sexta-feira , 20 janeiro 2017
1xBit

Bitcoin

Posse de Donald Trump e a Valorização do Bitcoin

Antes mesmo da posse do presidente dos EUA, Donald Trump, o mercado do Bitcoin tem reagido apesar de sua queda recente.

Desde a primeira queda, após a inspeção do Banco Popular da China nas exchanges de Bitcoin do país – com uma queda brusca, onde os preços chegaram a US$ 755 – o preço seguiu uma tendência ascendente chegando a US$ 917, de acordo com dados  da coinmarketcap.com.

Confira também: Banco Popular da China faz Alerta sobre Volatilidade do Bitcoin nos últimos dias.

Trump X Bitcoin

Para muitos entusiastas e investidores da moeda criptográfica, a expectativa é que haja um aumento no preço do bitcoin, mesmo o mercado está em constante volatilidade devidos algumas medidas anunciadas pelo governo da China.

Ainda há incertezas sobre como será o mandato de Trump, principalmentes sobre leis fiscais, e sua relação com outros países como por a China – Inclusive o EUA está em alerta máximo para ataques terroristas na posse de Trump.

Um fato que chamou atenção foi que o presidente eleito, escolheu um entusiasta do Bitcoin, para ser o Diretor de  Orçamento dos EUA, isso faz a comunidade bitcoin compreender ter mais apoio e menos regulamentação para criptomoedas na principal potência ocidental.

Megaupload 2 – Bitcache

Desde a invasão em sua casa em 2012, Kim Dotcom tentou criar algumas coisas diferentes. Ele lançou um serviço de música, e em seguida até tentou iniciar um partido político – embora nenhum deles tenha saído muito bem.

O BitCache segundo Kim promete ser o sistema mais seguro em processar micropagamentos bitcoin, além disso nesse projeto ele não terá ligação direta sobre o seu funcionamento, como ocorreu em projetos anteriores, para alguns o lançamento este mês tem parcela na queda do bitcoin.

Confira também: Kim Dotcom: MegaUpload2 – BitCache será a tendência do Bitcoin

Qual sua expectativa para amanhã? Será que veremos aumento no preço do bitcoin?

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Parceria entre Foxbit e Urbe.me permite investir no mercado imobiliário usando Bitcoin

A Foxbit maior exchange brasileira que detêm aproximadamente 50% do mercado nacional de bitcoins firmou uma parceria muito interessante com o site de investimento imobiliário Urbe.me.

Para quem não conhece, o Urbe.me é um site especializado em financiamento coletivo (crowdfunding) voltado ao setor imobiliário, onde com um valor mínimo de apenas R$ 1.000,00 é possível participar de grandes empreendimentos deste setor, cuja participação no PIB em 2015 foi de R$ 300 bilhões e com rentabilidades previstas em torno de 13% a 17% ao ano.

Este modelo do Urbe.me permite que se elimine intermediários e a burocracia, diferente dos Fundos Imobiliários tradicionais oferecidos na BVMF/Bovespa, o pequeno investidor pode escolher em qual empreendimento quer aplicar seu dinheiro.

O investimento é realizado através de um contrato de mútuo que é vinculado ao valor de venda das unidades. Todos os empreendimentos são analisados antes de serem disponibilizados via URBE.ME, onde se busca analisar a saúde financeira do incorporador e a viabilidade econômica e urbanística do empreendimento. Os empreendimentos estão em patrimônio de afetação, o que garante que os recursos do empreendimento deverão ser utilizados para a obra e, no final do empreendimento, termina sendo uma garantia real do seu investimento.

A parceria com a Foxbit permite que o investidor utilize bitcoins como forma de pagamento à plataforma Urbe.me, o investimento é travado em Reais e o repasse dos valores em Reais cabe a Foxbit, você simplesmente indica na hora de investir que quer pagar em bitcoins e você será orientado a enviar os bitcoins e consequentemente estará participando do crowdfunding do empreendimento escolhido.

