sábado , 25 fevereiro 2017

Dicas

Comparativo de Taxas entre Exchanges Brasileiras

Negocia Bitcoins no Brasil? Compare as taxas das exchanges brasileiras, aqui mesmo:

Todo bom trader, seja de Forex ou de Criptomoedas, sabe que no Brasil, o Bitcoin já virou uma tendência. Nos primeiros seis meses de 2016, o volume de bitcoins sendo negociados nas bolsas brasileiras, excedeu o volume de ouro na Bolsa de Valores de São Paulo.

Confira também: Bitcoin Poderia Afetar a Política Monetária dos Mercados Emergentes?

Enquanto R$ 164 milhões foram transacionados nas bolsas da moeda digital, os lotes gramas de ouro registraram cerca de R$ 153 milhões. Nenhuma das estatísticas, contudo, considera a compra e venda no mercado informal (P2P) ou de balcão (OTC, over-the-counter).

E é justamente por causa desse volume expressivo do ano de 2016, que o nosso portal vem com um dos artigos mais pedidos pelo pessoal que negocia seus bitcoins aqui, em terras tupiniquins. Fizemos um comparativo entre as taxas de depósito, negociação e retirada de todas as exchanges, e colocamos em uma tabela para você.

Aqui estão todas as taxas das exchanges do Brasil*:

Exchanges/Taxas Depósito em Real Depósito em Real para bancos não conveniados Depósito em Bitcoin Saque para bancos conveniados Saque para demais bancos Saque em Bitcoin Execução de Ordem Passiva Execução de Ordem Ativa
FoxBit

 

0% 0%

 

0% 1,39% 1,39% + R$ 8,95 0,0005 BTC 0,25% 0,50%
Negocie Coins

 

0% 0%

 

0% 0,50% 0,50% +R$ 8,90 0,0004 BTC 0,30% a 0,05 % 0,40% a 0,10 %
Mercado Bitcoin

 

R$ 2,90 + 1,99% R$ 2,90 + 1,99% 0% R$ 2,90 + 1,99% R$ 2,90 + 1,99% 0% 0,30% 0,70%
BitcoinToYou

 

1,89% 1,89% 0% 1,89% 1,89% + R$ 8,00 0.0005 BTC 0,25% 0,60%
Arena Bitcoin

 

0% 0%

 

0% 0,10% 0,10% + R$ 9,00 até 0,0015 BTC por KB (msg) 0,15% 0,15%
flowBTC

 

0,5% 0,5%

 

0% 0,5% 0,5% 0% 0,35% 0,35%
Walltime ** 0% 0%

 

0% 1,23% 1,23% + R$ 9,00 0% 0,2% 0,4%

*Valores aplicados no momento desta publicação.
** [Walltime] Promoção limitada até 1 de março de 2017; exceto taxa de mineração de Bitcoin e DOC/TED pra bancos não conveniados. Bancos conveniados: Bradesco, Santander, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

Confira também: Comparação de Transações entre Criptomoedas e Cartão de Crédito.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Copay Dash Wallet (Testnet / RC 0.1)

Estamos felizes em anunciar uma versão “Release Candidate” da Copay-Dash, uma carteira Copay que foi desenvolvida pela Bitpay.

Além das características habituais de outras carteiras, este aplicativo com todas as características possui:

  • A capacidade de acessar várias carteiras da Dash dentro de um único aplicativo
  • HD-Multisignature Wallet (BIP32/BIP44)
  • Cálculo da taxa de câmbio em 150 criptomoedas
  • Suporte a vários idiomas
  • Interface de usuário simplificada

O Copay está disponível para todos os principais sistemas operacionais, tanto para desktop quanto para mobile,  no momento a versão Dash será disponibilizada apenas como extensão do Chrome. Esta versão ainda se encontra na fase de Testnet. Uma vez que atingimos 100% de estabilidade, planejamos distribuir versões que suportem plataformas adicionais.

Esta carteira é alimentada com Bitcore Wallet Service e usa um servidor centralizado para fazer o trabalho pesado. Esse servidor mantém uma cópia completa do blockchain e fornece notificações aos clientes conectados quando ocorrem transações que afetam sua carteira, semelhante à operação de um Servidor Eletrônico. Vale a pena notar que, apesar deste relacionamento “cliente-servidor”, suas chaves privadas sempre são mantidas localmente e nunca são reveladas ao servidor centralizado.

