domingo , 23 abril 2017

Arquivos do Autor: Tayrone Santos

Entusiasta em criptomoedas. Trabalhos educativos na utilização do bitcoin no Brasil, segurança de dados e voluntário no projeto SimetBox do NIC.br. - - Gostou do meu conteúdo e quer me apoiar, pague-me um café ☺ Ƀ: 1GQgMmWDrJaVEh1QX79jp4KWaQEVYYf8if

Uma visão sobre a escalabilidade do Litecoin vs Bitcoin

Se você está se perguntando por que Litecoin (LTC) está atraindo tanta atenção nas últimas semanas, você não está sozinho.

Como vimos em postagens anteriores o principal motivo que tem levado a forte valorização da Litecoin (LTC) tem sido a discussão sobre o debate de escalabilidade do Bitcoin.

De fato, os novos desenvolvimentos da Litecoin talvez sejam mais bem vistos como simplesmente o longo debate de dois anos de escalabilidade para atualização no protocolo do Bitcoin, uma vez que há controvérsia em torno da proposta de atualização de blocos denominada Segregated Witness (SegWit).

A mudança

A mudança de código em longo prazo, segundo alguns defensores, poderia dar início a uma onda de mudanças que poderiam melhorar a usabilidade do bitcoin. Mas por outro alguns mineradores e usuários se opõem à mudança por motivos técnicos e políticos.

No entanto, enquanto bitcoin está lutando para garantir os níveis necessários de apoio dos mineradores para a atualização ser ativada, Litecoin quase atingiu o limite necessário para ativação de SegWit.

Litecoin: A TESTNET para o Bitcoin será?

Alguns dizem que ao fazer o upgrade no Litecoin isso ajudará a sinalizar se é uma mudança técnica segura e benéfica, ou não. Assim, alguns desenvolvedores estão vendo Litecoin como uma TESTNET para Bitcoin. Outros argumentam que poderia ser uma maneira da Litecoin se tornar uma rede nova, com uma proposta de valor distinta.

A comunidade acredita que SegWit está prestes a ser ativado, mas isso não parece tão claro. Desta forma a história poderia em breve tomar outro rumo.

Mais vamos começar entendendo algumas diferenças entre as duas redes

Sobre questões de nível técnico, é quase idêntico ao Bitcoin, exceto pelo tempo dos blocos ser “minerado” em um tempo menor, usa um algoritmo de hash diferente e algumas outras mudanças.

Em janeiro, a Litecoin lançou uma nova versão com código para SegWit, sendo que o limite de ativação é  75%, em vez dos 95% necessários para ativação na rede do Bitcoin.

“Vejo um potencial para Litecoin ajudar Bitcoin a romper este impasse”, disse o criador da Litecoin, Charlie Lee, em um post no blog.

Por que o SegWit ainda não foi ativado?

Como SegWit ajusta as regras de consenso mudando o modo como os Full Nodes validam os blocos, eles precisam do apoio da maioria dos mineradores para ser ativado.

Como vimos no Litecoin, se 75% dos blocos apresentam um trecho de código que indica suporte para a mudança dentro de um período de duas semanas (conhecido como um “período retarget”), a partir dai começa a sinalização para toda rede.

No início desta semana, quando o apoio ultrapassou 75%, muitos usuários especularam que ocorreria a ativação, mas, algumas pools de mineração multiplicaram sua hashpower, derrubando suporte para o período de ativação voltando para cerca de 70%.

Isso levou a uma discussão mais aprofundada sobre se a capacidade dos mineradores em vetar as mudanças de código é boa ou ruim para a rede.

Próximo passo

Alguns usuários da Litecoin têm tido interesse para um softfork que é ativado pelo usuário, onde abre o caminho para uma atualização para forçar os mineradores na ativação de SegWit no protocolo de ambas redes.