Isto permite que investidores de fora do país possam participar sem precisar de conta bancária aqui para realizar o investimento e no futuro receber os rendimentos, pois os retornos também poderão ser pagos em bitcoins utilizando-se da plataforma da Foxbit.

“Esta é uma excelente oportunidade para você que está morando no exterior e não sabia como realizar o seu investimento no Brasil. Usando bitcoin, você poderá participar da etapa mais rentável do segmento imobiliário, sem precisar pagar taxas exorbitantes para mover seu investimento”, comenta Guto Schiavon, sócio fundador da FOXBIT.

Mais uma vez a Foxbit saindo na frente da concorrência!

Saiba mais sobre está parceria da Foxbit: Invista no Mercado Imobiliário Usando Bitcoin

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Banco Central da China encontra irregularidades nas Principais Exchanges de Bitcoin

O Bitcoin começou a cair o preço mais uma vez na quarta-feira depois que as autoridades chinesas afirmaram que as bolsas “estavam violando regras”.

A divisão de gestão de negócios do People’s Bank of China (PBOC), teria divulgado os resultados de uma inspeção previamente anunciada sobre as plataformas de negociação bitcoin.

Em relatórios hoje, o banco central diz  ter encontrado irregularidades nas operações de grandes Exchange Bitcoin como  BTCC, Huobi e OKCoin, e que acreditam foram responsáveis pelas últimas oscilações de preço bitcoin nas últimas semanas.

Confira também:  Bitcoin: China supera Nova York e Vale do Silício em  Fintech

Especificamente, o relatório concluiu que as empresas estavam a realizar atividades de margin trading, embora nenhum detalhe sobre quaisquer punições foram emitidos.

Os relatórios, por fonte de notícias com base em China Hexun e Jiefang Daily, acrescentam que as plataformas também estavam operando fora das normas contra a lavagem de dinheiro.

O PBOC alertou aos investidores sobre os riscos de compra de bitcoin, que o considera um produto sob a lei chinesa como um “bem virtual”.

Confira também: Banco Popular da China faz Alerta sobre Volatilidade do Bitcoin nos últimos dias

Em declarações, os membros da comunidade bitcoin da China (talvez sem surpresa) procuraram minimizar as descobertas.

Eric Zhao, engenheiro da Academia Chinesa de Ciências, disse à CoinDesk que o resultado era “esperado”, embora reconhecesse que os relatórios não fornece muitos detalhes.

O fundador da empresa de mineração Bitcoin, com sede na China, Eric Mu, comentou da mesma forma, ridicularizando os relatórios como “nada de novo”.

Confira também: OKCoin Afirma que é a Favor de Regulamento do Bitcoin na China

A notícia chega quase duas semanas depois que os relatórios vieram à tona, em primeiro lugar, de que o BPOC realizou reuniões com as principais exchanges, um desenvolvimento que se seguiu a um rápido aumento no preço do bitcoin no início de 2017.

Até o momento, apenas a BTCC tinha emitido uma resposta formal através da sua linha conta no Weibo .

“O BTCC continuará a cooperar ativamente com o banco central e seus departamentos associados e realizar retificações.” Atualmente, o BTCC está operando normalmente”, disse a exchange.

CEO Bobby Lee, não confirma ou nega qualquer das conclusões, mas declarou a CoinDesk que ele está ansioso para os resultados do relatório para determinar como o mercado pode melhorar e  avançar de acordo com a orientação do governo.

Ele afirmou:

“Estamos abertos a todas as idéias e modificações.”

Fonte: Coindesk

Qual sua opinião sobre o posicionamento do governo Chinês em relação ao bitcoin?