Você pode ler mais sobre Copay em https://copay.io

copaydash

Confira também: Tutorial: Como Criar Uma Paper Wallet Dash.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Como “acelerar” Confirmação de uma Transação Bitcoin

Há alguns anos  que a rede Bitcoin vem enfrentando problemas no quesito escalabilidade, um grande número de transações tem criado um backlog (fila de espera em transações para serem confirmadas).

Confira também: O Bitcoin é Anônimo?

Tamanho do Bloco

A discussão sobre o tamanho do bloco, já vem se arrastando há anos, e até o momento nada foi disponibilizado para resolver o problema. Mas ano passado foi proposto “uma solução” que aliviaria este problema, mas infelizmente para isso se tornar realidade a proposta do SegWit tem que ter o consenso da maioria dos mineradores para poder entrar em prática.

Confira também: SegWit: O Debate Sobre a Escalabilidade do Bitcoin Continua

Altas Taxas

Para muitos usuários a única opção que tem em mãos é aumentar o fee de rede (taxa paga ao minerador para poder colocar sua transação no próximo bloco a ser minerado), só que esta opção está longe de ser viável, o que inviabiliza realizar pequenas transações, priorizando transações maiores.

Mais porque estão demorando as confirmações?

A primeira questão é da própria rede Bitcoin, que ajusta a dificuldade da mineração em média a cada uma semana, e nos últimos dias a rede aumentou drasticamente a dificuldade de se encontrar um bloco, já a segunda seria o aumento de novos usuários, causando uma demanda na rede. Agora por outro lado, a Foxbit (Maior bolsa de bitcoins da América Latitna) acabou citando em uma de suas redes sociais que o aumento do número de transações não confirmadas nessa semana esta sendo causando por envio de spam na rede.

Caso todas as transações dentro do timestamp (10 minutos) preencherem um bloco com o tamanho máximo de 1MB, as outras transações dentro do período serão adiadas para processamento e inclusão no próximo bloco da blockchain. Representa, assim, um tipo de ataque de negação de serviço – mais até o momento nada foi confirmado.

E agora como “acelerar” a confirmação da minha transação?

Como vimos acima, existe a possibilidade de se aumentar a fee de rede, para que sua transação tenha “prioridade” para ser incluída no próximo bloco, mais além dessa possibilidade existe o “TX accelerator” oferecido pela Via BTC uma das maiores mineradoras de bitcoin, onde usuários podem enviar qualquer TXID que inclua uma taxa mínima de 0.0001BTC / KB para ViaBTC, onde a mesma vai priorizar sua transação para incluir no próximo bloco.

Enfim, até que se chegue algum consenso, essas são algumas medidas que temos a nossa disposição, vale lembrar também que a opção de se aumentar  fee de rede, nem sempre estão disponíveis nas exchanges (casas de câmbio de bitcoins).

Confira também: Maior Banco de Abu Dhabi’s adere a Blockchain para Remessa de Pagamentos

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Dúvidas ou sugestões só deixar abaixo 😉

TREZOR Wallet com Suporte Multi-Moedas: Bitcoin, DASH e Zcash

Trezor Wallet introduz o suporte para DASH e Zcash, além do Bitcoin

O hardware TREZOR Bitcoin wallet introduziu apoio multi-moeda para Dash e Zcash em resposta as demandas dos clientes “uma voz crescente da comunidade pediu a integração de diferentes moedas na TREZOR Wallet também”. A primeira carteira TREZOR foi criada pela empresa SatoshiLabs, conhecida pela sua pool de mineração Slush.

Confira também: Tutorial: Como Criar Uma Paper Wallet Dash.

Resultado de imagem para trezor dash

Ambos Dash e Zcash são centrados na privacidade, portanto, é possível que futuras adições também serão de criptomoedas semelhantes (como Monero, por exemplo) se isso é o que a comunidade de usuários exige. No entanto, devido à natureza rígida do hardware em comparação com carteiras de software, isso levará tempo e nem todos os protocolos irão caber a configuração necessária. Dash e Zcash ambos têm configurações que foram facilmente integrados na carteira TREZOR.

Dash tem experimentado um forte crescimento recentemente e a taxa de câmbio DASH / USD agora está em torno de U$ 16,3 – o valor de mercado global é de U$ 115 milhões.

Confira também: Veja 4 Maneiras de Manter Seguro Seus Bitcoins.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

O Bitcoin é Anônimo?

Logo quando falamos de aplicações na internet, surge a dúvida se realmente tal serviço é seguro. E no caso do bitcoin, qual é o seu nível de privacidade quando se trata de gastar bitcoins?