Resumindo em poucas palavras, “soft-activated fork” (UASF) é uma maneira de se conquistar através de regras consenso que todos os Nodes precisam concordar, a menos que eles querem ser deixados em um Blockchain alternativo. Este modo de ativação é incerto porque poderia causar uma divisão na rede. Outra desvantagem é que eles levariam mais tempo para se preparar.

Apesar de todo o exagero recente, é difícil dizer se o SegWit será ativado no Litecoin, mesmo que esteja perto de isso acontecer.

No entanto, alguns usuários e desenvolvedores estão fazendo planos, caso isso aconteça.

O desenvolvedor Johnson Lau do Bitcoin Core disse que se SegWit for ativado no Litecoin, isso mudará alguns de seus esforços para trabalhar no MAST, um projeto que poderia expandir as capacidades de contratos inteligentes.

Lee também destacou que uma versão da Lightning Network também está em andamento, sugerindo que a inovação poderia migrar para o Litecoin caso ocorra ativação de Segregated Witness (SegWit).

SegWit, Litecoin, Bitcoin, o que você acha disso tudo? Comente abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão? Participe do nosso canal no Telegram: https://t.me/criptomoedasfacil (@criptomoedasfacil)

Coinbase anuncia desenvolvimento de app de mensagem baseado em Ethereum

A Coinbase declarou recentemente o lançamento de uma nova marca subsidiária com foco em mensagens seguras e pagamentos integrados na Blockchain do Ethereum.

O anunciou foi feito hoje via Twitter pelo CEO Brian Armstrong, a empresa está agora testando um produto com o nome de Token, que visa ser uma app de mensagens privadas, Wallet e um navegador para aplicações descentralizadas, segundo Brian já funcionam em TESTNET na rede ethereum. O comunicado foi apresentado com detalhes em um post que comparou o projeto a WeChat o serviço de mídia social popular que tem sido citado como inspiração para outros projetos de pagamento blockchain.

“Fomos inspirados por aplicativos como o WeChat que estão conduzindo um grande volume de pagamentos digitais na China. Queríamos construir algo para o resto do mundo que trabalha em protocolos abertos.”

No post, a Coinbase apresenta o Token como uma extensão da sua missão de longa data em usar moedas digitais baseados em Blockchain como um meio para alcançar a inclusão financeira. O post diz o seguinte:

“Acreditamos que todos no mundo devem ter acesso a serviços financeiros, e com smartphones se tornando onipresente, moeda digital pode fazer isso acontecer.”

App Token

Token é projetado para ser semelhante a um navegador da web. É um software que é executado no seu dispositivo (o seu smartphone). O Token Browser não hospeda nenhum dos aplicativos que você acessa, e você está sempre no controle de seus próprios fundos.

Aplicativo SOFA

Um exemplo de aplicativo SOFA sendo acessado através de Token

Token também tem um sistema de reputação construído que permite que você saiba em quem você pode confiar, cada usuário e aplicativo cria reputação ao longo do tempo como eles transacionam com os outros na plataforma.

Além de seu serviço de carteira, Coinbase também opera outra marca subsidiária, GDAX, um serviço de troca de ativos digitais e moedas digitais em mais de 30 estados inclusive nos EUA, assim como Canadá, Reino Unido, Austrália, Singapura e em alguns países europeus.

Entre as características Token visam oferecer uma pontuação de reputação que ajusta como os usuários interagem com a plataforma, futuras atualizações descritas no post incluem suporte para uma plataforma de identidade descentralizada chamada uPort.

Graças ao Bitcoin e seu blockchain que cada dia empresas como Coinbase estão focadas em levar soluções financeiras a pessoas que ainda não possui. Até o momento funciona apenas em TESNET, de acordo com Coinbase o app estará disponível nos próximos meses para uma versão mais completa.

Você pode instalar o aplicativo Token no Android e no iOS.

O que achou desse novo produto da Coinbase? Comente abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão? Participe do nosso canal no Telegram: https://t.me/criptomoedasfacil (@criptomoedasfacil)

Kraken disponibiliza novas opções de fiat para retirada de bitcoins

A Exchange Kraken está adicionando novas opções para transferências bancárias em dólares e outras moedas emitidas por governos.