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Bitwage – Seu salário em Bitcoin

O que é a Bitwage?
Nosso objetivo na Bitwage é tornar recebimentos algo simples e fácil. Alguns profissionais desejam receber seus pagamentos internacionais de forma fácil, e simples. Outros procuram as menores taxas, buscando perder menos dinheiro possível no processo. A Bitwage realiza um serviço que permite que freelancers, contratantes e funcionários recebam de qualquer empregador nos EUA e na Europa em Bitcoin sem a necessidade do empregador ter bitcoins, uma conta na Bitwage ou em lugar algum, e converter para moeda local de forma rápida e lucrativa. Assim a Bitwage conseguiu clientes como o Facebook, Google, a Organização Mundial de Saude e a ONU.
Bitwage no Brasil
Bitwage está expandindo para o Brasil, permitindo que brasileiros recebam de seus empregadores na zona do Euro e nos EUA. O cliente pode ainda dividir este pagamento em mais de 30 moedas diferentes, incluindo Reais, Euro, USD, Bitcoin e Ouro. A partir de Maio, a criptomoeda Ethereum passará a ser mais uma opção.
Não é necessário que o empregador conheça Bitcoin, ou tenha uma conta especial em qualquer lugar. Funciona assim:
1 – Nós fornecemos uma conta em Euro ou Dólares para ser enviada ao empregador/cliente.
2 – Você envia a fatura para seu empregador/cliente, informando a conta bancária para recebimento.
3 – Você recebe no dia seguinte ao depósito, podendo transferir para sua conta no Brasil através da Foxbit (http://foxbit.com.br)
Nossa operação em conjunto com a Foxbit permite aos brasileiros, hoje, uma excelente opção em comparação a outros serviços do mercado global.
Confira a avaliação do profissional de TI – Rodrigo Souza
É bem simples. Temos uma linha de comunicação rápida de atendimento no Brasil para assistir nossos clientes, através do site pelo Chat, Facebook, Skype e WhatsApp.
A BITWAGE
Bitwage é produto de dois empreendedores de Silicon Valley. Situada em San Francisco – Califórnia, a Bitwage tem como financiadores a companhia de telefonia francesa Orange (http://www.orange.com), através da Orange Fab accelerator, e a Draper Associates, que também investe em empresas como DocuSign, IndieGogo, Skype & Tesla.
O CEO da companhia John Lindsey e o Presidente Jonathan Chester se conheceram na Oracle e decidiram criar a Bitwage nesta época. A Bitwage já processou mais de 4 milhões de dólares no ano passado e cresce numa margem de dois dígitos. John Lindsey é um Stanford Alumni e Jonatha é correspondente da Forbes para assuntos de bitcoin e blockchain. A Bitwage conta com a consultoria de Kacy Grine, consultor da HRH Prince Al Waleed Bin Talal e parceiro EMEA da Bucéphale Finance, e Joel Weise, ex-CTO de Segurança da Sun Microsystems.
Conheça a Bitwage

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Onde e Como Obter Bitcoins

Como a popularidade do Bitcoin está aumentando a cada dia, muitos usuários estão interessados ​​em comprar e negociar com a criptomoeda. Bitcoins não só são fáceis de usar, mas também ajudam a manter o anonimato de ambas partes envolvidas em transações, portanto, é considerado um dos modos mais seguros de moedas digitais.

Confira Também: Bitcoin: Como Proteger a sua Privacidade e Segurança Online

Falta de Conhecimento

Infelizmente apesar de muitas empresas e comércios locais aceitarem Bitcoins como forma de pagamento, o público em geral ainda não possui informação suficiente sobre o potencial uso do bitcoin.

Eles só sabem que é popular, não sabem como praticamente comprá-los, lugares para comprá-los e como eles podem ser usados ​​para transações. Este artigo tem como objetivo levar informação até essas pessoas.

Confira também: O que é o Bitcoin?

Informações antes de comprar

Para poder armazenar suas moedas você precisa de uma carteira Bitcoin, será através dela que você poderá gastar ou receberem novos bitcoins. Para que que tudo aconteça com tranquilidade, vou indicar dois artigos para você ler primeiro antes de você realizar sua primeira compra.