Confira também: Maior Banco de Abu Dhabi’s adere a Blockchain para Remessa de Pagamentos

Vamos considerar o seguinte:

A Blockchain é totalmente transparente e mantém o registro de todas as transações já realizadas. Já o endereço bitcoin, é um pseudônimo criado por sua carteira sem que haja nenhuma informação pessoal sua relacionada a ele. É o único identificador para os inputs(entrada) e outputs (saída).

Neste caso, eu posso ser ligado às minhas transações? Sim.

Já que eu não sou um criminoso, então porque eu devo me importar?

Pela simples razão que você não sai mostrando o seu extrato bancário para qualquer um. Se alguém sabe quanto de dinheiro você tem ou quais são seus hábitos de consumo, você se torna vulnerável a golpes e ataques.

Mais como eu sou ligado?

Compra de bens e serviços

Embora o Bitcoin não peça nenhuma informação pessoal sua, a maioria das lojas serviços pede (exigências do governo). Se você paga uma empresa assim com btc, ela terá seus dados ligados ao seu endereço no sistema deles. Um bom exemplo disso são as exchanges (casas de cambio de bitcoin), que mantém todos os registros de suas transações em servidores centralizados.

Reutilização de endereços

Se você usa o mesmo endereço para fazer várias transações, você cria um registro das suas finanças privadas de uma forma nada privada. Pior ainda se alguma dessas transações estiver ligada ao seu nome.

Mais como se proteger então?

Evite serviços com politicas de KYC/AML. Como isso é bem difícil, apenas não reutilize endereços nestas empresas.

Como mencionamos anteriormente, nunca reutilize seu endereço (você pode escolher um cliente de Bitcoin que faz isso automaticamente para você).

Bitcoin x dinheiro em espécie

Devido à transparência da Blockchain, dinheiro vivo ainda é mais anônimo do que Bitcoin. Por isso não faz muito sentido para criminosos usar bitcoin, por enquanto. Não pela anonimidade, pelos menos.

Conclusão

Ninguém verá seus fundos com a facilidade que seu gerente do banco ou qualquer agente do governo pode se fizer uma ligação. Mais lembre-se, se alguém realmente estiver procurando você, saiba que não é impossível de ser encontrado.

Confira também: 4 Mineradores de Bitcoin são Presos na Venezuela.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

 

Dizer que o Bitcoin Não é Dinheiro, é Como Dizer que o E-mail Não é Carta

Bitcoin é dinheiro?

“O e-mail não é carta, não é físico, portanto não vale nada!”

Você já ouviu alguém dizer algo tão estúpido assim? Eu não. Mas quando eu converso com amigos sobre Bitcoin ou outras criptomoedas como Dash, alguns dizem que isso não pode ser dinheiro real. Também muitos dos chamados gold-bugs argumentam que o Bitcoin não tem valor intrínseco porque não é físico. Como algo que só é digital pode ser dinheiro real?

Confira também: Preso Homem que Extorquia Bitcoin na Nova Zelândia.

Cada vez que alguém me diz Bitcoin não é dinheiro real eu finjo concordar com eles, e digo ironicamente que também não acredito que o correio eletrônico não é um correio real. O e-mail é apenas digital, não é físico, por isso não pode ter qualquer validade! Então eles olham para mim com um rosto questionável sabendo que eu fui sarcático.

Todos nós entendemos por que o e-mail tem valor. O correio “das antigas” é lento e caro. E talvez ainda mais importante, precisamos confiar em outras pessoas para entregar nossa mensagem corretamente. O mesmo é válido com criptomoedas como Bitcoin e Dash. Nunca foi possível enviar dinheiro pela internet sem um intermediário até 2009, quando a tecnologia blockchain foi inventada. Poderíamos enviar dinheiro pela internet antes com serviços bancários on-line ou serviços como Paypal, mas dependíamos da confiança nos bancos para fazer a transação. Quando a crise de 2008 bateu, as pessoas começaram a perceber que não podemos sempre confiar cegamente nos bancos. Precisamos de um sistema de pagamento alternativo. Precisamos cortar o intermediário. É por isso que o Bitcoin é uma bênção! Você não precisa mais confiar seu dinheiro em um banco, mas pode ser seu próprio banco. Usando Bitcoin você pode enviar e receber dinheiro de pessoa para pessoa (P2P). Nenhum intermediário, e sem bancos!

Então, cada vez que alguém dizer que o Bitcoin não é dinheiro real, responda que o e-mail também não é carta. Espero que eles entendam.

Confira também: Como se Determina o Valor do Bitcoin?

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Tutorial: Como Solicitar um Cartão de Débito Xapo Bitcoin em 5 Passos

O que é um Cartão de Débito Xapo Bitcoin? E como funciona?