A empresa divulgou essa nova opção através de um e-mail que foi enviado para seus clientes esta manhã. Além do apoio USD, Kraken está apoiando transferência bancária e saques em euros e libras esterlinas. A startup fundada em 2011 e com sede em São Francisco, está lançando agora o recurso de depósito de forma eficaz. Embora esteja disponível opções de saques nessas moedas, só serão permitidos após dia 24 de abril.

“Kraken tem o prazer de oferecer novas opções de contas com dólares americanos (USD), libras esterlinas (GBP) e Euros (EUR).” Trecho publicado pela Kraken.

Detalhes sobre os saques

  • Disponibilidade: Todas as áreas de serviços, exceto os EUA, que já está coberto por pagamentos em dólares americanos.
  • Início: 24 de abril
  • Moedas: USD, GBP, EUR
  • Tipo de pagamento: wire SWIFT Internacional
  • Verificação de conta: Nível 3 ou 4 necessário
  • Taxas: 60 USD / 60 GBP / 60 EUR

Já em contrapartida, a Bitfinex, maior bolsa bitcoin do mundo em volume em dólares, disse ontem que é incapaz de aceitar transferências bancárias devido a problemas bancários.

Até o momento o mercado de bitcoins continua em alta, embora isso não queira dizer que não há preocupações, sobre os últimos eventos ocorridos.

O que achou das novas opções de fiat na Kraken? Comente abaixo.

Zcash corrige bug que permitia atacar todos os Full nodes

Zcash comunicou recentemente sobre uma falha no sistema que permitia um ataque no seu Blockchain.

Com o erro encontrado no protocolo, qualquer pessoa mal intencionada poderia atacar o Blockchain do Zcash através dos Full Nodes. De acordo com os desenvolvedores do Zcash, era uma vulnerabilidade de Denial-of-Service (ataque de negação de serviço) que foi corrigido na última atualização.

A descoberta do bug

O erro foi descoberto em 12 de abril e os desenvolvedores Zooko Wilcox e Paige Peterson foram responsáveis por divulgar a solução para os usuários. A origem do bug foi uma mudança feita na versão 1.0.4 do Zcash.

Na versão Zcash 1.0.4, foi feita uma alteração de cálculo para aumentar a prioridade das transações blindadas, o que resultou na vulnerabilidade encontrada.

ZcashCo

A solução foi incluída na versão 1.0.8-1, que segundo a equipe de desenvolvimento, se uma transação é executada corretamente para atacar a rede, apenas os usuários com clientes vulneráveis ​​aceitarão a transação em seu MemPool vulnerável.

“Exchanges, wallets e mineradores já implementaram a atualização. Nenhum ataque foi detectado”, trecho da publicação no blog de Zcash.

Como posso saber se um ataque está ocorrendo?

ZcashCo, exchanges, fornecedores de carteiras e mineradores implementaram sensores que detectam ataques deste tipo. No caso de um ataque ser detectado, ZcashCo tomará as seguintes ações: Os desenvolvedores do Zcash emitirão um alerta dentro da rede, fazendo com que todos os Nodes zcashd anunciem o ataque em potencial.

Desde o inicio de 2017 a criptomoeda Zcash (ZEC) vem tendo forte valorização, isso sem contar suas últimas conquistas – uma delas foi a integração na Smart Wallet da coinBR que ocorreu no inicio de abril deste ano, sendo possível pagar boletos, recarregar celulares e pagar até impostos. A coinBR é a única startup brasileira a possuir a Zcash em seu portfólio.

A última novidade, é a disponibilidade de uma Wallet na Apple Store, vale lembrar que a politica de liberação de aplicativos na plataforma da Apple é bem regida.

