízo deve procurar um advogado o quanto antes para ver se é possível reverter essa perda”.

como evitar para não cair em um esquema de pirâmide financeira

1- Investigue a empresa: Segundo o advogado, antes de entrar no investimento, é preciso investigar a empresa pelo Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), tanto em órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, quanto nos sites de reclamações de consumidores – por exemplo, o Reclame Aqui (www.reclameaqui.com.br). Também é possível verificar informações na Junta Comercial do Estado ou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

2- Desconfie de promessas de retornos elevados com baixo risco: “Rentabilidade e risco costumam andar de mãos dadas. Se é bom demais para ser verdade, provavelmente não o é. (…) Decida com calma. Desconfie de oportunidades apresentadas como imperdíveis que exigem, por qualquer motivo, uma decisão imediata. O objetivo pode ser o de evitar que você reflita um pouco mais e desista”, diz documento da CVM.

3- Tenha certeza de que entendeu os riscos e as características do investimento: Conforme a CVM, o investidor não deve ter receio de fazer perguntas já que os golpistas costumam omitir informações sobre as propostas de investimento. “Se você não consegue explicar a alguém pelo menos as principais características do investimento escolhido, é porque não o entendeu completamente. Com formação continuada, você em breve poderá ter mais elementos para decidir adequadamente”, afirma a CVM.

4- Guarde toda a documentação e acompanhe as operações: O advogado sugere que todo investidor guarde o material de divulgação da proposta, bem como os contratos assinados, que poderão ser utilizados como meio de prova posteriormente na Justiça ou nos órgãos de defesa do consumidor.

Muitos que usam este tipo de esquema principalmente no mundo das criptomoedas, sempre vão te dizer que o “projeto/esquema” está pagando, essa é outra forma de chamar atenção dos desavisados, além disso eles utilizam até de propagandas patrocinadas em redes sociais para passar uma impressão maior, então fica de olho.

E você já caiu em algum esquema de pirâmide ou algo do gênero? Faça sua parte sempre que ver algo desse tipo denuncie e avise o máximo que puder, pra que novas pessoas não caiam nesse golpe.

Microsoft anuncia criação blockchain para serviços privados com ethereum

Microsoft anunciou o lançamento oficial do Consórcio  de Rede usando a Blockchain do Ethereum, o próximo passo no desenvolvimento de novos serviços baseados com a tecnologia Blockchain .

O projeto tem como objetivo permitir que diferentes indústrias trabalham  em conjunto através da criação de redes privadas baseadas em Blockchain. Com isso permitirá que usuários criem consórcios simplesmente, com a implantação de uma rede privada ethereum com apenas um clique. Ethereum Blockchain Consórcio de Rede poderá ser o segundo produto baseado na tecnologia blockchain em Microsoft mais promissor, ficando somente atrás do BaaS de  Azure .

De acordo com Marley cinza, diretor de desenvolvimento e estratégia da Microsoft, falou o seguinte sobre o projeto:

Estamos focados em construir uma caixa de areia para os desenvolvedores, trabalhando com clientes e parceiros para desenvolver e combinações de testes de tecnologias e, em última análise, ajudar os clientes a selecionar coleções medidas adequadas para resolver problemas de negócios ferramentas específicas. Marley cinza, Diretor de Desenvolvimento e Estratégia, Microsoft.

Além da criação de consórcios, a nova plataforma integra cinco novas ferramentas que permitem que os consórcios criando contratos inteligentes mais complexas para qualquer número de aplicações de negócios auto executável, parece que desta vez a Microsoft quer tornar mais ainda inteligente o protocolo Ethereum .

Já o Christine Avanessians, diretor de programa sênior da Microsoft, disse que uma das características mais importantes deste projeto é que as empresas podem formar consórcios com apenas três nós que executam a partir do mesmo endereço IP. Isto é possível mesmo se os nós estão geograficamente dispersos, graças à integração em nuvem.

Por o outro lado, ethereum Blockchain Consórcio de Rede fornece aos usuários um maior nível de segurança. Isso cria chaves privadas de usuário automaticamente, de modo a gerar e fornecer chaves privadas manualmente serão coisas do passado para aqueles que usam o sistema. Avanessians disse:

Você não precisa gerar ou fornecer uma chave privada. A chave é automaticamente gerada a partir de sua senha fornecida, simplificados pré-requisito adicional. Christine Avanessians, Diretor do Programa Sênior, Microsoft.

Inicialmente ethereum Blockchain Consórcio de  Rede estará disponível para todos os usuários como uma “amostra grátis” para usar de acordo com suas possibilidades. No entanto, Gray comentou que os usuários ao longo prazo será cobrado, o diretor de desenvolvimento de estratégia junto a gigante da tecnologia, foi mantido em sigilo os nomes das empresas que estão construindo a rede, mas revelou que já tem uma base de clientes para testar o serviço.