O cartão de débito Xapo Bitcoin é um cartão com bandeira Visa que você pode utilizar para suas compras em lojas físicas ou online, e para sacar dinheiro em caixas eletrônicos – tudo isso diretamente em bitcoin. O cartão é aceito em bilhões de lojas e caixas eletrônicos no mundo todo.

Funciona como qualquer outro cartão de débito, porém ao invés de retirar fundos da sua conta bancária, as compras serão debitadas diretamente em bitcoin da sua carteira principal Xapo. O cartão Xapo não é um cartão pré-pago, então não precisa ser comprovada a validade do cartão, nem carregar previamente com dinheiro real para fazer as suas compras.

O cartão só é relacionado com a sua carteira principal Xapo – Nunca com o Cofre, ou outras carteiras adicionais que você possa ter criado na Xapo. Sugerimos que você mantenha os fundos destinados ao uso do seu cartão na carteira principal, e todos os demais bitcoins para gastos diários, em carteiras adicionais. Economias de longo prazo devem ser mantidas no Cofre (Vault).

O cartão de débito é válido por 3 anos.

Confira também: Como ter um Cartão de Débito em Bitcoins Adv Cash.

 Passo 1- Ter uma carteira na Xapo.com. Caso você não tenha, criar uma é bem simples:

Para criar a sua carteira Xapo, comece fazendo o login em xapo.com/pt e clicando em “Cadastre-se”. Se o site não estiver em português, role até o final da página e clique no link “Português”.

Neste ponto, nem preciso dizer para ficar atento nas informações digitadas, criar uma senha forte e salvar bem a senha e o PIN, isso é básico. Após inserir suas informações, você será direcionado para a sua carteira Xapo. Vá para o endereço de e-mail que você usou para criar a sua conta. Haverá um e-mail solicitando para você confirmar o seu endereço. No e-mail, clique no botão vermelho que está escrito “verificar endereço de e-mail”, em que você será redirecionado à pagina inicial da Xapo e poderá realizar o login clicando no botão “Fazer Login” no canto superior direito da página.

É possível que seja solicitado verificação de um número de celular, e documentos de identificação. Se este for o caso, apenas siga os passos solicitados na plataforma. 

Apenas depois de completar seu cadastro e verificar sua conta, a opção de solicitar o cartão de débito será liberada.

Neste ponto você criou uma carteira Xapo com sucesso. Tenha em mente que a sua carteira deverá manter os bitcoins que você utiliza para as necessidades diárias. Para guardar bitcoins para necessidades a longo prazo, recomendamos que você configure um cofre (vault) Xapo.

 Passo 2- Confira as taxas:

As taxas são diferentes dependendo da moeda do cartão (USD, EUR ou GBP) que você irá escolher ao solicitar o seu cartão.

Cartão de Débito Xapo

Por favor, confira a tabela de preços atualizada aqui, já que este print pode ficar desatualizado dependendo de quando você estiver lendo esta matéria.

Se você usar o seu cartão para compras na moeda do cartão, não são cobradas taxas. Se a compra é feita em uma moeda que é diferente da moeda do seu cartão, é aplicada uma taxa cambial de 3%. Infelizmente a Xapo ainda não disponibiliza cartões de débito em Reais. Saques em caixas eletrônicos têm sempre uma taxa fixa. Por uma questão de clareza, se você sacar o dinheiro em uma moeda diferente da moeda do cartão, tanto a taxa de câmbio de 3% quanto a taxa de “Retiradas de caixa eletrônico” (em outras moedas) serão aplicadas.

Além disso, não é cobrado nenhuma mensalidade, só existe uma taxa anual. No entanto, como a Xapo quer que você experimente os benefícios de ter um cartão de débito direto em bitcoin, eles renunciam à taxa anual no seu primeiro ano como titular do cartão! Isso mesmo, primeiro ano é grátis! (até a data de publicação deste artigo.)

Confira também: Xapo Obtém Aprovação da Swiss Finance na Suiça.