Como Guardar seus Bitcoins com Segurança

Como Funcionam as Taxas do Bitcoin

Como Comprar Bitcoin

Existem hoje muitas possibilidades de como obter bitcoin, boa parte é através de Corretoras de bitcoin, cada corretora tem suas condições para compra. Aqui no Brasil por exemplo, o processo mais comum é feito através de transferência eletrônica de uma conta de titularidade do próprio usuário.

Outra modalidade de compra é através de pessoas que tenham bitcoin e que esteja fazendo a venda, o que chamamos de vendedores P2P, (de pessoa para pessoa), a diferença entre as corretoras é que não há necessidade do envio de documentos, por esta razão tomem bastante cuidado quando optar por esta modalidade.

Confira Também: Dicas para negociar bitcoins no P2P

Onde comprar Bitcoin

Segundo dados do bitValor, há cerca de 6 corretoras de Bitcoin no país, além das corretoras (Casas de câmbio, conhecidas popularmente como Exchange), existem ainda outros serviços que oferecem a possibilidade de compra de bitcoin, como é o caso da Coinbr.

Confira Também: Serviços Bitcoin Ganham Destaque no Início de 2017

Exchange recomendada

A indicação da FoxBit, é por inúmeros fatores, um deles é que ela possui maior movimentação de Bitcoin no Brasil, além de ter as menores taxa de mercado comparadas às demais. Hoje é a única Bolsa de bitcoins da América Latina a não cobrar por depósitos bancários em sua plataforma.

A equipe de atendimento está sempre ativa em vários canais, como na Fanpage e em grupos do Facebook, além do suporte pelo site.

Par fazer seu cadastro basta acessar www.foxbit.com.br

Caso você tenha interesse em conhecer outras corretoras e serviços que disponibilizam a venda de bitcoin basta visitar Mapa Exchange™ – Compra e Venda de Bitcoin, através desse mapa, você terá acesso aos principais serviços para compra de bitcoin inclusive com Vendedores P2P de confiança.

Agora que você já sabe como adquirir seus primeiros Bitcoins, basta visitar alguns serviços que já aceitam bitcoin como forma de pagamentos, como pagamentos de contas, prestação de serviços e por aí, o bom disso tudo é que você por economizar pagando com bitcoin, basta gastar da melhor forma que achar necessário.

E ai qual melhor forma para se comprar bitcoin? Deixe sua opinião.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br.

Conheça 5 Cursos de Universidades sobre a Tecnologia Bitcoin

curso bitcoin
Ganhar uma melhor compreensão do Bitcoin e do ecossistema das criptomoedas pode ser uma tarefa assustadora. É natural ficar sobrecarregado com todas as informações, e encontrar o ponto de partida certo para sua busca não é fácil. Felizmente, existem alguns cursos sobre Bitcoin que nós podemos aproveitar. A maioria desses esforços se concentra no público dos EUA, mas o reconhecimento internacional vem ganhando força.

#5 DUKE UNIVERSITY

Em 2014, a Duke University foi uma das primeiras grandes universidades dos EUA a lançar um curso sobre moedas digitais e Bitcoin. Sob o nome de “Innovation and Cryptoventures“, este curso foi ministrado em dois períodos em 2015. Em 2016, o curso foi executado novamente, embora ainda não esteja claro se vamos ou não ver outro destes em 2017. Se houver demanda para isso, fica difícil imaginar um motivo para que a Duke University não ministre novamente.

#4 PRINCETON

O curso de Princeton sobre Bitcoin é chamado de “Bitcoin and Cryptocurrency Technology”. Este curso pode ser feito através do Coursera, uma plataforma educacional bem conhecida. Este curso em particular foi transformado em um fomato de livro, que pode ser comprado na Amazon a um preço bastante acessível. Vale a pena conferir para obter uma melhor compreensão do Bitcoin, o blockchain, e tudo o que rodeia o ecossistema das criptomoedas. O curso está disponível na plataforma do Coursera, e uma nova “sessão” vai começar em 23 de janeiro.

Leia também: Banco Central da Rússia Diz Que Não Irá Banir o Bitcoin.