Uma coisa é certa, isso só será mais um dos serviços proprietários da Microsoft, pela proposta do serviço em si fica claro o controle de informações e a sua apelação em desenvolvimentos de serviços baseados no protocolo ethereum. O próprio ethereum prova hoje amargamente os problemas que vem enfrentando, tudo isso devido a centralização de poder, tornando suscetível a falha devido a uma não cooperação entre eles.

Será mesmo que ela será capaz? Diante dos ataques a rede ethereum, com uma comunidade totalmente dividida? Vamos esperar e ver qual será o andamento deste projeto.

Dash a evolução do Bitcoin

Bitcoin tem mais de sete anos de existência, ambos os seus pontos fortes e suas fraquezas foram revelados. Para um projeto que foi inicialmente ignorado e, em seguida, ridicularizado pelo mundo financeiro (e foi declarado como “morto” inúmeras vezes), o Bitcoin é surpreendentemente resistente. Ele tem mostrado ao mundo que a tecnologia Blockchain funciona, e, para certos casos de uso, funciona surpreendentemente bem. Ele resolveu o problema de troca de valor entre estranhos sem confiar um terceiro. Aqueles de nós que têm estado envolvidos com Bitcoin por anos, deve voltar de vez em quando e maravilhar-se com as suas capacidades. É verdadeiramente um milagre tecnológico e econômico.

No entanto, nos últimos sete anos também expuseram algumas das fraquezas do Bitcoin.  Aqui estão as principais:

1) Escalabilidade: Bitcoin, como atualmente está concebido, é incapaz de lidar com o número de transações necessárias para que seja uma rede de pagamentos verdadeiramente global. Como a capacidade pode ser aumentada tem sido muito debatido, o que nos leva a próximo fraqueza.

2) Governança:  Como foi claramente demonstrado no debate do Tamanho do bloco, os esforços para expandir Bitcoin foram repletas de dissensão e aspereza (sem mudanças reais ainda para mostrar). A tomada de decisão se uniu em torno de alguns desenvolvedores do núcleo, apoiados por um pequeno círculo de mineiros, com pouca abertura para a maioria dos usuários Bitcoin.

3) Confirmação lentas: Um sistema de pagamento verdadeiro precisa ser instantâneo; No entanto, as transações Bitcoin podem ter, em média, de 10 minutos a mais de 1 hora para serem confirmadas, que é uma quantidade inaceitável de tempo para o comércio, no século 21. E ultimamente que a primeira confirmação pode levar muito mais tempo, devido à crescente (e cada vez mais ignorado), congestionamento da rede.

4) O anonimato: Bitcoin nunca foi verdadeiramente anônimo. No entanto, a fim de ser verdadeiramente fungível, uma moeda precisa total anonimato. Não importa se a moeda foi anteriormente utilizado por traficantes de drogas, pedófilos, ou políticos, essas moedas deve valer apena o mesmo que as moedas utilizadas nas mãos mais imaculadas. Além disso, o registo de operações publicamente na blockchain tem outras desvantagens, tais como a incapacidade de empresas e indivíduos para proteger suas informações financeiras de olhos curiosos.

5) Facilidade de utilização: Bitcoin ainda está na fase de adoção antecipada, e, como tal, ainda é difícil para maioria das pessoas usar. Mas desde que o Bitcoin teve um grande crescimento e alta valorização (por volta do final de 2013), as promessas de melhorar a facilidade de utilização têm sido comuns, enquanto as melhorias reais têm sido inexistente.

DASH, como um fork do Bitcoin, mantém os pontos fortes de seu irmão mais velho, mas vamos ver como ele está trabalhando para resolver cada um dos pontos fracos do Bitcoin:

1) Rede Masternode: Dash incorporou uma rede inovadora de nós que alimenta a criptomoeda. Estes “masternodes” são encorajados ao receber a recompensa da parte de cada bloco e como tal, são obrigados a ser mais potente, o que gera maior estabilidade, do que um nó comum Bitcoin. Assim, masternodes permitem a escalabilidade muito além do Bitcoin.

2) Governação descentralizada: Dash é inerentemente mais adaptável do que Bitcoin, porque tem um mecanismo de consenso para fazer alterações no projeto com base no voto dos proprietários de Masternodes . Em curso, debates não resolvidos podem ser tratado de forma ordenada – mas completamente descentralizada. Isto permite a um ritmo mais rápido de inovação, de acordo com as exigências do mercado e das necessidades tecnológicas.

3) InstantSend: Dash implementou um meio para executar transações seguras instantaneamente (menos de 4 segundos). Chamado “InstantSend” , isto apresenta uma transação usando os Masternodes de modo que ela pode ser considerada segura, mesmo antes de serem confirmadas no Blockchain.

4) PrivateSend: É um recurso que permite que um usuário envie anonimamente as moedas que ele detém. Ao contrário de Bitcoin, o que permite o rastreamento transações em todo o Blockchain, PrivateSend essencialmente esconde a origem e destino das moedas dos usuários.