 

 Passo 3- Solicitar o cartão de débito:

Para solicitar o seu cartão de débito Xapo, vá para a sua carteira principal (ou Main Wallet) e clique em “Adquira o Seu” na parte superior esquerda. Se você não pode ver este ícone em sua carteira principal, infelizmente não podemos emitir cartões no seu país, ou sua conta ainda não foi verificada.

tutorial cartão debito xapo

Assim que você clicar no botão, você será levado através de uma sequência de etapas para concluir seu pedido de cartão. Leve em conta que você deve ter fundos suficientes em bitcoin na sua carteira principal para concluir pedido do seu cartão.

cartão debito bitcoin

A distribuição e entrega dos cartões geralmente levam aproximadamente de 10-15 dias na Europa, e de 20-35 dias fora da Europa dependendo do seu serviço postal local. A entrega acelerada – incluindo um ID de rastreamento – é fornecido pela DHL: envios acelerados demoram no máximo 7 dias. É claro que pode chegar antes do prazo, eu recebi o meu via entrega normal em Florianópolis, SC em apenas 13 dias corridos.

Passo 4- Como eu ativo o meu Cartão de Débito Xapo, e descubro o PIN do cartão?

Depois de ter recebido o seu cartão de débito pelos correios, você pode ativar ele diretamente na sua conta Xapo, indo para suas definições da carteira. Você precisará digitar os últimos 4 dígitos do seu cartão de débito para ativar o cartão. Após a ativação do seu cartão, você vai ser capaz de ver o seu PIN do cartão nas definições da carteira.

Cartão de Débito Xapo

Guarde bem o PIN do cartão, pois é a senha que você precisa digitar toda vez que for utilizar para compras ou saques.

Agora o cartão está pronto para o uso. Neste ponto você já deve ter alcançado seu objetivo de ter um cartão em bitcoin. Se desejar continuar a leitura, selecionei mais 2 informações importantes.

Passo 5- Posso conectar o Cartão de Débito Xapo com a minha conta do PayPal? E outras contas, tipo Uber?

Para o comerciante, o seu cartão funciona como um cartão de crédito comum. Então sim, você pode conectar o cartão de débito Xapo como um novo cartão de pagamento na sua conta do PayPal. Uber também é aceito como cartão válido, absolutamente normal.

É importante lembrar que a princípio o cartão funciona normalmente em qualquer plataforma de pagamento online, mas pode acontecer de ser recusado em algum site por motivos desconhecidos. Indicamos sempre se informar com o vendedor primeiro, se houver dúvidas.

Confira também: Conheça 4 Maneiras de Manter Seguro Seus Bitcoins.

Extra: Existe algum limite diário de gastos no Cartão de Débito Xapo?

Sim, há alguns limites padronizados de uso:

cartao xapo

Após você receber o seu cartão, é possível melhorar seu status para aumentar os seus limites.
Se preferir aumentar seus limites, é necessário fornecer uma cópia em alta resolução de um documento oficial e um comprovante de residência com o endereço associado ao seu cartão. Para isto, adicione seus documentos neste formulário.

Documentos de identificação aceitos:

• Cópia da Carteira de Motorista
• Cópia do passaporte
• Cópia do RG

Comprovantes de residência aceitos *:
• Qualquer conta de serviço público (como conta de luz, conta de internet, conta de telefone …)
• Fatura de cartão de crédito
* O comprovante de residência não deve ser datado de mais de 3 meses.

É isso! Qualquer dúvida, pesquise no FAQ da Xapo. É uma excelente ferramenta, e tem muitas respostas. Se mesmo não encontrando lá sua dúvida, deixe um comentário aqui em baixo que tentaremos te ajudar.

Confira também: Como criar Paper Wallet para Bitcoin e Altcoin?

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Tutorial: Como Criar Uma Paper Wallet Dash

Paper Wallet Dash

 O que é uma Paper Wallet?

É um documento que contém cópias das chaves públicas e privadas que compõem a sua carteira. Muitas vezes, ele vai ter os QR codes, de modo que você pode rapidamente digitalizá-los e adicionar as chaves em uma carteira de software para fazer uma transação.

O benefício de uma Paper Wallet Dash é que as chaves não são armazenadas digitalmente em qualquer lugar, e não estão, portanto, sujeitas a ataques cibernéticos ou falhas de hardware.

A desvantagem de uma Paper Wallet é que papel e a tinta podem degradar, e papel é relativamente frágil – e definitivamente vale a pena manter bem longe do fogo e da água, por razões óbvias.

Além disso, se você perder uma Paper Wallet, você nunca será capaz de acessar os Dashs enviados para seu endereço.

Confira também: Dash-Wallet.com: Wallet Scam Continua Online – CUIDADO!