Ainda na fase de amadurecimento Zcash tem mostrado seus esforços corrigindo rapidamente seus problemas, e acima de tudo vem ganhando destaque no mercado, hoje ela é 12º criptomoeda no ranking do Coinmarketcap.com, site que lista as principais criptomoedas.

DigiByte e SysCoin em alta após apoio em Segwit

Pouco conhecida DigiByte (DGB) e SysCoin (SYS)  estão seguindo Litecoin na ativação de SegWit, o que chamou atenção dos traders nas últimas semanas.

DigiByte comemora seu último pump

De acordo com dados mostrados pelos desenvolvedores no último sábado 15/04, mostram que 72,48% dos mineradores apoiam DigiByte com SegWit – ultrapassando  o limite de ativação de 70%.

“Mais 6 dias para ir até a ativação, este é o ritmo! Feliz Páscoa!”, Acrescentou DigiByte em um post no twitter.

Atualmente DigiByte (DGB) ocupa a posição de nº60 em CoinMarketCap.com site que lista as principais criptomoedas, o seu preço aumentou 15% em 24 horas, desse o início de Abril o seu duplicou. Veja no gráfico:

DigiByte

SegWit tem sido o “ouro” para os traders

Litecoin(LTC) e SysCoin (SYS) já se beneficiaram de elevado interesse por parte dos traders, sob a probabilidade da ativação de SegWit, dessa forma os trades tem aproveitado a valorização de ambas altcoins.

Litecoin (LTC) está sendo negociado atualmente em torno de US $ 10,76, mantendo sua maior alta desde 2014 e superando muitos meses que passou dormente valendo menos de US $ 4,00.

Já a história de SysCoin(SYS) é quase idêntica a DigiByte (DGB) tendo apresentado um aumento modesto em abril 2016, o preço permaneceu US $ 0,01 até surgir o comunicado de SegWit sobre uma possível ativação, fazendo o seu preço subir em torno de US $ 0,03.

Bitcoin e SegWit ainda é um acaso sem fim

A última noticia no mundo do Bitcoin foi que uma grande Pool de mineração chinesa, a F2pool afirmou na última sexta-feira 14/04 que vão implantar SegWit tanto na rede Litecoin e Bitcoin, mas isso ocorrerá “em breve”.

Diante de muita critica, Wan Chun não é a favor de uma ativação pelo usuário (UASF), ativação essa que visa ser apenas um fork para forçar ativação de SegWit na rede Bitcoin.

Enfim, sem previsão de ativação na rede do Bitcoin, SegWit tem fortemente mexido com o mercado de criptomoedas, principalmente nas que são baseadas no código do Bitcoin como é o caso do Litecoin.

Será que ativação de SegWit em Litecoin pode impulsionar a ativação SegWit para o Bitcoin? Comente abaixo.

Empresas bitcoin estão seguindo a proposta UASF

Estas empresas são a favor de Segregated Witnes (SegWit) através de um Softfork ativado por usuários (UASF), até o momento nenhuma empresa se opôs a esta proposta.

Quem apoia Softfork (UASF)

Ultimamente temos visto muita conversa sobre a possibilidade de usuários realizar um Fork (UASF) a fim de implementar SegWit sem a necessidade de consenso dos mineradores. Abaixo você pode conferir uma lista com as principais empresas que apoiam UASF:

  • Trezor (pronto)
  • Vaultoro (pronto)
  • Bitcoin India
  • Bitcoin Reminder
  • Bitfury
  • BitKong
  • Coinkite
  • Freedom Node
  • JoinMarket
  • Samourai Wallet
  • Walltime

Até o momento nenhuma empresa se opôs a UASF, embora a maioria das empresas já tenha conhecimento sobre o assunto. BitPay, por exemplo não está incluída na lista acima, mas eles já anunciaram seu apoio à UASF. Durante um evento sobre Bitcoin o CEO Stephen Par declarou o seguinte:

“Eu realmente gosto da ideia de um soft fork ser ativado pelo usuário seguido por uma ativação dos mineradores.”