#3 STANFORD UNIVERSITY

Semelhante às outras duas universidades, Stanford lançou seu curso sobre a tecnologia Bitcoin e blockchain há alguns anos. Nomeado “Bitcoin Engineering“, este é um dos poucos cursos integrais de Bitcoin disponíveis hoje. Seu foco principal é a construção de aplicativos habilitados para bitcoin, bem como o desenvolvimento de outros programas que irão fortalecer o ecossistema. É provável que uma versão MOOC deste curso será disponibilizado mais tarde em 2017, de acordo com o site da Stanford.

#2 NEW YORK UNIVERSITY

A New York University começou a ministrar cursos de moedas digitais em 2014. Ao contrário das outras universidades, NYU concentra-se mais no lado legal com seu curso. Várias altcoins foram destacadas durante este curso também, o que deu as pessoas uma ideia de quão vasto o ecossistema de criptomoedas é.

Em 2015, NYU adicionou um novo curso, chamado “Digital Currency: Revolution in Money and Payments“. Como seria de se esperar, o objetivo principal é dar aos participantes uma visão geral das moedas digitais, bem como sistemas de pagamento móvel. Existe também um grande foco na tecnologia blockchain, regulação e avaliação das chances de sucesso do Bitcoin no longo prazo. Por enquanto, não há mais data para esta classe, embora dependa fortemente de quantas pessoas estejam interessadas e dispostas a pagar o custo de U$3.800.

#1 UNIVERSITY OF NICOSIA

Talvez o curso mais proeminente, é o oferecido pela University of Nicosia. Na verdade, eles são os únicos a oferecer um mestrado em moedas digitais, que age como qualquer outro diploma universitário pode-se dizer. Além disso, é possível fazer este curso através de uma plataforma on-line. Mais de 5.000 alunos matriculados para o curso grátis online ao longo dos anos, e espera-se que o número continue crescendo ao longo do tempo.

Leia também: Casa de câmbio indiana promoverá alianças estratégicas para adoção do bitcoin.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Serviços Bitcoin Ganham Destaque no Início de 2017

No decorrer do tempo várias Fintechs no mercado de Bitcoins, vem lançando serviços para fortalecer o ecossistema. Isso é ótimo, e demonstra o quanto as pessoas podem usar bitcoin sem nenhuma dificuldade.

Confira também: Porque o Brasil é o maior ecossistema Fintech na América Latina

FoxBit Acesso

Desde o ano passado a maior corretora da América Latina, em negociações e considerada melhor Fintech nesse segmento. A FoxBit tem trabalhando em uma integração com Acessocard, uma empresa especializada na emissão e gerenciamento de cartões e meios de pagamentos pré-pagos.

FoxBit Acesso

O objetivo da FoxBit é oferecer uma opção para recarregar o cartão através da sua plataforma, facilitando assim o uso da moeda, tendo a possibilidade gastar em qualquer loja que tenha a bandeira Master Card.

Este serviço ainda não está disponível, tudo indica que até o final de Janeiro esteja disponível para toda comunidade Brasileira.

Mais informações: FoxBit.com.br

Smart Wallet Coinbr

Sem dúvidas esse é um dos maiores serviços disponíveis para os Brasileiros, hoje considerada uma das maiores mineradoras em solo Paraguaio e com sede no Brasil, disponibilizou na segunda semana Janeiro de 2017, sua nova plataforma com diversos serviços que vão agradar a comunidade Bitcoin no país.

Smart Wallet Coinbr

Funcionalidades da Smart Wallet Coinbr

Desde a compra de bitcoins, até mesmo pagamentos de contas você vai encontrar dentro na nova Smart Wallet, confira alguns serviços:

  • Pagamentos de contas e boletos
  • Recargas de celulares  (valor mínimo R$15,00)
  • Recarga do Cartão Xapo
  • Compra e venda de bitcoin sem nenhuma taxa
  • Pagamentos de impostos (verificar opções na plataforma)
  • Conversão automática depósitos bitcoin ( em manutenção)

Além de outras essas funcionalidades o cadastro na nova Smart Wallet da Coinbr, não necessita o envio de documentos como ocorre nas demais Corretoras, sendo que ainda o usuário pode optar por três perfis dentro da plataforma.