5) Evolução: Atualmente em desenvolvimento, a Dash Evolution da próxima geração, que tem um foco significativo na facilidade de uso. Por exemplo, em vez de enviar dinheiro para uma cadeia alfanumérica, os usuários serão capazes de usar um sistema baseado em nome para realizar as transferência de valor. Enviar criptomoeda será tão fácil como enviar uma mensagem instantânea para um amigo.

Obtenha mais informações sobre a Dash em:

Site Oficial: www.dash.org/pt-pt

Facebook Dash Brasil: www.facebook.com/dashpaybrasil

Aviso: Este artigo é apenas para fins informativos, a informação não constitui aconselhamento de investimento ou uma oferta para investir. Criptomoedas Fácil não é responsável por qualquer conteúdo, produtos ou serviços mencionados no comunicado de imprensa.

ICO da DECENT entra em reta final esta semana

Se você ainda não tem informações sobre a DECENT, basta visitar as últimas postagens. Desde seu anúncio em 11 de Setembro a oferta para adquirir software DECENT, com visão ousada de persuadir grande número de entusiastas em criptomoedas, empresas e outras startups para participar do futuro da DECENT.

Percorremos um longo caminho até agora e agradecemos a todos vocês pelos valiosos conselhos e observações. Para transformar as ideias da revolução digital em realidade, DECENTE ICO termina no 06 de novembro de 2016!

Esta é uma mensagem disponível na sua página inicial DECENT ICO, durante o eventos de 2 meses, os interessados foram capazes de trocar os seus Bitcoins para a quantidade de DCT em um o valor apropriado. DCT será a moeda exclusiva para o engajamento nas próximas aplicações decente, tais como Web, música, Livros decente e Stream.

E vale a pena!

Essas aplicações vão trazer algo novo para a internet. Eles vão atender a necessidade pra criadores de conteúdo no quesito de gerenciamento de conteúdos digitais.

Você vai fazer tudo isso com facilidade, com menos obstáculos administrativos ao seu caminho, com o protocolo blockchain responsável pela distribuição de todo conteúdo da plataforma, todo o processo de transferência do produto fica simplificado. Autor que vender o seu trabalho e você será capaz pagar-lhe diretamente, sem a necessidade de intermediário para ofuscar ou irritar ambas as partes.

O futuro está na inovação e participação na ICO ajudando a trazer o futuro para usar o quanto antes. Como bombasticamente quanto parece, ele tem alguma verdade objetiva.

DECENT vêm com conceito revolucionário da forma como nenhuma outra empresa. Para conectar pessoas diretamente e executar a transação em troca do produto, sem quaisquer taxas especiais ou impostos sobre seus serviços.

Então, não fique aí parado. Estamos chegando na última semana, todos ansiosos para se conectar com mais pessoas.

Faça o seu melhor a mobilizar outros a participar, faça hoje mesmo parte do futuro, você tem até o dia 06 de novembro de 2016 para participar da ICO DECENT.

Os truques e manipulação de Coindesk para prover Zcash

Zcash leva a loucura os amantes por criptomoedas

Vamos lá, agora as coisas ficaram séria, valendo aproximadamente 3.000 BTC por unidade de ZEC no seu lançamento, muitos estão felizes pelo sucesso que está sendo Zcash, e alguns desses felizardos é o grupo Coindesk, confere só um trecho onde eles demonstram seu otimismo, mesmo antes do seu lançamento:

Os investidores estão indo a loucura para uma moeda digital chamado Zcash (E não é mesmo para fora ainda) – “ensurdecedor. “Isso é como analista de mercado Arthur Hayes descreve o entusiasmo à frente do próximo lançamento de uma nova moeda digital chamado Zcash  -  e ele não está sozinho.

Não vou entrar em mais detalhes sobre este hype, confira só as notas nos artigos de Coindesk:

Divulgação: CoinDesk é uma subsidiária do grupo de moeda digital, que tem uma participação acionária na Zcash. Ótimo truque em, para atrair leais fãs.

O que não acredita? Vai nos artigos e confira esta nota acima, quer mais! Confira no site oficial de Zcash. Calma não acabou ainda, vou agora lista alguns truques que a companhia de Wilcox fez para esconder detalhes e acesso a ZEC.

  1. Não entregar uma interface gráfica para mineração – pessoas “comuns” não vão ter acesso fácil a carteiras e procedimentos de mineração;
  2. Não fala sobre a sua taxa de 20% , que está programado para o protocolo e repassar  20% de todas as moedas nos primeiros 4 anos, ao que eles chamam de “fundo de recompensa”.
  3. Oculta o seu financiamento na página principal sobre a taxa fundo de recompensa de 20%, estranho né? Porque não deixa logo visível a todos na home principal do site?
  4. Porque Coindesk não mencione a taxa fundo de recompensa  20%!!! Eles fizeram o dever de cada certinho.

É parece que a Coindesk fez direitinho seu dever de casa, uma coisa é certa, muitos faturaram comprando e vendendo unidades de ZEC, mas quem está por cima disso tudo são os próprios desenvolvedores e investidores.