É provável que a maioria das empresas que suportam o fork para SegWit estão prontos e terá a mesma postura em relação ao UASF, uma vez que parece ser o único método plausível de ativar SegWit na rede.

Mais afinal o que é UASF?

O User Activated Soft Fork (UASF) é um fork que não requer aprovação dos mineradores, porém conta com os Full Nodes (usuários) para ativar o fork. Isso é feito pela liberação de uma nova versão de um cliente Bitcoin, neste caso, Core. O cliente dá um limite de um bloco no qual a atualização se tornará ativa.

Uma vez que atingir o bloco limite estabelecido, os Full Nodes que já realizaram atualização para o novo cliente vai parar de aceitar blocos que não suportam SegWit. Dado que SegWit é um fork suave, os Full Nodes que não atualizar para a nova versão do cliente Bitcoin Core (com UASF) contará ainda blocos SegWit como válido.

Este método faz SegWit muito mais provável a ser ativado, sendo que  atualmente mais de 83% (5774) de todos os Nodes de Bitcoin estão executando o cliente Bitcoin Core, conforme a imagem abaixo:

Full Nodes Bitcoin Core

Se todos estes Full Nodes atualizarem para o novo cliente UASF, os mineradores não terá outra escolha se não começar a minerar blocos que suportam SegWit, sendo que este vai ser aceito por todos os Nodes ao invés de apenas os que não tenham atualizado para o novo cliente de Bitcoin Core.

Riscos para UASF

Embora o UASF possa ser uma estratégia mais eficaz, ele vem com alguns riscos para a comunidade. Por exemplo, se a maioria dos mineradores não começar a extrair blocos SegWit após ativação de UASF, ocorrerá uma divisão da Blockchain.

Diferentes Nodes verá diferentes blockchains, de acordo com o cliente que eles estão executando. Os Full Nodes que não tenham atualizado para o mais novo cliente de Bitcoin Core irá ver a blockchain sem SegWit e os Nodes atualizados verá o blockchain que suporta SegWit.

Outro problema com o UASF é que certos membros da comunidade poderia começar a criar Full Nodes em servidores de hospedagem a fim de apoiar UASF ou oferecer resistência a ele. Até certo ponto, isso traz de volta a questão da centralização, que é o principal argumento dos desenvolvedores de Bitcoin Unlimited contra a proposta colocada pela equipe de Devs de Bitcoin Core.

Em fim, é um assunto que requer bastante atenção de ambos os lados, tanto das empresas que dispõem de Full Nodes e o consenso com os mineradores.

Será que o Softfork (UASF) será a solução de uma vez por todas para escalabilidade do Bitcoin? Comente abaixo.

Rússia vai reconhecer oficialmente bitcoin

O Ministro de Finanças da Rússia revelou o interesse do Estado no rastreamento de todas as transações de moedas digitais “exatamente como ocorre nas operações bancárias”. Além disso, um projeto de lei que visa regulamentar criptomoedas ainda este ano, que de acordo com o ministro pode entrar em vigor já em 2018.

Qual interesse do estado?

As autoridades russas estão estudando a possibilidade de legalizar as operações com bitcoin e outras criptomoedas no contexto da contenção em transferências ilegais de dinheiro, disse o ministro russo de Finanças, Alexey Moiseev, à Bloomberg. Moiseev afirmou o seguinte:

“O estado precisa saber quem são os participantes em uma operação financeira, quando houver uma transação as pessoas envolvidas devem entender de quem compraram e para quem eles estavam vendendo, assim como em operações bancárias.”

Em fevereiro deste ano, a vice-presidente do Banco Central da Rússia, Olga Skorobogatova, revelou que o banco e Ministério de Finanças (MinFin) deverão lançar um projeto para regulamentar moedas digitais no final deste ano, no qual definirá se o Bitcoin é um ativo realmente seguro.