Criando uma Paper Wallet

Aqui estão 10 passos necessários para criar uma Paper Wallet:

  1. Para gerar um novo endereço Dash, abra o site paper.dash.org no seu navegador.
  2. O paper.dash.org  vai pedir para você criar alguma aleatoriedade, movendo o cursor na pagina do site.
  3. Você verá chaves públicas e privadas e seus respectivos códigos QR. Não verifique-os.
  4. Clique na guia ‘paper wallet ‘ ou ‘Carteira em Papel’
  5. Selecione o número de endereços a gerar.
  6. Se você não deseja manter a arte, clique no botão ‘Hide art’ ou ‘Ocultar Figura’.
  7. Clique no botão “Gerar” para criar novas carteiras.
  8. Uma vez que as carteiras são geradas, clique no botão “Imprimir” para fazer uma cópia impressa.
  9. Seu navegador irá pedir para selecionar a impressora que deseja usar. No caso do Google Chrome, você também pode salvar a página como um arquivo PDF.
  10. Anote os endereços públicos, ou escaneie o código QR do endereço público no seu aplicativo Dash e comece a depositar fundos.

O método mais seguro de criação de uma paper wallet é aquele que se mantém de forma totalmente offline, ou seja, sem qualquer contato direto com a Internet: Usar um sistema operacional em live CD sendo a opção mais indicada, pois evita que malwares eventualmente existentes em seu computador roubem os dados de sua wallet.

Não deixe ninguém ver você criar a sua carteira.

Confira também: 4 Maneiras de Manter Seguro Seus Bitcoins.

Dicas para manter sua Paper Wallet

Guarde a Paper Wallet em um saco plástico selado para proteger contra a água ou umidade.

Se a sua Paper Wallet não estiver dobrada, você pode plastificar para uma maior durabilidade e para torná-la à prova de água.

Guarde sua Paper Wallet em um cofre, se você tiver um, para protegê-la contra roubo e incêndio.

Você pode confiar a sua Paper Wallet a um advogado. Por exemplo, a pessoa que detém o seu testamento.

Confira também: Como criar Paper Wallet para Bitcoin e Altcoin.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

4 Maneiras de Manter Seguro Seus Bitcoins

Ao longo dos últimos anos, a quantidade de entusiastas por criptomoedas vem aumentando, e muitos  têm procurado maneiras de manter seus fundos seguros e protegidos de diversas formas. Soluções de armazenamento frio (Cold Storage), estão se tornando cada vez mais populares, e há  poucas opções diferentes para escolher. Quando se trata de armazenar bitcoins com segurança, nenhuma opção online é tão segura para mantê-los seguros. A melhor opção é manter a maioria da suas moedas offline.

#4 Coinbase Vault

Confiar em prestadores de serviços terceirizados para manter os fundos seguros é uma decisão um pouco complicada. Armazenando bitcoin na carteira da exchange Coinbase  não é uma boa ideia, mas o seu serviço Vault (cofre) oferece algumas vantagens. Coinbase Vault permite que os usuários armazenem fundos em um armazenamento frio. Os usuários também podem configurar uma conta conjunta, que exige mais de uma pessoa para assinar em cada transação. Além disso, 98% de todos os fundos são armazenados off-line, garantindo que ninguém pode hacker a carteira.

Confira também: Como guardar seus bitcoins com segurança.

Sem taxas e maior segurança

Uma vez que este serviço não possui taxas, é mais do que uma solução viável. Os usuários tem a liberdade absoluta quanto à forma segura que eles querem fazer com Coinbase Vault. Configuração 2FA é uma opção boa e vale a pena explorar. Além disso, leva 48 horas antes do processamento das retiradas, o que permite aos usuários cancelar transações não autorizadas, se necessário.

Saiba mais informações do Cofre Coinbase: www.coinbase.com

#3 Cryptosteel

O projeto Cryptosteel  começou como uma campanha Indiegogo em junho de 2015, onde levantou um total de U$ 36.610. Cryptosteel é um artefato de aço inoxidável indestrutível que é projetado para armazenar informações confidenciais. Os usuários podem montar chaves privadas a partir do bloco de letras fornecido e anexar esses dados na solução de carteira de armazenamento a frio. Pense nisso como um cofre pessoal que se encaixa no seu bolso.

 

O que torna Cryptosteel uma solução tão poderosa é como ele resiste a todos os elementos, incluindo fogo, corrosão e ácido. Terceiros também não poderão acessar a carteira, pois não há placas gravadas contendo QR codes ou algo semelhante. Cryptosteel pode ser usado para diferentes tipos de criptomoedas, incluindo Bitcoin.

