sexta-feira , 20 janeiro 2017
1xBit
Como Funcionam as Taxas do Bitcoin

Como Funcionam as Taxas do Bitcoin

A transação de Bitcoin é realmente livre de cobranças?

Uma das principais vantagens do Bitcoin é que você pode supostamente enviar dinheiro entre dois pontos no planeta de graça.

Mas se você já enviou Bitcoins uma ou duas vezes, você provavelmente percebeu que há sim, de fato, taxas de transação, mesmo que minimamente irrisórias.

Antes de explicar como as taxas são calculadas, quero explicar o que são as taxas do Bitcoin.

Quando os mineradores validam transações dos blocos dentro do Blockchain, eles são pagos duas vezes:

1 — O primeiro pagamento é feito por computadores que processam um código de programação do sistema, que concede uma recompensa aos mineradores por terem tido sucesso em decriptar uma transação e coloca-la em um bloco de transações dentro da cadeia de blocos: o Blockchain.

2 — O segundo pagamento são as taxas que os usuários (donos de carteiras e bolsas) anexam às transações que foram incluídas nesse bloco.

Você nem sempre tem que pagar essas taxas, mas existem certas regras que praticamente te forçam a paga-las quando necessário. Claro que você pode optar por desconsiderar essas regras e não anexar uma taxa ao seu pagamento, mas é possível que sua transação leve muito tempo para ser processada, ou até não seja, porque nenhum minerador vai querer processa-la.

Saiba:  O que é Bitcoin?

Vamos as regras:

Regra Nº #1 — Montantes minúsculos obrigatoriamente pagam taxas.

Se o número de Bitcoins que você está enviando for menor que 0,01 BTC, você será obrigado a pagar uma taxa para os mineradores. Esta taxa é necessária para evitar que os usuários fiquem fazendo spam na rede, enchendo ela com microtransações e sobrecarregando o Blockchain.

Isso também se aplica a transações de resposta. Transação resposta, é a diferença entre o valor exato de 1 bitcoin inteiro e o valor que você manda.

Exemplo.:

Digamos que você queira comprar um relógio para 1.999 Bitcoins. Você manda 1.999, mas usa uma entrada de 2 Bitcoins para fazer isso. Então, automaticamente quando você digita 1.999, você vai mandar 2 bitcoins e receber de volta uma resposta de 0,001 btc, na hora que for transferir.

Se essa transação resposta for de uma quantidade muito pequena, a rede vai exigir uma taxa adicional para o minerador processa-la.

Regra # 2 — Moedas mais antigas têm menos taxas.

Se as entradas que você está enviando em sua transação são mais antigas, então há uma chance maior de que eles não exijam uma taxa. Ter moedas antigas significa que são moedas que não foram transacionadas por um longo tempo, ou seja, que não foram fragmentadas em micro-transações que exigem taxas.

Regra # 3 — Menos entradas exigem menos taxas.

Cada transação de bitcoins é feita a partir de entradas. Quanto menos entradas forem usadas para compilar uma transação, menos taxas serão necessárias.

Então, se você for enviar 1 Bitcoin e usar 4 entradas de 0,25 Bitcoins, é mais provável que isso vai exigir uma taxa maior se você enviasse apenas 1 única entrada de 1 Bitcoin inteiro.

Tamanho da transação

Tenha em mente que na maioria das vezes você não terá controle sobre se a sua transação requer taxas ou não.

Sua carteira Bitcoin geralmente fará a otimização das taxas para você, sendo assim, você evitará taxas quando possível. A taxa de mineração da sua transação, é hoje de 0,0001 Bitcoins, que é de cerca de R$ 0,30 e é o que provavelmente vale a pena pagar para obter sua transação processada rapidamente.

Entradas e Carteira Bitcoin

Diante do crescente número de transações realizadas na rede do Bitcoin, a nova tendência de mercado que está ganhando corpo é a cobrança dinâmica das taxas de transação no Blockchain, nas carteiras gerenciadas na nuvem.

A diferença de uma carteira gerenciada na nuvem para uma carteira que fica armazenada no seu HD, é que quando seus bitcoins estão na nuvem, você terceiriza o poder de alterar as taxas cobradas nas transações, ao contrário de quando eles estão dentro de um software controlado por você mesmo, dentro do seu computador.

Carteiras que são gerenciadas em nuvem, geralmente adotam uma estrutura de taxas que varia de acordo com o congestionamento da rede, alguma coisa parecida com o que faz a indústria da aviação na venda de bilhetes aéreos, que variam o preço de acordo com a demanda.

Nos últimos meses, o crescimento do número de usuários da tecnologia e das transações tem provocado um estrangulamento no poder de processamento da Blockchain. Como consequência, isso tem gerado lentidão na confirmação das operações. Com a proposta de taxas dinâmicas, espera-se que haja mais rapidez nesse processo eum incentivo extra para os mineradores.

Ou seja, quem movimenta bitcoins através de carteiras na nuvem, paga taxas que variam dependendo do tamanho da transação e das condições da rede. Quando a atividade estiver elevada, os usuários recebem um aviso de “taxa alta” ao enviar Bitcoins. Quando o trânsito na rede diminuir, a taxa também diminuirá.

A ideia de pagar taxas pode assustar em um primeiro momento, mas o benefício para os usuários do Blockchain é que eles poderão ter a certeza de que suas transações serão incluídas no Blockchain muito rapidamente.

Essas cobranças de taxas nada mais são que uma reação ao número de transações crescentes.

A tendência é que com a estrutura de taxas dinâmicas e suas regras, as transações serão cada vez mais rápidas, confiáveis e pelo melhor valor, independente de quantas pessoas estão usando a rede Bitcoin.

Compre e Venda bitcoins de maneira rápida e segura na maior bolsa de bitcoins da América Latina: https://foxbit.com.br

Sobre Israel Finardi

Libertário, Agorista, estudante de Arquitetura, Cripto-anarquismo, Programação, Criptografia, Tecnologia e Economia Austríaca, sendo um enorme entusiasta do Blockchain, do Bitcoin e das Altcoins.
  • Virgil Luisenbarn

    Ainda pretendo obter bitcoin