Ela também destacou que não há necessidade nenhuma de impor quaisquer restrições, uma vez que as operações com criptomoedas, incluindo Bitcoin, ainda são insignificantes em volume.

“Bitcoin é uma moeda privada, e ficou claro que nem tudo é tão simples e direto quanto em livros e revistas. A posição dos reguladores e agências é, portanto, que não gostaríamos de emitir uma proibição concreta a ela, mas sim entender como abordá-la, e disto desenvolver uma base para a regulação.” Disse Olga Skorobogatova.

Privacidade ameaçada

Assim como na China que recentemente solicitou que as exchanges começassem a identificar todos os usuários de acordo com as leis de lavagem de dinheiro (LBC), a Rússia parece estar indo na mesma direção.

Tudo indica que o Banco Central da Rússia e o Ministério de Finanças perceberam que o Blockchian público do Bitcoin pode ser usado para rastrear todas as transações (pseudônimos) através do Blockchain.

Essas novas regras em políticas Know-Your-Customer (KYC) e AML tem como objetivo vincular as identidades reais dos usuários aos seus endereços Bitcoin. Este processo de identificação provavelmente ocorrerá no momento que o usuário realizar qualquer tipo de negociação como compra/venda ou conversão de bitcoins em outra moeda.

Caso realmente isso venha ocorrer, poderá levar os usuários a procurar por outras criptomoedas focadas na privacidade como Monero e ZCash, bem como o desenvolvimento de ferramentas para se manter anônimo em transações bitcoin com é o caso de Mimble Wimble.

Você acredita que o Bitcoin pode ser regulamentado? Comente abaixo.

As 5 principais criptomoedas alternativas e suas diferenças

Como a maioria dos entusiastas já estão bem cientes existe diferentes grupos de moedas. As principais criptomoedas alternativas (altcoins) estão oferecendo algo aparentemente diferente, enquanto o resto é apenas copia do Bitcoin. No entanto, existem algumas diferenças entre as principais criptomoedas, caso contrário não haveria características importantes que chamassem atenção dos investidores e traders.

05 – Dash (DASH)

Uma das principais coisas que Dash faz bem é fornecer aos seus usuários privacidade adicional ao concluir as transações. A rede da Dash dispõe de Masternodes, além de incentivar os usuários a não gastar seu saldo em suas carteiras. Além disso, a Dash está fazendo bastante impacto na indústria principalmente em pontos de venda por meio de parcerias estratégicas.

04 – Monero (XMR)

Quando se trata em encontrar uma criptomoeda que realize transações anônimas, temos que pensar muito além do bitcoin. Monero hoje lidera essa corrida pelo anonimato, isso devido a alguns conceitos inovadores. A Monero também foi abraçada pelos mercados da darknet porque fornece privacidade e anonimato que não é possível encontrar no bitcoin.

03 – Ripple (XRP)

Embora muitos tenham opiniões bastante diferentes sobre Ripple, não se pode ignorar os benefícios que ela traz para o ecossistema de redes decentralizadas. Ao contrário de outras criptomoedas, o foco principal da Ripple não é ser uma moeda para “especulação”, mas sim em utilidade transacional entre países e grandes instituições financeiras. Dezenas de bancos ao redor do mundo que visam melhorar suas transações e outras operações do dia-a-dia estão olhando para Ripple. Nos últimos dias, o token XRP da Ripple obteve aumento de preço devido a uma nova parceria com algumas instituições financeiras.

02 – Ethereum (ETH)

Desde sua existência muitas pessoas compararam Ethereum com o bitcoin. Isso é como comparar maçãs e laranjas, já que ambos sistemas são totalmente diferentes. A Ethereum concentra-se no lado técnico em desenvolver blockchains, incluindo tokens nativos, contratos inteligentes e aplicações descentralizadas. É possível que todas essas características venham a surgir na blockchain do bitcoin no futuro, mas é bom ter alguma concorrência entre os ecossistemas, isso favorece o amadurecimento de ambos.