Mais informações sobre Criptostell: www.cryptosteel.com

#2 Armory multassinatura e  Cold Storage

Armory fornece aos entusiastas bitcoin de todo o mundo, um armazenamento frio com multi-assinatura, solução para manter os fundos seguros e offline. Uma vez que um usuário instala a carteira Armory em seu dispositivo preferido, eles podem configurá-lo como armazenamento frio. Esta carteira nunca se conectada à internet, mas ainda permite o gasto dos fundos. Além disso, não há necessidade de sincronizar com a Blockchain, sua carteira ficará sempre offline.

Confira também: Bitcoin: Como Proteger a sua Privacidade e Segurança Online

Além disso os usuários podem criar transações não assinadas online, assinar offline e, em seguida, transmiti-lo para a rede bitcoin online.

Mais informações sobre Amory: bitcoinamory.com

#1 Electrum

A carteira Electrum é uma das soluções mais  usadas no mundo quando falamos em criptomoedas. Este software oferece um recurso off-line. Os usuários precisarão de um stick USB para instalar o programa, o que irá atuar como uma unidade de carteira Bitcoin pessoal. Lembre-se de configurar a semente de recuperação da sua carteira, e certifique-se que estão armazenados em local seguro, pois poderá precisa em caso de recuperação.

Confira também: Oque é Seed? Como posso usá-lo para recuperação e segurança da minha Carteira off-line?

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

O que achou dessas opções? Já usa alguma? Conte sua experiência

Comparação de Transações entre Criptomoedas e Cartão de Crédito

Comparação de Transações feitas entre Criptomoedas e Cartão de Crédito:

Transacionando com o cartão de crédito

Quando você vai a um mercado, shopping ou até mesmo em um bar, ao final, você tem a opção de pagar a conta no caixa com seu cartão de crédito.

Para você, é uma maneira ótima de pagar a sua conta. É rápido, fácil, seguro, não precisa carregar dinheiro no bolso nem manipular notas ou moedas que já passaram nas mãos de milhares de pessoas desconhecidas.

Os envolvidos

Quando você paga um conta com seu cartão de crédito, há nada menos que 5 partes envolvidas na transação:

  1. O consumidor: que é você, o portador do cartão de crédito.
  2. O estabelecimento comercial: que é o lugar que está aceitando o seu cartão de crédito como forma de pagamento.
  3. O emissor: que é a instituição que emitiu o cartão de crédito, geralmente um banco ou instituição financeira. São os emissores que decidem se você terá ou não um cartão de crédito e se as suas transações serão aprovadas. São eles que definem os limites de crédito, as taxas cobradas, emitem a fatura e cobram os juros em caso de inadimplência.
  4. O credenciador: é a empresa que, como diz o nome, credencia os estabelecimentos que podem utilizar o cartão como meio de pagamento. São os credenciadores que alugam os terminais (máquinas) em que você insere o seu cartão de crédito.
  5. A bandeira: essa é a famosa “marca” do cartão. Tais empresas fazem a ligação entre o emissor do cartão (banco) e o credenciador (máquina). É a bandeira (marca) quem intermedeia a transação entre o emissor e o credenciador. As bandeiras também estabelecem regras e ajudam a desenvolver o sistema.

O que irá ocorrer nessa transação?

Na hora de pagar, você se dirige ao caixa, abre a certeira, insere seu cartão de crédito na máquina, digita a senha e espera a transação ser confirmada…

Ao digitar a senha, a máquina se comunica com o credenciador (Cielo, Rede ou Getnet), que então comunica a transação para a bandeira (Visa, Mastercard, American Express, Diners). A bandeira, por sua vez, direciona o valor para o emissor (o banco que emitiu o seu cartão).

Caso a transação seja aprovada pelo emissor, essa decisão é comunicada de volta à bandeira, que então comunica o credenciador, que então permite que transação seja concluída pela máquina.

Pronto! Você pagou a sua conta com o cartão de crédito.

O problema é que na maioria das vezes, o consumidor não sabe quais são as taxas que serão cobradas nessa transação. Você sabia que quando você quitar a fatura, o dono do estabelecimento não receberá o valor integral?

Se a sua conta ficou em, suponhamos, R$ 100, o estabelecimento receberá aproximadamente R$ 95. Isso significa que ele perde aproximadamente 5% do valor total. Por quê?

Porque todas as partes envolvidas na transação cobram por seus serviços. Vejamos como esses valores são cobrados a seguir.

O primeiro a dar uma mordida é o emissor (banco). Ao repassar os R$ 100 para o credenciador, o emissor cobra algo entre 1,5% e 2%. Essa taxa é chamada de “tarifa de intercâmbio”.

Depois, é a vez de o credenciador dar outra mordida. Por meio da “tarifa de desconto”, que é a cobrança sobre o valor da compra, o credenciador também retem um pouco do dinheiro pelo seu serviço.