Cada perfil oferece algumas funcionalidades, basta escolher o que mais se enquadra com você.

Em breve será possível comprar Bitcoins automaticamente em qualquer agência do Itaú mesmo sem correntista, outra opção é que a cada depósito de reais para Smart Wallet o valor será creditado automaticamente na sua conta, tudo isso graças às integração que a Coinbr fez com o banco Itaú.

Informações e cadastro: Smart Wallet Coinbr

B2U Card

O Cartão de débito internacional da segunda maior corretora no país, Bitcontoyou, traz para os Brasileiros uma nova forma de gastar seus bitcoins em serviços do dia dia e ainda possibilita saques na rede de caixa 24 horas.

B2U Card

O cartão é da própria corretora em parceria com a operadora de pagamentos Master Card, com este cartão o usuário terá a possibilidade de realizar recargas com bitcoin direto da plataforma da corretora.

Solicitação do cartão

O cartão pode ser solicitado pagando uma taxa de R$20,00, agora quem já é usuário da B2U

e movimentou mais de R$999,99 dentro da plataforma nos últimos 30 dias o cartão sai gratuito.

Mais informações: Bitcointoyou.com

A expectativa como a introdução desses novos serviços, é que haja maior adoção, principalmente por parte de usuários, que ainda estão conhecendo a tecnologia.

E Você já usa alguns desse serviços? Comente abaixo sua experiência.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Banco Central da Rússia Diz Que Não Irá Banir o Bitcoin

Bitcoin Russia.

A Rússia sempre teve uma relação incomum com as criptomoedas e o Bitcoin. Nunca foi muito claro, mas agora a situação deu uma evoluída. Uma nova declaração do Banco Central da Rússia sugere que nenhuma ação será tomada contra o uso do Bitcoin. Isto é um sinal positivo em escala global, embora não signifique que a criptomoeda se tornou legal na Rússia assim, de repente.

Leia também: Durante o Colapso do Bolívar, Agência de Viagens Passa a Aceitar Somente Bitcoin.

Banco da Rússia não se importa com o uso do Bitcoin

Não tomar medidas para proibir o uso do Bitcoin na Rússia é uma grande vitória para os entusiastas das criptomoedas. Até agora, a situação do Bitcoin permaneceu desconfortável no país. Em um ponto, pareceu que o uso passaria a ser punido por lei. Felizmente, essa opção não está mais na mesa. A Rússia nunca esteve interessada em moedas privadas que não podem exercer controle sobre.

Olga Skorobogatov, vice-presidente do Banco Central russo declarou:

“Ficou claro que não é fácil abordar o Bitcoin com a regulamentação financeira existente. Reguladores e agências financeiras concordam em não proibir o uso do Bitcoin. Em vez disso, queremos obter uma melhor compreensão do Bitcoin, e construir um quadro regulamentar que reunimos o conhecimento necessário. “

É impossível parar a ideia de descentralização das criptos, que muito se tornou evidente. Banir o Bitcoin na Rússia faria mais mal do que bem, a longo prazo. No final das contas, não ver uma proibição é talvez o resultado mais positivo que podemos esperar neste momento.

Leia também: Colômbia Proíbe Bitcoin Usando Esquemas Ponzi Como Desculpa.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Ações do Governo Chinês Podem Reduzir a Volatilidade do Bitcoin

O Melhor Ativo em Valorização de 2016

A criptomoeda cujo o preço tinha cruzado a marca histórica dos US$1100 começou a perder força, oscilando algo em torno dos US$767. A queda veio depois de alguns alertas recentes no mercado chinês.

Confira também: Venezuela e Chile registram recordes em transações Bitcoin

Saída de Capital

Saida de Capital

Após a queda inicial, impulsionada por um desempenho positivo de curto prazo do yuan chinês, o governo decidiu “visitar” as plataformas de Criptomoedas. A visita veio em meio a alegações que Bitcoin tem sido usado para saída de capital do país.