01 – Litecoin (LTC)

Litecoin é considerado apenas uma copia do Bitcoin, sendo a primeira criptomoeda ao usar o código “original” da rede bitcoin. O Litecoin oferece um algoritmo de mineração diferente e transações mais rápidas. Curiosamente, existem algumas semelhanças de desenvolvimento entre bitcoin e litecoin. Segregated Witness, por exemplo, pode muito bem ser ativado na rede litecoin antes de ser ativado na própria rede do Bitcoin. Litecoin é aceito como uma solução de pagamento em vários lugares, embora não esteja nem perto do nível de aceitação de bitcoin.

Como vimos, há espaço para todo mundo, agora só resta saber qual futuro para cada criptomoeda. Será que algum dia o bitcoin perderá seu posto para algumas dessas moedas? Deixe sua opinião.

Retenção de fundos na Xapo, declaração de bitcoins e hardfork

Pra quem começou a usar a Xapo e tem feito movimentação com grande volume de bitcoins, pode ter a conta suspensa e seus bitcoin retidos temporariamente.

Motivos da retenção

No último Brazilian Bitcoin Conncetion (BBC), que teve a presença do Fernando Gouveia representante da Xapo no Brasil, quando questionado pelo Allex Ferreira, do motivo  da Xapo reter os fundos de seus usuários para validação de contas, o Fernando foi bem claro: Explicou que a Xapo hoje opera como banco digital, e por isso segue todas as normas vigentes do país para poder operar, e que toda a solicitação de documentação é exigida pela própria legislação e não pela Xapo.

“A Xapo sempre será uma empresa de bitcoins, todas essas informações são solicitadas de nossos parceiros para a gente operar como empresa financeira” – Fernando Gouveia Xapo.

O Bruno Diniz da Innercore, afirmou que atualmente não é possível parar de solicitar toda essa documentação, já que estes serviços operam como banco digital.

“No futuro vamos ver soluções que vão trazer proteção para os dois lados.” Bruno Diniz – Innercore.

Suporte da Xapo em português

Segundo o Rocelo Lopes, os usuários brasileiros tem certo receio sobre o atendimento, se realmente será em português. Até algum tempo atrás, todo o e-mail enviado à Xapo em português eram respondidos em inglês, e isso desmotivava o usuário. O Fernando disse que isso acontecia no passado e que hoje a Xapo tem melhorado muito o atendimento, principalmente em responder em outros idiomas, como no caso do português do Brasil.

“Sim claro, pode enviar mensagem em português, hoje a empresa está contratando funcionários que falam português, para ajudar os tickets e análises de documentos.” Fernando Gouveia da Xapo.

Cartões de débitos bitcoins

Diferente de empresas como Advcash, Satoshitango, Mobi card que oferecem um cartão pré-pago em bitcoin, a Xapo oferece um cartão VISA que debita bitcoins direto da sua carteira quando usado.

Allex Ferreira, também conhecido popularmente como o “Barão do Bitcoin”, comentou da importância que estes cartões tem hoje, mas questionou sobre as informações que são solicitadas, destacando a necessidade de ser algo mais simplificando.

“Essas empresas às vezes pedem demais” – Allex Ferreira.

Parceria coinBR e Xapo

Graças a parceria com a coinBR, questões como retenção de fundos são resolvidas mais rápidas que antes, Além disso o usuário da Smart Wallet pode recarregar seu cartão Xapo instantaneamente, isso devido a integração das duas empresas.

Declaração dos bitcoins

Devido à proximidade da prestação de contas com o leão, muitos têm buscado informações sob como proceder na declaração do imposto de renda, principalmente quem trabalha com bitcoins.

Durante o BBC #05 o Allex Ferreira foi questionado por um usuário sob como ele faz essa prestação de contas com a receita, o mesmo respondeu:

“Cada caso é um caso.” Allex Ferreira trader P2P.

O Allex completou dizendo: se você não sabe o que fazer com a tributação, procure um advogado tributarista ou um profissional responsável para evitar problemas futuros.