Por fim, falta agora a bandeira. A bandeira dará a sua mordida por meio da “tarifa de acesso”, a qual é paga tanto por credenciador como pelo emissor, pelo privilégio de usar a “marca” do cartão.

Portanto, no fim das contas, daqueles R$ 100 que você pagou, aproximadamente R$ 95 vão para o dono do estabelecimento.

Mas, se ao invés de carregar uma carteira com cartões de crédito que cobram taxas de intercâmbio, taxas de juros, taxas de desconto, taxas de anuidade e taxas de acesso, você e o dono do estabelecimento comercial só precisassem usar os próprios celulares para fazer transações virtuais, quase que, isentas de taxas?

 Sim isso é possível e já existe. Se chama criptomoeda.

Leia também: Como ter um Cartão de Débito em Bitcoins?

O básico e o essencial para um novo usuário de criptomoedas.

Como um bom novo usuário, você pode iniciar com a criptomoeda mais popular, o Bitcoin. Não precisa entender de detalhes técnicos, a não ser que você queira.

Depois que instalar uma carteira de Bitcoin em seu celular, ela vai gerar seu primeiro endereço Bitcoin. Você pode criar mais desses endereços sempre que precisar. Assim que você possuir um, pode mostrar seu endereço para as pessoas a fim de receber pagamentos ou vice versa.

Na verdade, é bem parecido com o funcionamento de um e-mail, a única diferença é que os endereços Bitcoin podem ser usados uma vez e simplesmente serem descartados. É claro que se você optar por sempre usar o mesmo endereço, ele irá ser eternamente válido.

Transacionando com Bitcoin

Os envolvidos

Quando você paga um conta com Bitcoin, ao invés de estarem envolvidas 5 partes como no caso do Cartão de Crédito, existem apenas 3 partes envolvidas nessa transação:

  1. O consumidor: que é você, o portador da carteira virtual Bitcoin.
  2. O estabelecimento comercial: que é o lugar que está aceitando Bitcoins como forma de pagamento.
  3. O computador minerador aleatório: que é responsável por validar e processar a transação e coloca-la na rede Blockchain, esta na qual você e o dono do estabelecimento agora fazem parte, opcionalmente de graça.

O que irá ocorrer nessa transação

De forma mais funcional que no caso do Cartão de Crédito, na hora de pagar, você tem a possibilidade de verificar seu saldo Bitcoin com simples cliques no celular. Além do mais, você tem a opção de escolher a porcentagem da taxa que vai pagar para os mineradores validarem sua transação.

Depois de escolhida a taxa, em seguida, você se dirige ao caixa, digita o valor total a ser pago, escaneia o código QR do dono do estabelecimento e clica em “enviar”.

Leia também: Como Funcionam as Taxas do Bitcoin?

Pronto! Você pagou a sua conta apenas usando o seu celular e uma carteira digital!

A taxa de transação típica é de cerca de 0.0001 BTC, mas sim, você tem o poder de anular a taxa. Só não garantimos que com a taxa anulada a sua transação será confirmada. Os usuários que desejam incentivar os mineradores para confirmar suas transações mais rápido, podem anexar taxas maiores, como 0,001 BTC, por exemplo.

Depois disso, sua transação é confirmada e em poucos minutos e posteriormente é validada pela rede Blockchain. A Blockchain nada mais é que um livro digital contábil público e compartilhado no qual todos os usuários da rede Bitcoin confiam.

Todas as transações são confirmadas por computadores aleatórios que fazem parte da rede. Esses computadores são os mineradores. As transações que eles processam são incluídas na Blockchain e são constantemente validadas e verificadas por outros, prevenindo assim, fraudes. Desta forma, as carteiras digitais Bitcoin acessam a Blockchain e podem mostrar seu saldo disponível. A integridade e ordem cronológica da cadeia de blocos é protegida por criptografia.

Só para fazer um comparativo, alguém que transacionava R$ 100 com um cartão de crédito, teria que pagar algo em torno de R$ 5 por taxas, enquanto em uma transação de Bitcoins, o valor similar custaria em torno de R$ 0,30, simplesmente fazendo cartões de crédito serem cerca de 17 vezes mais caros para fazer transações simples como essa!

Não é genial? Pela primeira vez na história não dependemos de instituições centralizadas que cobram taxas abusivas para validar nossas transações feitas de pessoa para pessoa e temos o poder de escolher na palma da mão, o quanto vamos pagar.

E isso definitivamente não tem preço.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br