A comunidade cryptocurrency acreditava que as regulamentações rigorosas estavam no comércio, fazendo com que eles se vende-se, causando Panic Sell.

Confira também:  Banco Popular da China faz Alerta sobre Volatilidade do Bitcoin nos últimos dias

Regulamento para Bitcoin

O governo chinês parece estar pensando cuidadosamente sobre os regulamentos. Visto o potencial inerente à criptografia e a base de usuários existente no país, o governo decidiu implementar certas medidas para assegurar os interesses dos investidores.

O próprio Banco Popular da China já está considerando a possibilidade de atribuição de depositários a terceiros para os mercados Bitcoin. Ao mesmo tempo, o banco central também realizou inspeções nas principais bolsas Bitcoin no país, incluindo BTCC, Huobi e OKCoin.

Os relatórios sugerem que as inspeções fossem realizadas para investigar se as plataformas desobedeceram quaisquer regras existentes, incluindo manipulação de mercado, lavagem de dinheiro ou financiamento não autorizado. O relatório completo do BPC sobre essas inspeções ainda não foi divulgado.

Confira também: OKCoin Afirma que é a Favor de Regulamento do Bitcoin na China

Limitar Negociações

Enquanto isso, Huobi diz ter limitado sua negociação de margem tranding de 10 milhões de yuans para 100.000 yuan. O movimento por parte de Huobi é esperado minimizar a volatilidade de Bitcoin limitando volumes e exposição ao risco. Isso impedirá as pessoas de negociar indiscriminadamente, também protege-los de enormes perdas devido à volatilidade.

Enfim, todas as medidas tomadas pelas autoridades chinesas parecem estar em acordo com a sua intenção de exercer mais controle sobre as moedas digitais sem a proibir. A China é um mercado líder Bitcoin, protegendo os interesses dos investidores.

Todos esses fatores podem se tornar positivos para o Bitcoin.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br.

OKCoin Afirma que é a Favor de Regulamento do Bitcoin na China

O CEO disse que o desenvolvimento de um quadro regulamentar com base em um diálogo construtivo entre as autoridades governamentais e participantes da indústria traria muitos benefícios para o ecossistema da moeda digital, a exemplo do Bitcoin.

Declarações da OKCoin

Em declarações emitidas pelo CEO da OKCoin, Star Xu, ele afirmou que o conselho de administração da empresa está aberta ao governo e ao Banco Popular da China (People’s Bank of China – PBC), para projetar ou implementar regras legais mais específicas para acompanhar as atividades comerciais relacionadas com o bitcoin.

Confira também: Banco Popular da China faz Alerta sobre Volatilidade do Bitcoin nos últimos dias

Possível regulamentação

Por sua vez Xu afirmou que os rumores de que Bank of China pode estar criando uma lei para regular mais estritamente aos serviços de câmbio para melhorar a segurança das operações, está possível lei não têm bases reais, mas que discussões que foram tocadas sobre este assunto não foram além do nível teórico.

Este foi apenas uma ideia que foi proposta ao debate. Acreditamos que a questão é de vital importância para melhorar a proteção dos consumidores e promover um crescimento saudável a longo prazo”. CEO da OKCoin, Star Xu.

De acordo com dados do portal Bitcoinity, OKCoin ocupa o segundo lugar entre os serviços de troca Bitcoin, maior no país asiático, apenas ficando atrás em volume de operações da BTCC.

Críticas sobre o People’s Bank of China – PBC

Para críticos da indústria, afirma que o banco busca impedir que milhares de pessoas que foram afetadas pelas condições econômicas, voltem para a moeda digital como um meio para proteger suas economias, o que poderia afetar a economia local por causa da desconfiança dos cidadãos nas instituições financeiras.

Uma coisa é certa, é inevitável uma regulamentação por parte de algum país, o problema é como isso será implantado e como será aceitação por parte da comunidade.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br