Caso queira mais informações sobre a declaração de seus bitcoins e altcoins, a Foxbit tem disponível em seu canal no Youtube um hangout com o  Gustavo Andrejozuk (Kripta Solutions) respondendo a diversas perguntas acerca do assunto.

Posicionamento da Xapo sobre fork na rede

Caso ocorra o fork na rede, o que o Fernando acredita que não vai acontecer, os bitcoins continuam sendo bitcoins e a empresa não tem planos de ter altcoins em seu portfolio.

“Se isso acontecer vamos seguir o blockchain maior.” Fernando Gouveia, da Xapo Brasil.

Já a posição da coinBR é um pouco diferente, o Rocelo afirmou que vai suportar os dois, tanto BTC quanto o BU, caso ocorra o hardfork.

“Na coinBR Smart Wallet, o usuário terá duas carteiras diferentes.” Rocelo Lopes CEO coinBR.

Diante de toda a situação, as empresas estão evoluindo a cada dia, e isso mais uma vez demostra que uma especialização está em progesso no mercado. Além disso as negociações peer-to-peer (P2P) têm crescido bastante ultimamente.

Ficou alguma dúvida sobre a Xapo e integração com a Smart Wallet da coinBR? Comente abaixo.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Bitcoin será aceito em 260 mil lojas no Japão

Após alguns dias depois que o bitcoin se tornou oficialmente um método de pagamento no Japão em 1 de abril, dois grandes varejistas japoneses fizeram parceria com algumas exchanges para começar aceitar a moeda digital em seus pagamentos.

Bic Camera e Bitflyer

Bic Camera é uma das maiores empresas de varejo de eletrônicos no Japão. Algumas de suas lojas estão localizadas enfrente de estações de trem, tornando-os muito facilmente acessíveis. Bitflyer é considerada a maior exchange Bitcoin em volume do pais.

Parceria entre as empresas

De acordo com o site Nikkei Asian Review, as duas empresas formaram uma parceria, e a Bic Camera iniciará um projeto piloto para aceitar pagamentos de bitcoin em dois de seus locais em Tóquio usando o sistema de pagamentos da Bitflyer. A primeira é a loja da Bic Camera no distrito de Yurakucho, em Tóquio, e a outra é a Bicqlo Bic Camera, localizada em Shinjuku. As tendências de uso nas duas lojas ajudarão a empresa a decidir se outros locais aceitarão pagamentos bitcoin. Confira os detalhes da publicação:

Os clientes têm permissão para pagar até 100.000 ienes (US $ 904) usando a criptomoeda e também obterão pontos de recompensa na mesma taxa dos pagamentos em dinheiro.

Enquanto isso, outra importante exchange japonesa, a Coincheck, fez parceria com a Recruit Lifestyle, o braço de apoio ao varejo do conglomerado de recursos humanos Recruit Holdings. A Coincheck confirmou a parceria ao portal Bitcoin.com acrescentando que atualmente a empresa “detém 99% da participação no mercado de pagamentos bitcoin”.

260 mil empresas passarão aceitar bitcoin

O site Nikkei relata que cerca de 4.500 lojas no Japão atualmente aceitam bitcoin, mas a expectativa que até o verão deste ano será 260.000 lojas. Em uma entrevista em janeiro desse ano, Coincheck revelou que mais de 5.000 comerciantes e sites já aceitam bitcoin através do sistema da empresa.

Se tudo ocorrer bem o Japão será o principal país a possuir o maior número de lojas que permite usar bitcoin como método de pagamento. Mas como sabemos isso só dará certo se os problemas da rede Bitcoin forem resolvidos, hoje a discussão sobre a escalabilidade da rede está entre Bitcoin Core e Bitcoin Unlimited .

O que achou da decisão e parcerias das empresas japonesas, isso pode levar à maoir adoção do bitcoin? Comente abaixo sua opinião.

Compre e venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior corretora de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br